08-11-18 09h:27

O agro já contribui e há risco de sair de MT, afirma deputado

Deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB), reeleito com mais de 29.900 votos, avalia derrota do partido em níveis estadual e nacional; diz que taxação do agro deve ser último recurso e aponta alternativas para enxugamento da máquina pública.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • JOSÉ | Sexta-Feira, 30 de Novembro de 2018, 12h48
    0
    0

    Sou trabalhador com carteira assinada, ganho um super salario de 10.000, tirando 11% da Previdência mais 27.5% de IRRF sobra 6.000,00. Ai tem os bacanas que, até reconheço que inegavelmente produzem, até tiro o meu chapéu, mas não querem pagar nada de imposto??? Pérai meu. Ai vem uns "entendidos" dizer que não se pode comparar trabalhador, empresários do ramo da industria e comércio com produtor rural. Diga-se de passagem o pequeno produtor cujo produtos são vendidos, comercializados, consumidos, industrializados no mercado-economia interna pagam impostos. Os megas produtores ou atravessadores que destinam a grande/maior parte de toda produção à EXPORTAÇÃO, esses lindos, bacanas, patricinhos não pagam e não querem pagar imposto. Tem que taxar sim. Óbvio que esse imposto a ser cobrado não pode logicamente quebrar a cadeia de pequena, média e mega produção, mas que tem de cobrar, tem sim senhor.

  • alexandre | Segunda-Feira, 12 de Novembro de 2018, 13h55
    2
    0

    Pode ir , vão plantar em MS , lá cobra impostos...

  • Carlo | Domingo, 11 de Novembro de 2018, 17h58
    3
    0

    Na verdade o Agro faz apartahd na população cheguei 1960 já tinha seringueiros desbravadores selva não existia ar condicionado Cuiabá era calor suportável Cuiabá era porta da Amazônia tinha matas densas e nortão era floresta ... Depois governo trouxeram sulistas para mato grosso para escravizar próprios matogrossenses e destruí natureza para cultivar plantas chamada soja tem 4 meses vida que destruíram floresta milhões anos

  • Pedro | Domingo, 11 de Novembro de 2018, 07h47
    5
    0

    O agro vai sair do estado? Aham... com tanta terra boa e em extensão vai pra onde? Conversa pra boi dormir. Passou da hora de dar sua contribuição, chega de relação predatória.... só quer sugar

  • curioso | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 12h54
    3
    0

    Bom era o mt em 1970 não tinha carretas para atrapalhar o transito nas rodovias. Esqueci, só havia asfalto em algumas das 46 cidades. kkkkkk , só havia asfalto em algumas cidades. Mt não vive em função do agronegócio ? Ou em função de empresas familiares ? O corret,o é não responder certos cometários. Cheguei em MT em 1974. Mas hoje está chovendo na região que eu moro

  • Bea | Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 07h32
    6
    0

    Já vão tarde, bando de sanguessugas

  • alexandre | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 17h34
    6
    0

    Pode ir, não paga imposto...

  • Aldo Vicente Filho | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 15h46
    5
    0

    Do jeito que está indo, o Brasil vai entrar em colapso financeiro em pouco tempo. Todos os grupos de pessoas que conseguem algum poder se organizam para não pagar impostos. Quem trabalha e recebe seus salários tem em seus holerites descontos de impostos absurdos. Descontos que chegam às vezes a mais de 30 por cento. Tudo o que consomem tem taxas abusivas de vários impostos, que chegam a mais de 40 por cento. Essas pessoas que representam a maioria da população não tem ninguém para defende elas. Acho que todos devem pagar, mesmo porque quem está reclamando para não pagar impostos são na sua maioria milhonarias.

  • Rafael | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 13h38
    7
    0

    Isso é piada respeito o pessoal do agronegócio mas já passou da hora de começar a dar algum retorno pro estado não é possível que só a classe ruralista seja beneficiada com o não pagamento de Icms com isso o governo deixa de arrecadar no mínimo 5 bilhões por ano.

  • José Antonio de Castro Leite Nogueira | Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 11h06
    6
    0

    Sem entrar no mérito da questão, ou seja, se taxa ou não o agronegócio, o ilustre deputado poderia explicar o que seria 'sair de MT'? Todos encerrariam as atividades e iriam cultivar suas lavouras em outros estados?

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

Respaldo jurídico para barrar grevistas

mauro mendes curtinha   O Governo Mauro Mendes, de forma estratégica, está se respaldando de forma técnica e juridicamente, para enfrentar setores do funcionalismo que caminham para a deflagração de greve geral. Primeiro, recebeu do MPE uma notificação para não conceder reajuste salarial,...

Bolsonaro veta algoz de Selma no TRE

ulisses curtinhas   Fatores políticos-partidários podem ter pesado na escolha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao definir o novo membro do TRE. Ele optou por Sebastião Monteiro e não por Ulisses Rabaneda, que tentava ser reconduzido. Os presidentes costumam escolher o mais votado ou manter quem já está no...

Prefeitura de Barra garante legalidade

joaojakson   Procurador-geral de Barra do Garças João Jackson Vieira Gomes (foto) esclarece, em resposta à curtinha Contrato de R$ 4 mi pra limpeza, que a dispensa de licitação por 6 meses obedeceu todos os tramites legais, sendo que a empresa contratada ofertou o menor orçamento. A...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.