Últimas

Quinta-Feira, 24 de Janeiro de 2008, 08h:24 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

LEGISLATIVO

3 vereadores cuiabanos trocam de sigla 3 vezes

  Dilemário Alencar, Éden Capistrano e Luiz Poção são os campeões em troca-troca partidário entre os atuais vereadores pela Capital. Nada menos que 61% dos parlamentares cuiabanos mudaram de sigla. Os três (Dilemário, Éden e Poção) estão no terceiro partido, apesar da curta trajetória política e, mesmo assim, destes, apenas Éden corre risco de perder o mandato. Acontece que ele mudou de agremiação após 27 de março, data a partir da qual começou a valer a regra pró-fidelidade imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral.

   Assim como Éden, também estão sob risco de cassação os vereadores Deucimar Silva, que saiu do DEM (ex-PFL) e foi para o PP, e o presidente da Câmara, Lutero Ponce, que trocou o PP pelo PMDB. Os demais foram denunciados junto ao TRE por infidelidade partidária, mas garantem que se desfiliaram antes de março, como o próprio Dilemário e Helny de Paula.

   A farra das mudanças de legendas deve acabar por causa da decisão do TSE. Pela legislação, o mandato pertence ao partido, portanto, quem deixá-lo, dependendo da circunstância, perde o mandato.

 Ex-presidente do Sindicato dos Bancários do Estado, Dilemário começou sua militância no PMDB - confira detalhes no quadro ao lado. Depois mudou para o PSB e agora está no PTB, pelo qual tentará a reeleição. Substitui na Câmara o titular Éden Capistrano, outro infiel que começou no PSDB, migrou para o PSB e retornou à legenda tucana. Éden é secretário de Meio Ambiente da Capital. Luiz Poção está no primeiro mandato e já atua no terceiro partido (PMN-PSDB-PP).

   Não mudaram de legenda seis vereadores: Lúdio Cabral e Enelinda Scala (ambos PT), Clovito Hugueney (PTB), Permínio Pinto e Edivá Alves (os dois do PSDB) e Luiz Marinho, que foi para o DEM com o "enterro" do PFL.

(Às 16h10) - Levi é tetracampeão em troca-troca

Levi começou no PSB, foi para PMDB, depois para PSDB e agora está no PP O vereador Levi de Andrade ganha dos colegas Dilemário, Poção e Éden em debandada partidária. Em sua trajetória política, Levi já mudou de agremiação quatro vezes. Em 2000, ele conquistou o primeiro mandato de vereador pela Capital pelo PSB. Já no pleito de 2004, ele reconquistou o mandato pelo PMDB. No ano passado, já licenciado da Câmara e atuando como secretário de Meio Ambiente do prefeito Wilson Santos, Levi de Andrade pulou para o PSDB. Depois, mudou de nova, desta vez para o PP. (Obrigado aos leitores pela correção) - Romilson Dourado.

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • Ivan Deluqui | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Correção o leve levi era do PMDB foi para o PSDB agora está no PP, estão e mais um campeão de troca de partido, tudo isso em busca do poder, não para representar o POVO.

  • Suzanne Auxiliadora | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E depois falam que o povo não gosta de política, viram como o Alan e o Ivan estão antenados. O povo sabe sim votar e escolher bem as melhores propostas, o que acontece na política nacional é a mesma coisa da novela das 8:00 no plim - plim, todos tem "DUAS CARAS". De agora em diante não basta escolher o candidato apenas por suas propostas, temos que saber também se ele é bandido ou artista.

  • SILVIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PARTIDO POLITICO É IDEOLOGIA, ESSES VEREADORES MUDAM FACILMENTE DE IDEAIS... SE O PARTIDO NÃO CONSEGUEM SATISFAZE-LOS FINANCEIRAMENTE, A IDEOLIGIA MUDA, SE NÃO CONSEGUEM COLOCAR FAMILIARES E CABOS ELEITORAIS EM CARGOS PUBLICOS, A IDEOLOGIA MUDA, SE NÃO É LHES DADO DINDIN PRA CAMPANHA. A IDEOLOGIA MUDA..... SERÁ QUE SÃO OS PARTIDOS OS VERDADEIROS CULPADOS POR ESSE TROCA-TROCA.

    ACREDTO QUE O CIDADÃO JÁ SABE VOTAR.

  • Miguelzinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Troca - Troca ... etâ Dilemario velho de guerra ...

  • Emerson Marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ola patricios de leitura deste Blog, tomei o cuidado de ler quase todos os vossos comentários com a excessao de um apenas. Porem, concordo plenamente com os senhores.

    E para resumir o meu também, quero dizer que a IDEOLOGIA de hoje, ja nao é a mesma de ontem, A ideologia de hoje para maioria de nossos politicos e se manter no poder nao importa como, nao importa o partido e sim o poder.

    E por isso que vemos tantos ex comunista/socialista hoje em dia ja barco do poder.

