Últimas

Quarta-Feira, 05 de Dezembro de 2007, 12h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

DEBATE

AL marca sabatina de Bosaipo e Teis para dia 13

 A Mesa Diretora da Assembléia já agendou para o próximo dia 13 (uma quinta-feira) a sabatina de Humberto Bosaipo e Waldir Teis. Ambos serão indicados para o cargo vitalício de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Bosaipo é deputado estadual de quinto mandato. Ele ocupará a cadeira de Ubiratan Tom Spinelli, que resolveu antecipar sua aposentadoria compulsória para este mês.

    Waldir Teis comanda a secretaria estadual de Fazenda desde janeiro de 2003, quando Blairo Maggi assumiu o Palácio Paiaguás. Antes, era funcionário do Grupo Amaggi, que pertence ao próprio Blairo. Ele vai ocupar a vaga de Júlio Campos, outro conselheiro que se antecipou em dois anos a aposentadoria. Júlio será candidato a prefeito de Várzea Grande nas urnas de 2008. 

    Teis e Bosaipo terão seus nomes aprovados por quase todos os 24 deputados. Mesmo assim, a tendência é da sessão ser marcada por uma cerca tensão. Contra Bosaipo há um "caminhão" de processos por supostos atos de improbidade administrativa. Isso pode gerar questinamentos sobre a indicação do seu nome, já que, para ocupar a cadeira de conselheiro do TCE, exige-se reputação ilibada. Alguns acham até que os escândalos em torno de Bosaipo passarão despercebidos pelos parlamentares.

  Um conselheiro ganha R$ 22 mil mensais, fora uma série de privilégios e regalias. Uma vez fazendo parte do Pleno, Bosaipo continuará usufruindo de foro privilegiado, pois passará a ter prerrogativa de desembargador do Tribunal de Justiça, mas vai perder a imunidade parlamentar.

    No caso de Waldir Teis, alguns parlamentares resistem à aprovação do seu nome, mais por entenderem que as duas indicações para as cadeiras de Júlio e de Spinelli deveriam ser do Legislativo e não do Poder Executivo.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • ALBUCASSIS RAMIRES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    EU SÓ QUERO VER SE A TAL SOCIEDADE ORGANIZADA E O MINISTERIO PUBLICO(ALO DR.PAULO PRADO),NÃO VAI FAZER NADA PARA IMPEDIR MAIS ESSA DA CLASSE POLITICA DO NOSSO ESTADO,LEVAR PARA O TRIBUNAL DE CONTAS O DEPUTADO ESTADUAL BOSAIPO ACUSADO DE FORMAÇÃO DE QUADRILHA E PECULATO JUNTAMENTE COM O SEU PARCEIRO RIVA.
    FATO QUE LHE RETIRA UMAS DAS CONDIÇOES BASICAS PARA O CARGO"R E P U T A Ç Ã O I L I B A D A ".
    RONDÔNIA EM CASO IDENTICO,ONDE INDICARAM UM DEPUTADO ESTADUAL QUE ATENDE PELA ALCUNHA DE "CHICO PARAIBA" A SOCIEDADE ATRAVES DE UMA AÇÃO POPULAR IMPEDIU A SUA POSSE.
    QUE TAL NESSE CASO IMITARMOS RONDONIA???
    OU NÃO TEMOS NINGUEM NO ESTADO COM CORAGEM PARA LIDERAR ESSE MOVIMENTO???

  • vidal | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É um absurdo! Não existe nada de mais pior do que receber uma informação como esta, ter o sr. Humberto Bosaipo como alguém para dar conselho sobre bom gerenciamento da coisa pública é o fim da picada. Só quero ver se o nosso respeitável Ministério Público vai permitir.

  • Paulo Fernandes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quantos dos conselheiros que já se encontram lá têm reputação ilibada... eu é que não poderia ser eleito com a minha... rs...

  • Maneporrete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O mal-do-urubú,parece assolar a mal falada casa do faz-de-contas. Não bastasse o Valter Albano píando pelos corredores,agora vem compôr o dueto Valdir Teis,desafinado pôr natureza,vóz esganiçada, de trincar tímpanos. Há quem peça bís,numa platéia de subalternos da turma do tênis e da bombacha. Mas êles se acertarão no compasso do dois+dois=cinco.

