Últimas

Domingo, 25 de Fevereiro de 2007, 02h:46 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INFRAESTRUTURA

30 consórcios de produtores são interrompidos

Secretário admite problemas, mas nega naufrágio dos projetos de asfaltamento 

    A secretaria de Estado de Infra-Estrutura, sob Vilceu Marchetti (PFL), tem assinado cerca de 30 contratos com consórcios de produtores para construção de rodovias. Todas as obras que deveriam ser viabilizadas a partir dessa parceria estão, porém, paralisadas. Marchetti garante que não houve naufrágio do projeto. Segundo ele, as pavimentações asfálticas foram interrompidas por causa deste período de chuva. A retomada só deve acontecer a partir de maio.

   Já para os produtores, a chuva não chega a ser problema. O entrave está na safra agrícola. Eles desenham cenário de pessimismo. Avisam que só vão reabilitar os projetos de construção de rodovias estaduais para depois explorá-las com a cobrança de pedágios, se saírem da situação de 'quebradeira'. Questionado sobre o assunto, o secretário Marchetti admite as dificuldades para manter o ritmo das obras dos dois primeiros anos do governo Maggi. "A questão dos consórcios depende dos nossos parceiros e não há sinalização positiva nesse sentido".

    A única garantia dada pelo secretário sobre obras em Mato Grosso diz respeito às rodovias federais BRs-158 (Araguaia) e 163 (Cuiabá-Santarém), de cuja execução o governo do Estado participa com contrapartida.

   Vilceu Marchetti disse que o Fundo Estado do Transporte e Habitação (Fethab), que somente no ano passado rendeu aos cofres do Estado R$ 19 milhões, não é suficiente para todas as obras de infra-estrutura. O governo prefere, então, empurrar a pavimentação para os produtores e priorizar a construção de casas populares. Para este ano, a meta é chegar a 10 mil, para totalizar 40 mil unidades ao longo deste segundo mandato da gestão Maggi.

    Marchetti aponta, no entanto, outros entraves. Argumenta, por exemplo, que está havendo queda do Fethab. Em janeiro, por exemplo, que o Fethab arrecadou R$ 14 milhões em janeiro deste ano, contra R$ 19 milhões em igual período de 2006. "Fizemos a previsão orçamentária, mas não sei se tudo vai ser viabilizado", alega o secretário.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Galvan vai deixar PDT e ir pra o PRTB

antonio galvan 400 curtinha   Embora não tenha perdido de vistas o Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado por Bolsonaro, Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja e que acabou levado à frigideira dentro do PDT em meio ao embate por tentativa de candidatura ao Senado, se mostra disposto a ingressar no...

"Pátio igual gato, comendo e miando"

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, disse que o prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, está parecendo gato, comendo e miando, pois recebe recursos federais, inclusive de programas habitacionais e, mesmo assim, ainda alardeia nos...

Adair lançará ex-vice em Alto Paraguai

adair 400 curtinha   O ex-prefeito de Alto Paraguai, advogado emedebista Adair José Alves Moreira (foto), não vai disputar novamente, apesar da insistência do seu grupo. A tendência é de apoiar o seu ex-vice Luiz Figueiredo, com quem administrou a cidade de 2013 a 2016. Luiz também é do MDB e...

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.