Últimas

Domingo, 25 de Fevereiro de 2007, 02h:46 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INFRAESTRUTURA

30 consórcios de produtores são interrompidos

Secretário admite problemas, mas nega naufrágio dos projetos de asfaltamento 

    A secretaria de Estado de Infra-Estrutura, sob Vilceu Marchetti (PFL), tem assinado cerca de 30 contratos com consórcios de produtores para construção de rodovias. Todas as obras que deveriam ser viabilizadas a partir dessa parceria estão, porém, paralisadas. Marchetti garante que não houve naufrágio do projeto. Segundo ele, as pavimentações asfálticas foram interrompidas por causa deste período de chuva. A retomada só deve acontecer a partir de maio.

   Já para os produtores, a chuva não chega a ser problema. O entrave está na safra agrícola. Eles desenham cenário de pessimismo. Avisam que só vão reabilitar os projetos de construção de rodovias estaduais para depois explorá-las com a cobrança de pedágios, se saírem da situação de 'quebradeira'. Questionado sobre o assunto, o secretário Marchetti admite as dificuldades para manter o ritmo das obras dos dois primeiros anos do governo Maggi. "A questão dos consórcios depende dos nossos parceiros e não há sinalização positiva nesse sentido".

    A única garantia dada pelo secretário sobre obras em Mato Grosso diz respeito às rodovias federais BRs-158 (Araguaia) e 163 (Cuiabá-Santarém), de cuja execução o governo do Estado participa com contrapartida.

   Vilceu Marchetti disse que o Fundo Estado do Transporte e Habitação (Fethab), que somente no ano passado rendeu aos cofres do Estado R$ 19 milhões, não é suficiente para todas as obras de infra-estrutura. O governo prefere, então, empurrar a pavimentação para os produtores e priorizar a construção de casas populares. Para este ano, a meta é chegar a 10 mil, para totalizar 40 mil unidades ao longo deste segundo mandato da gestão Maggi.

    Marchetti aponta, no entanto, outros entraves. Argumenta, por exemplo, que está havendo queda do Fethab. Em janeiro, por exemplo, que o Fethab arrecadou R$ 14 milhões em janeiro deste ano, contra R$ 19 milhões em igual período de 2006. "Fizemos a previsão orçamentária, mas não sei se tudo vai ser viabilizado", alega o secretário.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

Misael nem espera janela e sai do PSB

misael partido 400 curtinha   Misael Galvão (foto), presidente da Câmara de Cuiabá, nem esperou chegar a janela partidária de março para oficializar a saída do PSB, onde esteve filiado por três anos. Para não colocar o mandato em risco, o parlamentar consultou a Justiça Eleitoral e obteve...

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.