Rdnews

Sábado, 10 de Abril de 2010, 10h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

Operação Hygeia

Em telefonema, diretores do Creatio se mostram temerosos

   Gravações telefônicas feitas pela Polícia Federal revelam a preocupação dos representantes do Instituto Creatio, Luciano Carvalho de Mesquita (presidente) e Ronilton Souza Carlos (diretor), quanto à auditoria realizada pela Controladoria Geral da União (CGU), que constatou diversas irregularidades entre a Prefeitura de Pontes e Lacerda e o instituto. “(...) Eles (os auditores) entendem a parceria”, diz Luciano a Ronilton, avisando sobre a presença dos auditores em Pontes e Lacerda. 

   As gravações fazem parte da Operação Hygeia, desencadeada pela PF na última quarta (7) e que culminou na prisão de 26 pessoas em Mato Grosso, entre elas o "aloprado" Valdebran Padilha, diretores do Creatio e da Funasa.

   De acordo com as investigações, Luciano conseguiu o cargo de presidente por intermédio de Ronilton e, por isso, tinha a "obrigação" de informá-lo a respeito de todos os fatos novos. Segundo apuração da PF, a ligação telefônica se deu no momento em que os auditores atuavam no interior do Estado, o que teria causado temor aos representantes do Creatio. A preocupação de Luciano tinha fundamento. A CGU havia constatado inúmeras irregularidades, entre elas a participação de funcionários do instituto como fiscalizadores do cumprimento da jornada de trabalho dos profissionais do Programa de Saúde da Família (PSF), fato considerado pela PF como ação indevida.  

 -----------------------------------------------
"(...) o pessoal nega o tempo

inteiro que seja isso, senão
fica complicado depois"
-----------------------------------------------

    Ronilton era tido como o “grande chefe e orientador” no Creatio. Conforme a PF, ele figura como um influente lobista e responsável pelo direcionamento dos recursos da Funasa. Ele integrou o quadro da Intertours Turismo, empresa também investigada na Operação Hygeia por receber recursos por passagens aéreas sem a emissão de qualquer nota fiscal e até comprovantes de vôos. Ronilton figura ainda como proprietário da Fundação Educacional de Cuiabá e sócio da empresa Hileia Ativa Assessoria. Ele faz questão de demonstrar sua influência a Luciano em um dos trechos da conversa. “(..) o pessoal nega o tempo inteiro que seja isso, senão fica complicado depois”, diz. Como presidente do Creatio, Luciano ficou então incumbido de não deixar que os integrantes do esquema em Pontes e Lacerda dessem detalhes da parceria que direcionava contratos.

   A polícia cumpriu 75 mandados de busca e apreensão e está para concluir 35 mandados de prisão temporária, sendo que a maioria foi expedido para ser cumprido em Mato Grosso. O relatório da CGU que enumera os recursos desviados aponta em um rombo de cerca de R$ 50 milhões, que pode alcançar R$ 200 milhões.

   Somente em Mato Grosso foram cumpridos 26 mandados de prisão temporária e 59 de busca e apreensão em Tangará da Serra, Cáceres, Pontes e Lacerda, Sinop, Canarana, Santo Antônio do Leverger e Cuiabá. A operação da PF foi realizada em parceria com a secretaria federal de Controle Interno da Controladoria Geral da União (CGU). Segundo apurou a PF, três núcleos criminosos distintos e independentes eram utilizados para o desvio e apropriação de recursos públicos federais. Eles se comunicam através de um núcleo empresarial comum, beneficiado direta e indiretamente dos recursos financeiros produzidos com a prática dos delitos.

   Os envolvidos são acusados de formação de quadrilha, estelionato, fraude em licitações, apropriação indébita, lavagem de dinheiro, peculato, corrupção ativa e passiva, prevaricação praticados em detrimento de órgãos públicos federais e municípios do interior. Durante a investigação a PF identificou a participação de pelo menos 17 servidores públicos.

   Funcionários da Funasa, além do ex-coordenador da Fundação, Edson Vitório, também foram parar "atrás das grades". Entre os presos estão Ídio Barros, que cuida das licitações do órgão, Edson Pertile do setor de Planejamento, Gleida Marisa da assessoria de gabinete, além de Lauriel da Silva, que atua no Distrito Sanitário Especial Índigena em Canarana. Marco Antônio Stangherlim, coordenador da Funasa, também foi preso pela PF.

   Assessores do deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) também são acusados de participação nas fraudes. O secretário-geral do PMDB , Rafael Bastos, o tesoureiro regional Carlos Miranda, além de Jose Luís Bezerra, sobrinho do parlamentar, figuram na lista de presos da PF.

