Últimas

Quarta-Feira, 29 de Agosto de 2007, 09h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

3º CONGRESSO DO PT

5 dos 8 delegados são do grupo de Serys e Jairo

  Após brigas políticas internas, marcadas até por recursos junto à Executiva Nacional para impugnação etapas municipais, os petistas mato-grossenses elegeram oito delegados que vão representar o Estado no 3º Congresso Nacional do partido, que começa na sexta (31) e se estende até domingo (2). Dos oito delegados, cinco são da chapa que elegeu Serys Marly e Jairo Rocha, respectivamente, presidentes do diretório estadual e do municipal da Capital. A corrente Unidade da Luta, capitaneada pelos deputados Carlos Abicalil (federal) e Alexandre Cesar (estadual), terá três representantes.

   Além dos oito delegados, vão estar presentes no encontro em São Paulo Jairo e Serys, como membros do diretório nacional, e a ex-deputada Vera Araújo, como integrante da executiva estadual. Do grupo de Serys e Jairo foram eleitos delegados Alexandra Nogueira, de Várzea Grande, o ex-deputado Gilney Viana, o ex-vereador por Rondonópolis, Juca Lemos, José Roberto Rodrigues, o Zé do PT, de Porto Esperidião, e o sinopense Maurício Barbosa. Da Unidade na Luta em MT, votarão no Congresso o ex-prefeito de Juína, Altir Peruzzo, o rondonopolitano Baltazar Ferreira de Melo e José Benildo Marinho, de Comodoro.

   Propostas

   Com 931 delegados e convidados de 32 países, o 3º Congresso, instância máxima de decisão do partido, terá três eixos que vão nortear seus debates: "O Brasil que Queremos, Socialismo Petista e PT - Concepção e Funcionamento." Na lista das propostas que serão discutidas estão a defesa de uma Assembléia Constituinte exclusiva para votar a reforma política, a convocação de um plebiscito sugerindo a reestatização da Companhia Vale do Rio Doce e a antecipação das eleições diretas, com voto dos filiados, para a escolha da nova cúpula petista.

    O governo tem simpatia pela idéia da Constituinte para examinar a reforma política, mas não quer nem ouvir falar em plebiscito para questionar a privatização da Vale, ocorrida em 1997, no governo de Fernando Henrique Cardoso. Entre os signatários dessa proposta está o prefeito de Nova Iguaçu (RJ), Lindberg Farias.

   Ricardo Berzoini é o terceiro presidente do PT desde que a cúpula do partido caiu em desgraça, no rastro do mensalão, em julho de 2005. Após a queda de José Genoino, hoje deputado, passaram pelo comando da sigla Tarso Genro, atual ministro da Justiça, o próprio Berzoini e Marco Aurélio Garcia, assessor do presidente Lula.

     Afastado durante três meses do ano passado por causa do escândalo dos "aloprados", como Lula definiu a trama montada por petistas na eleição para comprar um dossiê contra tucanos, Berzoini retornou à presidência do PT em janeiro, após as investigações da Polícia Federal, que não apontaram sua participação no episódio.

     Prestes a mudar de nome depois da sucessão de crises, o antigo Campo Majoritário sustenta que ele será o candidato da corrente à reeleição, se quiser disputá-la. O deputado, porém, resiste e alega estar enfrentando pedidos da família para não entrar no páreo. O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Luiz Dulci, é outro nome lembrado para comandar o PT, mas não deseja a vaga. Sondado, o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci hoje deputado, jura não aceitar a empreitada.

    Na outra ponta, o ex-ministro Olívio Dutra - cogitado pela chapa "Mensagem ao Partido", adversária do grupo de Dirceu - também está no rol dos que resistem a disputar a presidência do PT.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

"Batida" em apresentador por engano

ricardo martins 400   Durante a dupla operação deflagrada pela PF nesta terça em alguns municípios de MT, entre eles Cuiabá, agentes federais, por um equívoco no cumprimento de mandados, acabou batendo na porta do apresentador da TV Cidade Verde, Ricardo Martins (foto). Ele, por sua vez, e para não...

Paccola é cotado para diretor-geral

gianmarco paccola 400   O discreto e atuante delegado Gianmarco Paccola (foto), hoje diretor-geral-adjunto da Civil, já desponta nos bastidores como nome preferencial do Palácio Paiaguás para eventual substituição a Mário Demerval, que deve mesmo deixar o posto de diretor-geral para disputar as...

Luta pra isentar parte dos aposentados

eduardo botelho 400 curtinha   Primeiro-secretário da Assembleia, Eduardo Botelho (foto) disse que foi criada espécie de força-tarefa dos deputados para fechar um acordo com o governo, de modo a ajudar aposentados e pensionistas e portadores de doenças raras para isenção do pagamento da alíquota da...

Investimentos em segurança pública

alexandre bustamante 400   Alexandre Bustamante (foto), secretário estadual de Segurança Pública, é enfático ao afirmar que o Estado tem investido em equipamentos e infraestrutura para combater a criminalidade. Segundo ele, a maior prova disso são os projetos que integram o programa MT Mais. Ao todo, devem...

Folha antecipada em Várzea Grande

kalil baracat 400 curtinha   Com o privilégio de ter assumido a prefeitura em janeiro com superávit de R$ 74 milhões da antecessora Lucimar Campos, o prefeito várzea-grandense Kalil Baracat (foto) quitou a folha de fevereiro na última quinta (25), três dias antes da virada do mês. São cerca de...

Grupo de risco em casa até 31 de maio

Em novo decreto, dentro das medidas emergenciais e temporárias de prevenção ao Covid-19, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro determinou que servidores municipais que integram o chamado grupo de risco não devem trabalhar presencialmente nas secretarias e/ou órgãos da administração. São considerados desse grupo servidores acima de 60 anos, imunodeprimidos e/ou portadores de doenças crônicas e servidoras grávidas e...