Últimas

Terça-Feira, 02 de Dezembro de 2008, 10h:52 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

RIBEIRÃO CASCALHEIRA

Adário quer eleição e vibra com cassação de Diá

   Após a cassação do prefeito eleito de Ribeirão Cascalheira, Francisco de Assis dos Santos (PT), Diá, o seu adversário no embate deste ano, Adário Carneiro Filho (DEM), afirma que concorda com a realização de uma nova eleição no município. Como Diá obteve mais de 50% dos votos válidos, uma nova data será marcada para que os eleitores voltem às urnas. Em entrevista ao RDNews, Adário coloca em xeque a honestidade de Diá, procurador do Estado e que foi cassado por compra de votos no pleito de 5 de outubro.

   "Um procurador do Estado, que saiu de Cuiabá pregando honestidade e humildade, tinha que dar o exemplo e andar direito". Ele completa dizendo não está com a minoria. "Eu obtive menos votos, mas foram votos honestos. Não precisei comprar um voto sequer, diferente de Diá, que comprou votos descaradamente e agora vai pagar por isso", diz.

    Adário garante ainda que poderá apoiar qualquer candidato na escolha do novo prefeito. Rechaça, porém, qualquer possibilidade de se juntar a Diá. Como o petista não ficou inelegível, Diá poderá disputar novamente o cargo. "Eu me sinto até mal com tudo isso. Até gostaria que houvesse uma nova eleição aqui. Mas ele (Diá) foi nosso adversário no passado e tentou incriminar o prefeito José Adson de Souza, só que não conseguiu. Então, acredito que se houvesse nova eleição, eu poderia apoiar qualquer pessoa, menos o Diá", diz Adário, marido da atual vice-prefeita Maria Dantas Carneiro. Adário obteve 41,9% dos votos, enquanto Diá "abocanhou" 51,5%. (Flávia Borges)

(15h30) - Serei candidato em nova eleição, diz Adário

   Adário Carneiro (DEM) garante que disputará as novas eleições em Ribeirão Cascalheira, caso Francisco de Assis dos Santos, o Diá, não obtenha sucesso em recurso interposto contra sua cassação. O democrata esclarece que está pronto para a disputa. "Se houver novas eleições eu disputarei novamente, com certeza".

   Sobre o fato de ter de disputar novamente o cargo contra o procurador-geral do Estado, Diá, Adário garante que não fugirá "à luta". "Nem que seja contra ele (Diá) novamente. Não tem problema. Eu disputo", enfatiza.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Rodrigo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que estão todos com inveja, Adário será nosso prefeito pois ele foi onesto em sua Campanha e por isso nao tem nenhum processo eleitoral o incriminando....É isso quem compra votos é Cassado.

  • Pedindo justiça | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ainda não sabia dessas notícias todas sobre a cassaçao do Sr Diá. Fiquei sabendo por meio do Movimento Sociais da UFMT e agora o mundo está sabendo e centenas e mais centenas de pessoas estão ao seu lado Dr Diá. Todos nós integrantes dos
    Movimentos Sociais da UFMT e de outras universidades como a UFGD, UFMG e outras. Estamos com o senhor. Estamos perplexos com o que está sendo considerado compra de voto: o senhor já pensou que tudo isso está cheirando uma grande armadilha? Tomara que o senhor leia essa mensagem para fazer a seguinte análise: o senhor já pensou que os dois processos vêm da mesma pessoa? Sua esposa disse nos que esse eleitor é amigo do casal que acusou o senhor. Sr. Diá que história é essa de que o tal eleitor deu até uma nota promissoria para pagar o referido casal? O senhor ainda diz que esse senhor é seu eleitor? Cuidado isso com certeza é armação!!! Sua esposa está com o apoio de todos nós intelectuais. Sou do Sul e vi a mensagem de sua esposa por meio do grande Movimento Sociais que saiu do Dr. Passos grande intelectual e de lá ganhou dimensão nacional. Todos nós que lemos os depoimentos de sua esposa ficamos perplexos com tamanha barbaridade que está ocorrendo nessa cidade. Fiquei sabendo desse jornal e quero dizer para o senhor confie ainda na justiça e muito mais na populaçao que está ao seu lado. Nós da academia estamos de olho nessas noticias. O professor Dr. Passos conhecido nacionalmente está de parabens e sua esposa também por ter passado no doutorado. Voces farão um belo trabalho nessa cidadezinha.
    Sucessos para voces. o BRASIL está de olho e aguarda. A honestidade tem preço: o senhor é realmente honesto e nao deve temer mesmo. Ora nao se pode pagar por um crime de um eleitor nao foi o senhor que cometeu. Que seja punido esse eleitor e nao o povo de Cascalheira.

  • geraldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    parabens adario!!! lembressse que dr antonio tmb nao te apoiou nele seus eleitores tmb nao votam!!!!!!!!!!!mas se dia doi casasdo e pode se candidatar novamente a justiça fica desmericida pois deve ficar inelegial como outros que nao puderam disputar a eleiçao por ser condenados

  • Anderson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não fiquem tão felizes caros adversários, isso não vai passar do TRE-MT, tão frágil a sustentação e os argumentos da cassação. Se por remota possibilidade decidirem por outra eleição, o Diá vai ganhar novamente, e dessa vez com maior percentual de diferença em relação ao Adário. Mais pessoas cerrarão fileiras com a militância, alguns adversários estão perplexos com o circo que virou esse processo, faz lembrar até o famoso livro Der Prozess de Franz Kafka.

  • ADEMAR ADAMS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O RD Neus já tentou ouvir o sr. Diá?
    Esta história está muito mal contada. A elite de Ribeirão, fazendeiros, o juiz, o promotor e até apolícia estavam contra o Diá.
    Esta história cheira armação.
    O TRE deverá mudar esta decisão.

  • nilvania | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    eu votei no 13, depois me arrependi, agora que não voto nunca mais, descobri que assim como eu, foi muitos, não quero mais ser enganada, por isso agora quero votar é no adario, e se for ter outra eleição é nele que voto e aqui perto de min tem é muitos que esta com o mesmo proposito.

  • Jonas Melo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pela ótica do Sr. Adário 51% da população de Ribeirão Cascalheira são desonestos,assim como o prefeito eleito Diá,pois venderam seus votos. Gostaria que o Coordenador do MCCE , Ministério Público Eleitoral e a Corregedoria do TJMT acompanhasse a eleição em Ribeirão Cascalheira para registrarem a SURRA que o Sr. ADÁRIO ou quem a ele for representar como candidato,que irá levar da briosa população de Riberão Cascalheira como resposta a sua acusações. Não desista DiÁ a vontade do povo sempre vai prevalecer e deve ser respeitada. Ah ia esquecendo para transparência e neutralidade do processo eleitoral o Juiz eleitoral de Ribeirão Cascalheira deve ser dado por suspeito e não pode presidir o processo eleitoral naquele municipio.

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.