---------------------------------------------------------------
Confira o diálogo entre Luciano Carvalho de Mesquita e Ronilton Souza Carlos

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • jose carlos | Sexta-Feira, 15 de Abril de 2011, 16h53
    0
    0

    Meu deus...se investigarem o IDEP irão cair de costas.... Quanta coisa errada.... Uma verdadeira fábrica d notas frias... Não é mesmo Sschommer, viccari e santana ??? Serã que ecistem notas nesses nomes ? A PF deveria investigar

  • Jorge Laurindo | Domingo, 11 de Abril de 2010, 14h39
    0
    0

    Jorge Laurindo, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • pedro paulo | Domingo, 11 de Abril de 2010, 13h40
    0
    0

    Tem mais gente no processo, tem deputado federal conhecido por estar envolvido em diversos escândalos, tem empresários ligados a oscip. isso aí é como uma colcha de retalhos e se pf saber montar o quebra-cabeças muita coisa aínda vai surgir e casas vão cair.

  • jairo | Domingo, 11 de Abril de 2010, 11h14
    0
    0

    Olha, nessa investigacao , por haver o envolvimento de Prefeituras e orgaos estaduais ,inclusive com recursos próprios destes, nao seria também o caso da participacao do MP estadual?GAECO, inclusive?

  • Alberto Pereira | Domingo, 11 de Abril de 2010, 09h43
    0
    0

    Romilson Parabéns pelo seu furo na semana passada, pois, ainda falta a oscip IDEP q presta serviço na secretaria de saúde do Estado, esse escândalo será muito maior, tem gente que não está dormindo em casa !!!! Pessoal do RDnews Parabéns...

  • adalberto | Domingo, 11 de Abril de 2010, 01h16
    0
    0

    ronilto foi pró-reitor de finanças da unemat na gestão passada, foi exonerado mas o reitor taisir não fez nada e ele voltou. tão vendo, se não bota logo na cadeia, esse povo continua achando que o crime compensa. e agora, esse povo aí da unemat, não vão ser investigados pela cpi e punidos exemplarmente?

  • Neto | Sábado, 10 de Abril de 2010, 21h12
    0
    0

    Neto, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • EDUARDO | Sábado, 10 de Abril de 2010, 19h52
    0
    0

    O Governo Federal em vez de destinar os recursos para os Estados ou Municípios, está destinando recursos para as ONG,s e OSCIP que fazem uma desforra com o dinheiro público. Otal do CREATIO fez varios Convênios em MT, seria bom que a ControladoriaGeral da União e Polícia Federal fiscalizasse todos os serviços de diagnóstico para verificar a APTIDAO ECONÔMICA E PRODUTIVA que foram executados pelo referido instituto em varias prefeitura para dar mais transparência sobre esses serviços que foram executados com o dinheiro público.

  • Maria Angela | Sábado, 10 de Abril de 2010, 17h32
    0
    0

    quem deve ta preocupado é o ex prefeito de Cáceres, Ricardo Henri!

  • gertui | Sábado, 10 de Abril de 2010, 13h36
    0
    0

    Essa Elisabete e dá Creattio ou da Travessia Desenvolvimento Organizacional? ou é de ambos? não tô entendendo...!!!!

Prejuízos para Acorizal de R$ 753 mil

clodoaldo monteiro 400 curtinha acorizal   O conselheiro interino Moisés Maciel concedeu medida cautelar proposta pela secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE, suspendendo de imediato um termo de parceria, em vigor desde 2017, entre a prefeitura de Acorizal e a Oscip Iso Brasil. Foi descoberto...

"Eu não devo um centavo para Júlio"

sergio rezende 680   O empresário e ex-vereador de Chapada dos Guimarães, Sergio Rezende (foto), que foi "enquadrado" pelo cacique político do DEM, Júlio Campos, reagiu, mas sem as críticas duas de antes contra o ex-governador. Irritado pelos ataques feitos por Rezende em um grupo de WhatsApp, Julio gravou um...

Ex-vereador do DEM recua da disputa

ivan evangelista 400 curtinha   O pecuarista e ex-vereador Ivan Evangelista (foto) vai mesmo jogar a tolha. Apontado como uma das apostas do DEM na briga por vaga no Legislativo cuiabano, Ivan não se empolgou, notou dificuldades para se obter êxito nas urnas e vai comunicar a direção do partido de sua desistência da...

Gestão Tatá sob várias irregularidades

tata amaral 400 curtinha   A gestão Tatá Amaral (foto), em Poconé, está sendo marcada por uma série de irregularidades. Uma denúncia feita junto ao TCE pelo auditor público interno municipal, Ademar Vivan Júnior, foi confirmada. Descobriu-se, por exemplo, contratação...

Ucamb é multada por irregularidades

edio 400 curtinha   Numa sessão realizada por videoconferência, o TCE puniu o líder comunitário Édio Martins de Souza (foto) por irregularidades num convênio de 2009 com o Estado. Na época, Édio presidia a União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairro (Ucamb)....

PSD reforça nome de Flávio em VG

selleman mathias 400 curtinha psd vg   Chamou a atenção a presença do presidente do diretório do PSD, em Várzea Grande, Selleman Mathias (foto), no lançamento da candidatura do empresário Flávio Vargas (PSB) à sucessão da prefeita Lucimar Campos, nesta quarta. Ao que tudo...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.