Últimas

Sábado, 26 de Maio de 2007, 08h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INVESTIGAÇÃO

19 exploradores de madeira continuam presos

  Dezenove pessoas acusadas de explorar ilegalmente madeira no Parque Nacional do Xingu vão continuar presas. Acatando ao pedido do Ministério Púlico Federal, o juiz federal Julier Sebastião da Silva, da 1ª Vara de Cuiabá, decretou a preventiva dos acusados presos na Operação Mapinguari na região norte do Estado. A maioria está recolhida na cadeira de Sinop (a 500 km da Capital).
    Em seu despacho, o magistrado destaca que é necessária garantir a coibição da exploração de forma ilícita de produtos florestais do parque, em nome “da ordem pública, econômica, conveniência da instrução criminal e da aplicação penal”. Para a Justiça, a manutenção das prisões "propiciará o desenvolvimento e conclusão de todos os atos próprios ao inquérito policial, impedindo o desaparecimento de provas, identificando-se os envolvidos e difinindo-se as responsabilidades de cada um dos membros da quadrilha".
    Dos 33 pedidos de prisões feitos pelo MPF, 14 foram indeferidos pela Justiça. Dez estão foragidos e um obteve habeas corpus.

Madeireiros presos
Vlademir Canello
Gilmar Meyer
Reinhard Meyer
Gilberto Meyer
Arildo Bona
Dário Leobert
Gleomar Henrique Graf
João Paulo Faganello
Cassiano Zimmermann
Leandro Bali
Arrendatários de terra presos
Luciene Francio Garaffa
Gilvan José Garaffa
Flávio Turquino
Índios na cadeia
Ararapan Trumai
Maitê Trumai
Servidores públicos
Vanderlei Cardoso de Sá
Carlos Henrique Bernardes
Vilmar Ramos de Meira

Foragidos
Fábio Jean Ludke
Gleiçon Benedito de Figueiredo
Custódio Bona
Altair Bona
Ângelo Roberto Faganello
Sérgio Edgar Zimmermann
Gaucho Trumai
Hulk Trumai
Itaqui Trumai
Mirim Trumai
Liberados
Ilton Vicentini
Ivo Vicentini
João Ismael Vicentini
Mauro Lúcio Matricardi

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Contrato para tocar eventos do TCE

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Guilherme Maluf, fechou um contrato anual com a Infortouch Agência e Comunicação, Eventos e Produtos Alimentícios, aproveitando ata de registro de preços  do Tribunal de Justiça de MT, com adesão-carona num processo de 2019. A empresa vai faturar R$ 376,9 mil para atender demandas do TCE em toda logística de eventos, envolvendo as etapas de planejamento,...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.