Últimas

Sexta-Feira, 04 de Setembro de 2009, 21h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

EXCLUSIVO

1,5 mil presos em Cuiabá fazem greve de fome há 5 dias

  Há cinco dias as autoridades policiais e a secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública escondem da população e omitem à imprensa uma situação grave que acontece no interior da Penitenciária Central do Estado (antigo Pascoal Ramos), em Cuiabá. Cerca de 1,5 mil detentos estão amotinados desde segunda (31). Fazem greve de fome. Toda a alimentação fornecida pelo sistema carcerário vai parar num tabor de lixo. O clima interno é tenso. Muitos estão fracos e emagraceram tanto que têm dificuldades de locomoção. Necessitam de cuidados médicos.

    Os líderes disseram que só vão interromper a greve quando receberem a visita na penitenciária do juiz da Vara de Execuções Penais de Cuiabá, Adilson Polegato de Freitas, de ao menos uma equipe de reportagem de TV, de membros da OAB e do Ministério Público. Eles têm várias reivindicações, mas não querem antecipá-las. Fontes revelam que o superintendente do Sistema Prisional, major Airton Siqueira, orientou servidores e agentes carcerários que dão expediente na penitenciária a manterem a imprensa alheia ao problema, não revelando publicamente a greve de fome. A estratégia seria buscar, sem alarde, uma negociação para restabelecer a normalidade junto aos reeducandos.

    Nem mesmo o secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado, que acompanha o governador Blairo Maggi numa comitiva com 35 pessoas na África do Sul, teria conhecimento do motim envolvendo 1,5 mil presidiários. Enquanto Curado segue uma agenda no exterior e busca se interar do sistema de segurança no país africano, a penitenciária central se transformou num espécie de barril de pólvora. Os líderes foram abastecidos de alimentos fornecidos por familiares, enquanto os demais continuam famintos. A greve de fome não tem prazo para terminar. Há risco dos presos fazerem reféns.

(5/set - às 10h05) - Sejusp garante que situação está sob controle dentro da penitenciária

   A secretaria de Justiça e Segurança Pública anunciou neste sábado, por meio de assessoria, que o protesto dos presidiários está sendo monitorado de forma permanente e que a situação está sob controle. Garante que a greve de fome não começou na segunda, como informado acima, mas sim na quarta-feira e que os reeducandos não estão se alimentando da comida fornecida pelo Estado, mas contam com ajuda de familiares, mesmo com estoque limitado. Para os detentos, trata-se de uma greve de fome. Já na avaliação da Sejusp, o que se vê na prática não seria bem isso. Dos quase 1,5 mil que cumprem pena na Penitenciária Central do Estado, cerca de 1,1 mil estão envolvidos no protesto. Policiais do batalhão de Guarda mantêm plantão dentro da unidade e a Força Tática também está sob alerta.

   Os detentos não protestam contra a qualidade da alimentação ou por questões de estrutura da unidade, segundo a Sejusp, mas sim por causa do mutirão judiciário. Eles tinham expectativa de que o trabalho de revisão dos processos fosse ganhar celeridade e trazer resultados práticos, o que não vem ocorrendo. Por isso, revindicam a presença do juiz da Vara de Execuções Penais e de membros da OAB e do MP e mais cobertura da imprensa. A assessoria garante que o secretário Diógenes Curado, que está na África do Sul, já foi comunicado sobre a "greve de fome" dos presidiários.

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns ao estado e aos presos.

    Que a greve continue!!!!
    V|iva!!!

    Tenho plena convicção que isto, contribuirá para a evolução da humanidade.

    Afinal o quanto os seres do bem vão ganhar com tudo isto? No mínimo, se alguns assassinos e estupradores morrerem de fome, teremos a CERTEZA DE uma vida mais longa....

  • Roberto Dias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Deixa o trem pipocar...deixa eles fazerem esta greve de fome...Duas coisas boas irão acontecer. A primeira, iremos economizar no alimentação dos regressores...a outra, é que eles irão fazer rebelião e a tropa vai entrar..e limpar!!!

  • jmarcio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    MAS ESTAMOS FICANDO MOLE MESMO.
    JÁ SÃO TRATADO COMO UINS REIS E AINDA QUEREM MAIS.
    DEIXA ESSAS PRAGAS.. LÁ ... ATE APODRECER..

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ainda não entendi porque o secretário Curado viajou, aliás, esse secretário da segurança é um bocado down e se os presos conseguem fazer uma greve de fome poderão fazer muito mais em Mato Grosso.

  • joaqui | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou agente da PCE , e tdos que trabalham aí estão correndo sérios risco de vida>> Os secretários são imcompetentes , e aquilo ali vai explodir>>. 1400 homens onde deveria ter 490. Vai explodir mesmo e vai morrer muita gente>>> tomara q seja todos bandidos>>>

  • sampaio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    comida têm ?eles não come porque não quer?deixa de puxar sacos deste elementos? que não tem coração? só pensam em fazer o mal? pega á comida de sua casa é leva pra eles se tiver com pena? porque vcs não sabe ? o quanto o ser humano humilhado ? ou numa questão de roubo etc. gente eles fazem greve de fome porque quer.

  • paulo porrete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vejam meus senhores, qta comida esses detentos estão jogando fora e apodrescendo nos tambores. Agora é só fazer assim mesmo com eles. Os líderes estão alimentando bem e os Paus de manobras que se danem, deixem esses barris de polvoras que se expludão, porque só assim ficaremos livre de muitos desses porcarias.

  • josiel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    tão com pena deles? eu se fosse os direitos humano pegava todos este santinho leva para sua casa lá que lugar deles, não pode dar brecha paras esse individuos, errou tem que pagar pelo erro? comida lá tem?não quer comer é problema deles?no tempo que era olho por olho dente por dente não se via falar num absurdo desses,jogar comida fora?tantas gente querendo comer o que eles tém mais não tem condições,parabenizo o rdnews ,mais quando for tocar nessa situação não esquece falar que comida lá tem? niguém está obrigando eles ficar com fome?

  • johão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha inversão de valores, temos pessoas aquiem MT e no Brasil que não comem por que não acham o que comer (Pessoas trabalhadoras e honestas).
    Estes anjos tem e não querem, portanto, deixa sem comer o problemas é deles.
    Depois de 10 dias de greve de fome, põe a pol´cia pra dentro e aconselha os anjos.

  • luisa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A opção é deles....O que querem mais?....sair para aprontar de novo? (como fizeram com aquela médica)...O que sinto é que quantas familias mereciam estar recebendo essa comida..muitas vezes, familias que eles mesmo prejudicaram...Deixem que descansem no inferno...

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

juca 400 curtinha A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O...