  • Leandro Momente | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pelo jeito vamos ter de dar aula de historia e Sociologia nestes comentários ... sem falar de Direito!
    Democracia não é e nunca foi governo do povo ...
    Democracia é o governo especifico do povo que elege o seu representante ...
    ou seja,
    Se o líder eleito for do Parque Cuiabá então o seu DEMO está circunscrito ao Bairro em questão ... e ele deveria em tese brigar pelos direitos e conquistas para o seu DEMO.
    Como nós temos eleições onde os líderes se perdem em n~umeros de votos por todo o canto da cidade ... A nossa DEMOcracia já é de início uma democracia esfacelada e sem núcleo de força pelo voto.
    Finalizando, os que estão aí ... na prática estão certo em brigar por aquilo que é deles, pois o primeiro DEMO que vão defender é o seu DEMO = família ...
    Isto já é Nepotismo ... e em outro comentário voltaremos a discorrer sobre o assunto ...

    No mais ... tudo é discurso político para defender o seu "DEMO" ...
    aliás!

    Os filósofos gregos consideravam a democracia como uma forma de governo muito ruim ...

  • felinto pereira rodrigues | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse leve levi é um verdadeiro camaleão, não tem identidade politica, muda de partido como se mudasse de camisa, e pior, usa a palavra de Deus para enganar os incautos que não conhecem sua verdadeira face. Como secretário de meio ambiente foi um fiasco, ficou quase 3 anos no cargo, e o que esse cidadão fez? nada ou coisa nenhuma, ah minto, traiu o prefeito e foi para o partido do rabello que está em primeiro lugar nas pesquisas, por enquanto. Já pensou se o wilson passa o rabello, será o levi muda novamente de partido? ah, agora já era, não dá mais tempo para os oportunistas e demagogos trocarem de camisa.

  • josias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    um site conceituado, não sabe quais são os 19 vereadores da capital

  • JUNIOR | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Senhores eleitores de Cuiabá estamos em ano de eleição para prefeito e vereadores,ficam atendos a eeses vereadores que ficam pulando de partidos feitos macacos em busca de melhor "acomodação", mas também não podemos esquecer também dos vereadores inoperante na camâra, aqueles que aparecem lindos na mídia e em seu bairro somente na epoca das eleições podemos citar como exemplo dentre esses um tal de MARCUS FABRÍCIO, lembram desse cidadão? Este citado só atuou no período eleitoral ou eu estou enganado?

  • João Emanuel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caros leitores,

    O partido político é o meio, é o processo por meio do qual a democracia representativa pode ser utilizada no Brasil, representam e espelham as convicções ideológicas de seu filiado, desta forma é a radiografia da alma do candidato.
    Se afirmo ser o sistema representativo a preponderante dimensão da democracia política brasileira, é em atenção aos seguintes dizeres iniciais do parágrafo único do art. 1º da nossa Lei Maior: “Todo o poder emana do poder, que o exerce por meio de representantes eleitos (...)”. O povo, então, posicionado como fonte primaz do poder político e a ser representado por aqueles a quem elege para o exercício dos Poderes Executivo e Legislativo; pois o certo é que esse poder que emana do povo e que por ele é exercido mediante representação (regime representativo) é o poder de natureza política.
    É o clímax da mencionada relação tripartite de interesses e valores (partido-eleitor-candidato), já agora transposta para a atuação parlamentar de quantos conseguirem êxito na final apuração dos votos populares.
    Toda esta disposição por conta do instituto interessante do partido político, é tão somente para dizer da importância do partido político.
    Atravessada este enfoque, tenho de dizer que alterar e trocar o partido, não é somente um ferimento ao Código Eleitoral, mas sim é trocar de alma, e assim, se fossemos budistas significaria que a pessoa morreu e tenta viver sem seu amago que é a alma.

    Assim trocar de partido, se se justificar, representa uma traição aos seus pares e ao seu povo, devendo todos aqueles que injustificadamente deixou o partido, deve estar fora.

    Um forte e cordial abraço aos meus amigos.

    João Emanuel - advogado, professor de graduação e pós-graduação de várias universidades jurídicas, autor de obras, articulista, doutorando em direito pela Universidade do Museo Social Argentino - UMSA (Buenos Aires), jornalista.

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

Dobradinha no Podemos pela reeleição

claudinei 400 curtinha   Eleito deputado na onda Bolsonaro, o delegado de Polícia Claudinei de Souza Lopes (foto) resolveu deixar o PSL e vai se abrigar no Podemos. Sonha com a reeleição. Sua estratégia é trabalhar o que se chama de dobradinha eleitoral com o deputado federal José Medeiros, especialmente em...

Valtenir atrai lideranças para o MDB

valtenir pereira 400   Mesmo sem mandato eletivo, o ex-vereador pela Capital e ex-deputado federal Valtenir Pereira (foto) continua se articulando nos bastidores, agora pelo fortalecimento do seu partido, o MDB. Ele está convencendo algumas lideranças a se filiar na legenda emedebista. Dois líderes são prefeitos...

Chefe do Escritório de ROO em Cuiabá

mario marques 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, que iniciou neste mês o 3º mandato, mantém como parte da estrutura da administração um cargo de chefe do Escritório de Representação do município na Capital. E Pátio nomeou para esta...

Prefeito cria comitê pra debater modal

emanuel pinheiro 400 curtinha   Mesmo o governador Mauro Mendes já tendo anunciado que vai implantar o BRT na Região Metropolitana, em detrimento do VLT, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto) criou um comitê de análise técnica para, segundo ele, definir o modal de transporte para a região. Emanuel...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.