Últimas

Terça-Feira, 20 de Fevereiro de 2007, 04h:14 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

2 grupos tentam cooptar o presidente da AL

     Mesmo com estilo populista e demagógico para alguns, o deputado Sérgio Ricardo passou a ser 'assediado' por dois grupos políticos, mais pelo fato de ter chegado à presidência da Assembléia Legislativa. O governador Blairo Maggi escalou seu principal interlocutor político, secretário de Educação Luiz Antônio Pagot, para tentar cooptar Sérgio ao PR. O senador Jaime Campos, em nome do PFL, resolveu fazer o mesmo. Sérgio está deixando o PPS, assim como o governador, e a tendência natural seria migrar para o Partido da República. O problema é que o deputado, numa jogada estratégica e para se autovalorizar, passou a condicionar seu ingresso no novo partido à garantias de espaço privilegiado no diretório de Cuiabá.

     No fundo, Sérgio quer ditar as regras na definição de candidatura e na política de alianças para as eleições do próximo ano na Capital. Nessa discussão, vislumbra até uma nova candidatura ao Palácio Alencastro. Em 2004, ele concorreu e, mesmo com o ex-prefeito Roberto França e o governador Maggi no palanque, teve uma votação decepcionante.

     Em seis anos de vida pública, Sérgio saiu de vereador para deputado. Está no segundo mandato e já conquistou a presidência da Assembléia. Começou no PMN, foi para PFL e agora está de malas prontas para deixar o PPS. Do PFL, o presidente da Assembléia já obteve a garantia de que terá autonomia para conduzir a agremiação em Cuiabá. O cacique Jaime Campos apostou tanto na filiação de Sérgio que mergulhou nas articulações para elegê-lo presidente do legislativo mato-grossense. Chegou até a promover um churrasco de confraternização com os deputados.

    Após sinalizar para retorno aos braços do PFL, no qual esteve por alguns meses em 2004, Sérgio passou a ser preocupação da turma da botina. O trator Luiz Pagot o tem procurado com maior frequência no sentido de convencê-lo a seguir o mesmo rumo partidário do governador. Sérgio sabe que há resistência a seu nome no grupo, mas mesmo assim sinaliza para ingresso no PR, inclusive com a possibilidade de vir a comandar a legenda na Capital.

    Os blairistas não querem dar trégua a Jaime Campos, que já está em pré-campanha à sucessão estadual. O senador vai transformar o seu PFL na maior bancada na Assembléia e, numa eventual ruptura, traria problemas para o governo. Hoje, o partido tem cinco deputados (Dilceu Dal Bosco, Humberto Bosaipo, José Domingos, Gilmar Fabris e Wallace Guimarães). Se cooptar Sérgio, a legenda pefelista, que passará a se chamar Partido Democrata (PD), não só se consolida como dona da maior bancada como dirigente do Poder Legislativo.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Máquinas para reciclar garrafas pets

maquina 400 curtinha   Sob iniciativa da secretaria de Inovação e Comunicação da Capital, dentro dos projetos que buscam a sustentabilidade, a prefeitura vai colocar máquinas de reciclagem de garrafas pets em 15 pontos da cidade e com possibilidade de ampliar os locais de recolhimento. Em troca, o cidadão...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.