Últimas

Quinta-Feira, 04 de Outubro de 2007, 21h:42 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

EMBATE JURÍDICO

2 deputados e 7 vereadores cuiabanos dançam

Na Assembléia, Rabello e Maluf devem ficar sem mandato; na Câmara de Cuiabá, tendem a ser cassados Poção, Dilemário, Lutero, Lueci, Deucimar Silva, Levi e Éden

  Os deputados estaduais Walter Rabello e Guilherme Maluf devem ser penalizados com a perda do mandato, com base na decisão do Supremo Tribunal Federal. Por 8 a 2, a Corte decidiu que o mandato pertence ao partido e não ao parlamentar eleito. A fidelidade vale a partir de 27 de março deste ano. Nesse caso, corre risco de perder mandato o vereador, deputado estadual e federal que mudou de legenda a partir dessa data.

   Dos 19 vereadores por Cuiabá, seis também devem ser cassados porque mudaram de agremiação a partir de março. São eles: Luiz Poção, Dilemário Alencar, Lueci Ramos, Deucimar Silva, Lutero Ponce, Levi de Andrade e Éden Capistrano.

    A fidelidade partidária passou a valer a partir de 27 de março deste ano, quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que os mandatos de deputados federais, estaduais e vereadores pertencem às legendas e não aos políticos. Dos 24 deputados estaduais mato-grossenses,  apenas Maluf e Rabello trocaram de legenda após essa data. Maluf deixou o PSDB e foi para o PMDB na semana passada. Agora, ele pretende recuar. Vai usar o argumento de que não está desfiliado oficialmente da sigla tucana, ou seja, não comunicou a mudança à Justiça Eleitoral. Rabello, que trocou o PMDB pelo PP para ter maior liberdade na construção de seu projeto à Prefeitura de Cuiabá, vai usar a mesma estratégia de Maluf. Os dois terão embates jurídicos pela frente na tentativa de segurar o mandato.

   Os outros infiéis foram salvos pelo gongo. Mudaram de sigla antes daquela decisão do TSE de março. Assim, não correm risco de serem cassados.

(Atualização às 22h05) - Os parlamentares infiéis começam a buscar desculpas e estratégias jurídicas para salvar o mandato. O vereador Dilemário Alencar, por exemplo, disse há pouco que deixou o PSB antes de 27 de março, portanto, acha que não será atingido pela decisão do STF. Ele se filiou ao PTB nesta semana.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Silvia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A justiça Eleitoral, é eleitoral, não pune ninguem, Existe apenas para cumprir tabela.

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens ao RDNews pela agilidade com que nos tras as notícias!
    O STF que é uma instituição meramente política, sim..não são eleitos, são nomeados pelo Presidente da República, tremeu... os Ministros ficaram com medo de que a democracia fosse abalada, por uma suposta rebelião que a Camara iria fazer caso fossem cassados os Deputaos. Pois foi isso o que os Deputados falaram...fizeram ameaças, dizendo que iam reagir!, Ora, a Camara é outro Poder.Creio
    que o STF saiu enfraquecido e nós Brasileiros que tínhamos certeza de que a omissão dos políticos em não promoverem a Reforma política, fosse obrigados a cumprirem uma reforma antecipada pelo STF, creio que a população está decepcionada.
    Milton Ribeiro

  • marcos vinicius | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ufa, enfim o primeiro passo para tentar moralizar a politica brasileira, espero que se cumpra e o TRE casse mesmo essas figuras. Espero que os diretorios de partidos usados como trampolim por esses espertalhões não dê oportunidade de retornarem e assim se safarem com a palavra o TRE.
    O próximo passo deveria ser imunidade parlamentar e essa história de legenda que é uma piada.

  • João José C. Pedroso de Barros | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A notícia está equivocada,essa decisão não atinge os vereadores segundo o entendimento do STF,e o deputado Guilherme Maluf não será atingido,pois ele não se desfiliou do antifo partido,somente o deputado Walter Rabello irá perder o mandato.E daqui para frente sim,qualquer um que se eleger por um partido terá que permanecer no mesmo até o final do mandato,a não ser que o mesmo queira entregar o mandato para o partido,e é claro que isso não irá acontecer.

  • Alcantara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vamos Brasil, Vamos Brasil acabar com os politicos infiéis aos partidos. Parabens STF por decidir pela maioria do povo Brasileiro e como o povo queria.

  • Alcantara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VALEU TSE VAMOS ACABAR COM ESTA POUCA VERGONHA QUE ESTAMOS ASSISTINDO DESDE O INICIO DO ANO. QUE BOM QUE AS INSTITUIÇÕES BRASILEIRAS ESTAO DANDO UMA RESPOSTA RAPIDA AO POVO BRASILEIRO CONTRA OS OPRTUNISTAS DA POLITICA NO BRASIL.
    .

  • marcos vinicius | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns, RD é importante veicular aquilo que agrada o povo com rapidez mas, aqui vai mais uma sugestão para o TSE e STE (como gostam de ser grande não é? dois fazendo o mesmo papel). Já que pelo jeito estão achando um meio de que os prováveis cassados se safem, porque não incluir também punição para os palanqueiros de plantão em televisão e rádios? Nós precisamos cumprir pelo menos oito horas diárias de segunda a sábado de trabalho e eles 01 ou duas vezes se reuniem para ler jornal, falar no celular enquanto em total desrespeito não houve os seus nobres pares e se afastam do plenário onde deveriam discutir projetos e leis mas preferem fazer na tv o que não é de sua atribuição - optou em ser político seja político necessáriamente tem que suspender suas atividades normais não importa a profissão que exerça ou para a qual tenha estudado e se formado aliás onde esta o curso superior de ciências políticas? pense nisto eleitor em breve estaremos deixando entrar em nossos lares essas figuram novamente e o que é pior sem extinção de partidos menores que só servem de trampolim em razão da famigerada legenda e a tal coligação. Que democrácia é esta em que aquele que tem maior número de votos não se elege em detrimento de legenda é um absurdo a vontade do povo ser vioalda de forma tão intepestiva com a palavra o TRE, TSE e STE ufa...

  • Pastor Sena | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostaria de apenas informar a redação do site que conforme conta judicialmente o Vereador Dilemário Alencar esta fora do psb antes de março pois o mesmo não constava na lista do TRE desde 2006 e o vereador Levi Levi desfiliou-se do partido que o elegeu tambem em 2006 desta forma nem um dos dois perderá o mandato, a fidelidade partidária seria do partido que os elegeu e não de partidos que os mesmo tinha aderido. Só pra esclarecer e deixar os eleitores e amigos destes vereadores mais tranquilos.

  • Regina Marques da Fonseca | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Justiça Tarda mais não Falha!!! Só picareta, o povo não merecia uns representantes tão mediocres. Vamos ver se o povo cuiabano tome juizo ano que vêm, e a imprensa independente (como este site) deveria começar a fazer desde já uma grande campanha de esclarecimento público, "vote consciente e não em indescente".

  • Linda Paranhos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esses vereadores estão tão preocupados com as suas cassações de mandato que estão apelando até para pastor (que parece que nunca congregou) famoso por bater ponto na prefeitura na época que um secretário frequentava o 5º andar da prefeitura. "pastor" Deus tudo Vê, sabe das suas andanças e está em todo lugar, a hora do juizo final está chegando, arrependei-vos dos seus pecados, dos esquemas e maracutaias que por ventura tenha sido envolvido por ceder a pressão das necessidades materiais. Tente se salvar, pois o seu candidato, aquele que tudo te dava, já está com os dias contados na política, na era, e deixe de ser fiel da boca para fora.

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...