Últimas

Terça-Feira, 21 de Agosto de 2007, 14h:28 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

VÁRZEA GRANDE

Acuado por dupla função, Bassan entrega cargo

Tarciso Basan deixa a Superintendência de Trânsito  O superintendente de Trânsito e Transporte Urbano de Várzea Grande, Tarciso Bassan, não suportou a pressão política e entregou o cargo. Ele deixa a gestão Murilo Domingos nesta quarta (22). Basan, que tem salário de R$ 7,1 mil mensais como integrante do primeiro escalão da prefeitura, foi denunciado por um grupo de vereadores por acumular dupla função que, em tese, seria ilegal. Ocorre que ele preside o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-MT). O acúmulo dos dois cargos contraria o artigo 127, inciso 17, e também o artigo 72 da Lei Orgânica do Município, que proíbe servidor público ou ocupante de cargo comissionado de acumular função em outro órgão, associação ou entidade de classe.

   O prefeito chegou a ser notificado pela Mesa Diretora da Câmara Municipal para exonerar Bassan, sob pena de responder por improbidade administrativa. Na Câmara, a maioria dos vereadores não só defendia a queda de Bassan como atacava a sua gestão. As maiores críticas partiram do peemedebista Vanderley Cerqueira. Dos 12 parlamentares, apenas Sérgio Carismático vinha defendendo o superintendente. Detalhe: Serginho é "irmão" de Bassan da Igreja Carismática.

    A situação de Bassan ficou insustentável. Para não causar mais constrangimento ao prefeito, ele decidiu entregar o cargo. Murilo prontamente aceitou o pedido. Enquanto não define oficialmente o substituto, o prefeito escalou o assessor técnico Rogério Barbosa Gomes para responder provisoriamente pela Superintendência. "Há alguns meses foram desencadeados problemas políticos com a Câmara, ônus que assumi e não quero maiores desgastes políticos para o prefeito. Cumpri meu papel e fui fiel a Murilo Domingos”, justifica Tarciso Bassan.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Olho Critico | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Sr. Bassam é na realidade apenas um bode expiatório como ele era politicamente op mais fraco a corda arrebentou nele, o Sr. Murilo Domingos precisa explicar e tomar as providências em relação a vários outros setores da prefeitura citando apenas alguns, O Sr. Matheus Magalhães por exemplo a concessão da lanchonete do terminal por decreto, alugueis de peruas sendo que o mesmo e a sua esposa são servidores do municipio, a Previvag com a Sra Jussara mantendo dupla função, dirotra financeira da Previvag e segundo as denuncias vendendo férias pela procuradoria, as atrocidades cometidas pelo Sr. Luiz Nelson na Guarda Municipal ou melhor ex guarda municipal pois a mesma esta sucateada e jogada as traças, ah acabou de chegar aqui um projeto de lei assinado pelo Sr. Prefeito Murilo Domingos para prorrogar o mandato dos Diretores de Escolas e Creches que segundo podemos apurar articulado pelo Sr. Matheus para apoio politico ao Prefeito e ao seu filho para vereador agora adivenhem se a esposa dele é Diretora? Amanhã vou falar sobre o recolhimento Patronal pela Prefeitura Municipal. Até lá.

  • pedro calmon | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Eu gostaria de entender , ele trocou o cargo de Secretario que é remunerado por um cargo onorifico, será porque..........
    ABRAM OS OLHOS SENHORES CONSELHEIROS DO CONSEITUADO C R E A
    E PROFISSIONAS DO SISTEMA

  • Leonardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estamos em uma geração de políticos onde as atribuições impostas a eles devem ser muitas. Não é possivél que o Pref. Murilo Domingos não tenha observado tal situação de seu secretário, ou o Pref. é mal assessorado juridicamente???? Ou também virou moda nacional... " não sabia nada".
    Apesar que a população Varzeagrandensse acredita que o Pref. Murilo, esta Dormindo.

  • Marcos Marques Domingos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Marcos Marques Domingos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    demorou, mas foi feito a Justiça, tomara que coloque outro secretário logo, pois o Rogério é incopentente para a função. Agora o MP deveria dar uma olhada nas medições da sinalização efetuada no Municipio.

  • Alexandre Dias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não basta apenas o servidor entregar o cargo, é preciso responsabiliza-lo tambem, juntamente com o prefeito a ressarcir os cofres públicos no periodo em que esteve acumulando a função, ferindo o art.127.Com vistas o Ministério Público Estadual

  • Sérgio Omar Silveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O prefeito continua correndo o risco de ser responsabilizado por improbidade administrativa. A mesa diretora da câmara esqueceu de notificar o prefeito para exonerar funcionários públicos que além de trabalharem na prefeitura também trabalham na Câmara para os próprios vereadores. Esse aí, pelo menos não recebia pela segunda função que exercia. O Ministério Público precisa ficar de olho.

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

DEM, bate-cabeça e plano B frustrado

fabinho garcia 400 curtinha   O ex-deputado federal e empresário Fábio Garcia (foto) acabou deixando o DEM órfão de candidatura a prefeito da Capital. Numa conversa com o governador Mauro, seu padrinho político, Fabinho o assegurou que iria sim disputar o Palácio Alencastro, mesmo pedindo trégua por...

Mauro sofre 2 derrotas para Emanuel

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto), principal estrela do DEM em MT, acabou amargando duas derrotas em Cuiabá para o prefeito Emanuel, neste ano, embora não tenha sido candidato nas urnas. Em princípio, buscou candidatura própria com o seu partido, mas todos os nomes possíveis, como de Gilberto, Gallo,...

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

MAIS LIDAS