Últimas

Segunda-Feira, 02 de Abril de 2007, 06h:11 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Acuado, Pátio vira aliado de Maggi e Sachetti

PMDB passa a conduzir a Educação e tira discurso do deputado oposicionista e pré-candidato a prefeito de Rondonópolis

     A cartada do governador Blairo Maggi (PR) de entregar ao PMDB a Educação, maior pasta da estrutura da máquina estadual, bloqueia o discurso do oposicionista Zé do Pátio e ainda o força a se aproximar do prefeito rondonopolitano Adilton Sachetti, de quem é adversário ferrenho. Líder absoluto nas pesquisas na corrida sucessória em Rondonópolis, Pátio agora se numa "saia-justa". Terá  de redefinir o discurso porque o seu partido passa a comandar a pasta da Educação, com Silval Barbosa.

    O deputado era um dos que, nos bastidores, torciam para a legenda peemedebista não compor o primeiro escalão, apesar de já contar na estrutura com o vice-governador Silval. Numa jogada estratégica, Maggi aproveitou que Luiz Pagot deixará a Seduc para assumir a direção-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit) e ofereceu a pasta ao PMDB. O presidente regional da sigla, deputado federal Carlos Bezerra, aceitou. Consultou os demais membros da executiva e bateram o martelo.

   Dessa forma, Maggi não só atraiu para o governo o rebelde Pátio, como os outros três parlamentares da bancada na Assembléia: Adalto de Freitas, o Daltinho, Joarez Costa e Walter Rabello.

   Contraponto

   Assessores de Pátio entendem que o fato do PMDB integrar de vez o governo Maggi não vai tirar a liberdade do parlamentar de continuar na oposição, principalmente em Rondonópolis. Outros avaliam que, por ser partidário, Pátio, que está no terceiro mandato, se vê obrigado a recuar. Nas eleições do ano passado, a legenda peemedebista fechou aliança com Maggi, indicando Silval para vice-governador. Para não contrariar o partido, o deputado montou uma estrutura em separado e não fez críticas à administração durante a campanha. 

    Em Rondonópolis, Pátio "bate duro" em Sachetti, um dos principais aliados e amigo pessoal do governador. O hoje prefeito venceu o pleito de 2004 com 30.932 votos (35,9%), apenas 4.799 votos de diferença do parlamentar, que conquistou 26.133 votos (30,3% dos válidos). O deputado federal Wellington Fagundes (ex-PL e hoje PR) ficou em segundo, com 27.931 (32,4%).

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...

Retorno, um novo tempo e inocência

jose carlos novelli 400 curtinha   Os conselheiros José Carlos Novelli (foto) e Antonio Joaquim participaram nesta terça da primeira sessão do Pleno do TRE, após três anos e seis meses afastados por determinação da Justiça, com base em denúncias sem provas de que cinco conselheiros...