Últimas

Segunda-Feira, 04 de Junho de 2007, 00h:56 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

SINOP

Abatido, prefeito Leitão não comparece à Exponop

Maggi critica o julgamento precipitado e exploração política do episódio, lembra da prisão do ex-secretário Pires e reclama da PF

   Temeroso com sua reputação pública, após ser preso pela Polícia Federal na Operação Navalha e ficar quatro dias detido em Brasília, o prefeito de Sinop (a 500 km ao Norte de Cuiabá), Nilson Leitão (PSDB), não compareceu no sábado à abertura oficial da 23ª Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial de Sinop (Exponop). Por meio do seu aliado, deputado Dilceu Dal Bosco, Leitão enviou uma carta à diretoria da Acrinorte, organizadora do evento, e nem foi recepcionar o governador Blairo Maggi. Na carta, o prefeito relata que enfrenta um momento triste e prefere ficar com a família. Enfatiza que está empenhado para esclarecer dúvidas e provar inocência.

      Nilson Leitão está visivelmente abatido. Deprimido, prefere o isolamento junto ao seio familiar a comparecer em eventos públicos. Ele foi um dos 45 presos pela Operação Navalha. É acusado de direcionar licitação de uma obra de rede de esgoto à empreiteira Gautama, de Zuleido Veras e, em moeda de troca, ter recebido R$ 200 mil de propina sob intermediação do ex-secretário de Desenvolvimento Urbano, Jair Pessine, que támbém esteve preso. O prefeito nega as acusações. O episódio manchou a sua trajetória de um dos gestores mais premiados do país como "exemplo de boa administração pública".

     Cautela

     Blairo Maggi prestigiou o início da 23ª Exponop, que se estende até o próximo domingo (10). Nas entrevistas e nos discursos, destacou que a acusação envolvendo o prefeito não deve ser explorada politicamente. A observação causou contrangimentos ao deputado estadual Juarez Costa (PMDB) e ao secretário de Estado de Esportes, Baiano Filho (PR), que faziam companhia ao governador. Ambos são pré-candidatos a prefeito e, nos bastidores, vêm incentivando a Câmara Municipal a abrir CPI para cassar o prefeito.

   Maggi lembrou da acusação envolvendo o seu ex-secretário da extinção Fundação Estadual do Meio Ambiente, Moacir Pires. "Infelizmente, essas coisas na vida pública vão ocorrendo e a gente nunca sabe o que é realidade e o que é mentira". Em seguida, emendou: "Eu passei por um processo desse com um secretário de Estado (Moacir Pires), em 2004. Até hoje não ficou nada provado contra ese secretário. Todos os levantamentos que fizemos, após a saída dele mostraram que não há nada irregular e até hoje não conseguiu provar sua inocência".

     O governador pediu cautela sobre as acusações que pesam contra o prefeito de Sinop. "O Nilson Leitão passa por um calvário. Eu não posso julgá-lo. É muito complicado este tipo de situação de esclarecer isso, limpar o nome daqui pra frente. Isso é a mesma coisa de pegar um travesseiro de penas e jogar ao vento. Como se junta tudo isso ?"

    Maggi não poupou a ação da PF na Operação Navalha, para quem "ficou claro que houve muitos abusos em todo o Brasil". Segundo ele, a Justiça Federal e a PF devem ter mais critérios para não manchar o nome e a biografia das pessoas".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

DEM, bate-cabeça e plano B frustrado

fabinho garcia 400 curtinha   O ex-deputado federal e empresário Fábio Garcia (foto) acabou deixando o DEM órfão de candidatura a prefeito da Capital. Numa conversa com o governador Mauro, seu padrinho político, Fabinho o assegurou que iria sim disputar o Palácio Alencastro, mesmo pedindo trégua por...

Mauro sofre 2 derrotas para Emanuel

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto), principal estrela do DEM em MT, acabou amargando duas derrotas em Cuiabá para o prefeito Emanuel, neste ano, embora não tenha sido candidato nas urnas. Em princípio, buscou candidatura própria com o seu partido, mas todos os nomes possíveis, como de Gilberto, Gallo,...

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

MAIS LIDAS