Últimas

Segunda-Feira, 15 de Setembro de 2008, 23h:21 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

RUMO A 2010

Aécio será o 7º mineiro a presidir país, diz Santos

 O prefeito tucano Wilson Santos, candidato à reeleição, provocou aplausos e também risos em alguns momentos do seu discurso para 850 convidados, a maioria empresários e profissionais liberais que foram ao Hotel Fazenda Mato Grosso nesta segunda (15) assistir a uma palestra do governador mineiro Aécio Neves. O ingressou custou R$ 1 mil. O dinheiro arrecadado, segundo a organização, será destinado a despesas da campanha pela reeleição do prefeito.

   Logo na abertura da cerimônia, que terminou com um jantar, o apresentador Cayton Freire confundiu e anunciou "a presença do governador do Estado de Mato Grosso". Sob grito da platéia, a maioria anti-Blairo Maggi, o radialista fez a correção: "corrigindo: governador de Minas Gerais e seja vem vindo Aécio Neves ao Estado de Mato Grosso". Aécio, por sua vez, ao cumprimentar as pessoas, chamou o candidato a vice-prefeito da chapa de Santos de "Chico Galdino (Galindo)".

    Após participar de um comício com Aécio no bairro Pedra 90, Santos abriu o encontro, às 21h30, com uma hora de atraso. Ele rasgou elogios à administração do colega tucano à frente do governo de Minas. Disse, sob aplausos, que o país foi governado por seis mineiros e emendou: "não tenho dúvida de que estamos diante do 7º mineiro que será presidente do país." De acordo com Santos, "Minas Gerais é uma das mais sábias escolas políticas do país." "O Aécio está novo. Ele tem a minha idade: 47 anos. Pode ser (presidente) em 2010 ou pode ser em 2014!".

   Lembrou ainda que o governador já exerceu vários mandatos de deputado e foi presidente da Câmara Federal. Disse que MG, sob Aécio, conseguiu enxugar a máquina e equilibrar as contas públicas. Disse que o colega tucano "herdou" uma gestão atolada em dívidas e tomou medidas consideradas impopulares, mas compreendidas pela população, tanto que se reelegeu em 2006 com 77% dos votos.

   Ao final, Wilson Santos ofereceu dois presentes ao governador de Minas, um quadro com desenho ao centro do 45, número do PSDB, e uma viola-de-cocho, símbolo da cultura mato-grossense. Ao entregar o último presente, o prefeito disse: "dei uma viola-de-cocho desta para o presidente Lula e saí até na Playboy. Me perguntaram o que eu tinha feito e eu disse que foi uma longa negociação", brincou o prefeito, sob risos da platéia.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • jeferson de sousa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    que absurdo. enquanto esse prefeitinho come do bom e do melhor com um polìtico que náo tem nada a ver com cuiabà,o povo vive esquecido.esseaècio, tem mais e que cuidar do estado de minas gerais que diga-se de passagem è um exelente estado, mas gracas ao grande mineiro que foi jk.prefeitinho, ve se te manca e tente fazer alguma coisa para o povo, em vez de jantar com om os seus puxa sacos

  • Joao | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha, vcs que ficam reclamando do prefeito esquece que Lula aparece no horário político de Mauro Mendes, em adesivos etc...Sendo que Blairo fez um jartar desse também no Bife Alphaville parara angariar fundos....O prefeito esta certinho arrecadou mais uns 2 milhões para a camapanha!!!E Dessa forma concerteza continuará os trabalhos na prefeitura de Cuiabá.

  • SILVIO GONÇALVES RODRIGUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    POR QUE NÃO FIU CONVIDADO PARA A PALESTRA NO HOTEL FAZENDA - COM JANTAR E TUDO, O POVO FOI ESQUECIDO NOVAMENTE - DEVERIA LEVAR O POVO DO PEDRA 90 PRA JANTAR.

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ENQUANTO O PREFEITO WS FAZIA O QUE MAIS SABE, OU SEJA, CONTAR HISTORIAS E RASGAR CEDA, A CIDADE CONTINUA ESBURACADA, OS ONIBUS SUPER LOTADOS, E MILHARES DE PESSOAS SEM ÁGUA NAS CAIXAS.

Apoiado por deputados bolsonaristas

jose medeiros 400 curtinha   Um dos vice-líderes do Governo Bolsonaro na Câmara, o deputado José Medeiros (foto), do Podemos, vem recebendo apoio na disputa ao Senado de vários parlamentares bolsonaristas. O chamado núcleo duro do presidente no Congresso Nacional está com Medeiros, entre eles os deputados...

Justiça barra ficha suja em Poconé

clovis martins 400   A Justiça Eleitoral barrou em Poconé o ex-prefeito Clovis Damião Martins (foto), considerado ficha suja. Está inelegível por oito anos. Filiado ao PTB, ele foi condenado pelo TCU por irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa. Enquanto...

3 estão fazendo pesquisa em Cuiabá

Três institutos de pesquisa entraram em campo na capital nesta semana para levantar as intenções de voto para prefeito. São eles: Malujoa Comunicações, que geralmente divulga os resultados no site Olhar Direto; a Voice Pesquisas e Comunicação, do site Midianews; e Real Time Big Data. A Voice poderá tornar públicos os números apurados da pesquisa a partir de segunda (26), enquanto os outros dois estão autorizados...

Marino enaltece Leitão para o Senado

marino franz 400 curtinha   O empresário e ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz (foto), anunciou apoio a Nilson Leitão (PSDB) para o Senado. Disse que conhece o candidato tucano de longa data, desde quando este foi prefeito de Sinop e assegura que Leitão é preparado, representa muito bem a região e o...

Magali de fora em General Carneiro

magali vilela 400   A ex-prefeita de General Carneiro, Magali Vilela (foto), que se lançou novamente à disputa ao Executivo, foi barrada pela Justiça. Teve o registro indeferido, já que está inelegível por ter sido condenada à suspensão de seus direitos políticos em...

Kalil, ausência e críticas de educadores

gilmar ferreira 400 curtinha   O candidato a prefeito de Várzea Grande Kalil Baracat (MDB) não foi a um evento realizado pelo Sintep para apresentar suas propostas aos técnicos e professores da educação básica. A ausência e sem apresentar justificativa deixou professores na bronca. O sindicalista...