ELEIÇÕES 2020

Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019, 14h:17 | Atualizado: 14/11/2019, 19h:16

Chefe da Casa Civil ataca Emanuel, desafia a renunciar e cita "infiltrado" na gestão

Marcos Vergueiro

Mauro Carvalho

Chefe da Casa Civil Mauro Carvalho em entrevista a imprensa; ele é um dos nomes avaliados para disputar prefeitura

O secretário da Casa Civil Mauro Carvalho, um dos nomes cotados pelo DEM para disputar a Prefeitura de Cuiabá nas eleições de 2020, disse que suportou ataques do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) durante dez meses. Entretanto, afirmou que não ficará mais calado diante do que chama de “ofensas do emedebista”.

Sem assumir a condição de pré-candidato, Mauro Carvalho declarou que o DEM terá candidato a prefeito de Cuiabá. Disse ainda que ao invés de ser preocupar com o Governo do Estado, Emanuel deveria prestar atenção nos adversários que tem dentro do próprio Palácio Alencastro.

“Nesses dez meses de gestão,  eu sempre me comportei na Casa Civil de forma muito discreta, evitando entrevistas, evitando assuntos polêmicos.  Mas são dez meses de ataques, dez meses de ofensas, cabe a mim fazer a defesa do governador Mauro Mendes e chega uma hora que eu preciso fazer essa defesa. É o que eu estou fazendo aqui hoje. Chega! A Casa Civil não vai ficar mais quieta, seja de quem for o ataque, nós vamos responder à altura. De forma transparente, séria e honesta”, disse  Mauro Carvalho, em entrevista à Rádio Capital FM, na manhã desta quinta (14).

Um dos supostos ataques respondidos por Mauro Carvalho é relacionado ao novo Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), cuja última etapa será entregue no próximo dia 18. Isso porque Emanuel costuma dizer que o governador, que lhe antecedeu no Alencastro,  deixou as  obras abandonadas.  

“Eu desafio o prefeito Emanuel Pinheiro a provar que essa obra estava abandonada. Nós temos as planilhas de todas as medições que foram feitas no ano de 2016, que foi  o último ano do mandato do Mauro Mendes como prefeito da Capital. Se ele conseguir provar que a obra estava abandonada,  eu renuncio o meu cargo na Casa Civil. Eu gostaria que ele fizesse o mesmo na prefeitura, caso não consiga provar que realmente essa obra estava abandonada e parada”, desafiou.

Para rebater Emanuel, Mauro Carvalho lembrou que a Santa Casa de Cuiabá fechou durante a gestão do emedebista e foi reaberta pelo Governo do Estado. Em sua avaliação, a situação financeira da prefeitura também piorou desde o fim da Gestão Mauro.

 “Na política, a gente tem que ter o salto sempre muito baixinho porque política se faz em grupo. Essa humildade é o que falta no prefeito Emanuel, de reconhecer não só o trabalho do Mauro, mas dos outros prefeitos que passaram pela prefeitura. Esse reconhecimento é a grandeza de um político, que o prefeito não tem”, disparou.

“Em 2016, nós éramos a 11ª Capital em resultados econômicos, hoje nós passamos para a 25ª. Nós passamos da letra B para a C. Nós saímos de 334ª a nível de Brasil, de cidades, para 2.200ª. Isso é bucha de canhão. Mauro entregou com a LRF em 47%, hoje está em 51.3%. Essa é a verdadeira bucha de canhão. É igual aquele carro que você vai vender e manda lavar, manda polir, passa aquele pretinho no pneu e o carro fica maravilhoso por fora, mas na hora de dar partida e andar com ele,  o motor está fundido. A prefeitura não pode ser avaliada só porque está pintando rua, pintando escola, inaugurando não sei o quê”, completou o chefe da Casa Civil.

Eleições 2020

No que diz respeito às eleições, Mauro Carvalho ironizou o rompimento do vice Niuan Ribeiro (Podemos) - que é pré-candidato a prefeito. Ainda sugeriu a possibilidade de outros possíveis postulante à sucessão estar “infiltrado” no Palácio Alencastro, sem que Emanuel tenha percebido.  

“O prefeito Emanuel Pinheiro diz que tem pessoas no Paiaguás encantadas com a gestão dele, mas se esquece de cuidar do Alencastro, porque tem gente no 6º andar que é candidato a prefeito. E se ele olhar em todos os andares da Prefeitura,  vai encontrar mais candidato pra disputar contra ele. Eu vou me abster de falar esse nome aí, mas no início do ano vocês vão saber quem é”, finalizou.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Emedebista | Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019, 20h07
    3
    1

    Prezado Secretário da Casa Civil, teu “cargo” só lhe cabe exoneração, para caber renúncia deveria ser mandato político e, falta muito arroz e feijão para v. Excelência.

Prefeito de Sapezal e aditivo com 15%

valdecir casagrande 400 curtinha sapezal prefeito   O prefeito de Sapezal, Valcir Casagrande (foto), autorizou o quarto aditivo de um contrato sem licitação, firmado em 2019 entre o município e a Casa de Saúde Santa Marcelina. Chamam atenção o valor e o aumento. A continuidade do atendimento aos...

Partidos acirram disputa a vice de Léo

leonardo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito emedebista Léo Bortolin (foto), um dos mais bem avaliados gestores mato-grossenses, convive com uma disputa acirrada de pretendentes ao cargo de vice-prefeito de sua chapa. A corrida por novo mandato está tão confortável que Léo praticamente não tem...

MDB e PRB devem se juntar em ROO

luizao 400 curtinha   Ao menos dois blocos de oposição em Rondonópolis estão levando a sério a observação do ex-governador e ex-senador Blairo Maggi, para quem Zé do Pátio ganharia a reeleição numa boa se o município tiver várias candidaturas. Ou seja, quanto...

Parlamentares numa disputa cômoda

thiago silva 400 curtinha   Parlamentares que estão se aventurando na disputa a prefeito nada têm a perder. Não precisam nem se afastar dos mandatos para concorrer ao pleito. Em caso de derrota nas urnas de novembro, continuam com suas cadeiras garantidas até 2022 (situação de estadual e federal) e...

Sob recall e apoiamento de Bolsonaro

roberto franca 400 curtinha   Mesmo isolado e sem grupo político da época em que foi prefeito por duas vezes, Roberto França (foto), filiado ao nanico Patriota, não desiste da pré-candidatura em Cuiabá. E há um motivo forte que o deixa empolgado. Seu nome vem se consolidando como o segundo nas...

Prejuízos para Acorizal de R$ 753 mil

clodoaldo monteiro 400 curtinha acorizal   O conselheiro interino Moisés Maciel concedeu medida cautelar proposta pela secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE, suspendendo de imediato um termo de parceria, em vigor desde 2017, entre a prefeitura de Acorizal e a Oscip Iso Brasil. Foi descoberto...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.