Últimas

Quinta-Feira, 06 de Novembro de 2008, 19h:42 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

MINISTÉRIO PÚBLICO

2 procuradores e 2 promotores brigam pela PGJ

  A sucessão do procurador-geral de Justiça do Estado, Paulo Prado, promete "esquentar o clima" no Ministério Público Estadual. Prado já está à frente do MP há 4 anos. Assumiu o cargo em 2004 e foi reeleito em 2006.  Até agora, os procuradores de Justiça João Batista de Almeida e Naume Denise Nunes Rocha Muller e os promotores Alexandre Guedes e Marcelo Ferra disputam à cadeira de chefe do MPE. A eleição acontece em 6 de fevereiro do próximo ano. O mandato é de dois anos. Pode ser estendido pelo mesmo período. O MP conta com 146 promotores e 25 procuradores de Justiça.

   As inscrições para disputar a chefia do MP podem ser feitas até o próximo dia 17. Todos os servidores que estiverem exercendo suas funções poderão votar. Os membros do MPE vão eleger uma lista tríplice, a ser encaminhada ao governador Blairo Maggi (PR). A este cabe a prerrogativa de definir, entre os três, o novo procurador-geral de Justiça. (Flávia Borges)

Postar um novo comentário

Comentários (19)

  • Joao Pedro Rodrigues | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como gostaria de ver no comando do Ministério Público do Estado pessoas como o Procurador de Justiça e ex-secretario de segurança pública Dr. CORBELINO e do Dr. Marcos Machado. Imagina-se como Procurador Geral Dr. Corbelino e Corregedor Dr. Marcos Machado. Sem dúvida, um time de peso e de respeito junto a sociedade. Vamos lá gente, inscrevam-se, vocês dois fizeram mto.

  • Sandy de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O MP tem de escolher quem não foi secretário de estado ou teve função fora do ministério público, essa é a hora de pessoas como a procuradora Naume que sempre foi uma batalhadora, uma advogada do povo mesmo.
    Em VG todos se lembram da sua atuação, é a sua vez vai em frente procuradora.
    O MP precisa de mudanças já.
    Um abraço e que deus lhe abençoe

  • José Menezes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha com meus 62 anos torço e tá na hora mesmo de vermos mudanças significtivas nessas eleições, assim como foi nas desse ano no Estado, ninguém quer saber de gente que tentou ser político e depois voltou para seu trabalho achando que já pode comandar. Precisamos ver pessoas autenticas e sérias com sua vida pautada em servir sua instituição obedecendo o curso correto da vida profissional.
    o promotor Alexandre Guedes e a promotra Naume são autenticos servidores do ministério público, moraram no inteior e depois sim vieram para a capital.
    esses sim dois nomes para se avalar. Sucesso aos dois promorotor Alexandre Guedes e Naume Muller.
    Deus e os promotores e procurados confiam em voc~es que lutam pelas causas do povo com seriedade.

  • Paulo Correa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estou com o senhor João Pedro Rodrigues, o MP precisa de gente com pulso forte. sem dúvida esses dois representantes do MP Dr. Corbelino e Dr. Marcos Machado, é de uma safra de verdadeiros fiscais da lei. Ora, quem gostaria de ser comandado por um promotor de justiça. Seria na mesma proporção o comando geral da PM ter um tenente. Tudo tem sua hora, vamos respeitar a hierarquia. Imagine-se se a onda pega. o TJ/MT ter um juiz pinguin como Presidente. Vamos lá gente espera sua promoção por merecimento ou antiguidade para depois concorrer ao cargo máximo tá, deixa pra quem tem mais experiência e vivência. Não foram a toa que eles comandaram as piores secretarias de estado....

  • Josefina Carmago Souza e Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo com o José Menezes!!!! isso mesmo!!
    Marcos Machado denovo? ? ? ? ? ? ? ? ? ? Jamais!! Chega!!!

    é político....até a tampa!! assim como Paulo Prado e companhia limitada!!! se dependem tanto da Assembléia e do executivo q vão p lá!!!

    Tá na hora de desenferrujar, limpar esse MP e fazer com q essa instituição mais importante do país volte a ser respeitada pelo povo mato-grossense q cansou de ver conxavos e acertos entre os Poderes!!!

    Quem está no meio político sabe bem disso!

    Naume veio p mudar!!! força procuradora!!! vc merece esse lugar e será um marco na história do MP de Mato Grosso!

  • Alberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Marcos Machado e Paulo Prado é do mesmo raciocínio político. No entanto está na hora de mudar e prá melhor. Chegou a hora da mulher a frente da Procuradoria Geral da Justiça!

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SERIA TÃO BONITO VER ESSES PROMOTORES E PROCURADORES BRIGANDO PARA MELHORAR A EDUCAÇÃO DESTE PAIS.

  • Luiza Moura | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olá senhor Romílson, fiquei feliz em saber que temos dois excelentes candidatos ao ministério público estadual, senhor Alexandre guedes e senhora Naume Rocha Muller pessoas que tem uma história profissional bonita e sem mácula.
    Estarei torcendo para que essa instituição seja presidida por um deles que sei que serão competentes lá.
    Um abraço

  • dalto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ah sera que é por iso que o mp esta nem ai para as denuncias das eleiçoes? estão pensando em eleiçoes internas? vamos trabalhar gente...

  • ANTENADO PAPABANANA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    quero saber se o mp esta a par das compras de votos no municipio de BARRA DOS BUGRES pelo o dandidato eleito.o mp deveria ficar de olho,pois o pref eleito esta sendo protegido pelos os figuroes do municipio.

Romoaldo, prescrição e elegibilidade

romoaldo junior 400 curtinha   Assim como Wilson Santos, o deputado Romoaldo Júnior (foto) assegura que hoje também está elegível porque uma condenação de dois anos e três meses de prisão, inclusive com perda do mandato, acabou prescrita. Ele disse que ainda não sabe se disputará...

Juca quer ex-deputado no Gabinete

roberto nunes 400   O presidente do Legislativo cuiabano, vereador Juca do Guaraná, disse que irá convidar o ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-deputado estadual Roberto Nunes (foto) para assumir a Chefia de Gabinete da Presidência. Enfatiza que Roberto é bem articulado politicamente, tem habilidade e experiência e,...

Governo "desmama" senador do Dnit

wellington fagundes 400   O Governo Bolsonaro conseguiu, enfim, "desmamar" Wellington Fagundes (foto) do Dnit. Há décadas, entra e sai governo e o ex-deputado federal por seis mandatos (24 anos) e no cargo de senador desde 2015 vinha indicando apadrinhados no cargo de superintendente regional do Dnit em MT. O último foi Orlando...

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.