  • Carlos Botelho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caro Romilson: Publica está ai, ou você tem medo do bosaipo. Cade a conduta ilibada. O bosaipo vai perder a imunidade. Aí a Justiça Federal vai agir. Põe no ar.........

    TJ decide notificar Bosaipo em ação penal que Arcanjo aparece como réu.


    O desembargador Munir Feguri, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça, decidiu nesta semana notificar o deputado estadual Humberto Bosaipo (foto), do DEM, – pretenso conselheiro do Tribunal de Contas do Estado --, para que ele apresente defesa prévia em uma ação penal, que tramita desde 2005, referente ao suposto esquema de desvio e apropriação de recursos públicos do poder Legislativo por meio de emissão e pagamento com cheques para empresas inexistentes ou irregulares.

    "...Assim, com o fito de se evitar futura arguição de nulidade, uma vez que o caso envolve prerrogativas constitucionais (direito ao contraditório e à ampla defesa), bem como em respeito ao disposto no §1º do artigo 4º da lei 8.038/90, determino que se proceda a notificação do denunciado Humberto Melo Bosaipo, entregando-lhe cópia da denúncia e do despacho, a fim de que apresente defesa preliminar no prazo legal (15 dias)", escreveu Feguri, em despacho do último dia 27.

    No total, a ação movida pelo Ministério Público Estadual possui nove réus, além de Bosaipo. São eles: Guilherme da Costa Garcia, Luiz Eugenio de Godoy, Nivaldo Araújo, Geraldo Lauro, -- que atuavam nos setores de finanças, licitação e patrimônio da Assembléia à época dos fatos relacionados à "Operação Arca de Noé", deflagrada em 2002, -- José Quirino Pereira (contador), Joel Quirino Pereira (técnico contábil), João Arcanjo Ribeiro (ex-chefe do crime organizado em Mato Grosso), Nilson Teixeira (ex-gerente de factoring) e José Riva (deputado estadual e atual primeiro-secretário da Casa).

    O esquema teria sido articulado por meio de factoring pertencente a Arcanjo. De acordo com a defesa dos parlamentares, "empresas que comercializavam com a Assembléia descontavam cheques nas factorings", sem nenhuma participação irregular deles. "Já respondemos a centenas de questionamentos formulados pelo Ministério Público Estadual. Tanto o Riva quanto o Bosaipo sempre estiveram à disposição", disse o advogado Paulo Taques.

    Nesta semana a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal negou, por unanimidade, provimento a um agravo regimental impetrado pelos deputados estaduais contra uma decisão -- obtida pelo Ministério Público -- que evita a suspensão de ações penais nas quais os parlamentares aparecem como réus. Riva e Bosaipo respondem a uma série de ações por supostos crimes de improbidade administrativa (cíveis) e peculato (criminais).

    Reputação ilibada – O deputado Humberto Bosaipo pretende deixar a Assembléia Legislativa para assumir uma vaga vitalícia de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado em substituição a Ubiratan Spinelli. O subsídio pago a cada um dos sete conselheiros é de R$ 22 mil.

    Para ser conselheiro, a pessoa – indicada pelo governador ou pela Assembléia -- precisa ter entre 30 e 65 anos, idoneidade moral e reputação ilibada, notório conhecimento e experiência jurídicos, contábeis, econômicos e financeiros ou de administração pública. Na avaliação do advogado, o fato de responder a processos judiciais não desqualifica Bosaipo, considerando "o princípio da presunção de inocência".




  • Isabel Maia Eça | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Deputado Humberto Bosaipo,

    Só há uma coisa de mais pior do que as criticas em relação a sua ida para o Tribunal de contas do estado, é ter que ler um comentário dessa natureza, com esse erros de português gritantes
    Exemplo: “ não existe nada mais pior” na pessoal com quem escreveu esta frase.

    Deputado,não tenho duvidas alguma quanto a ida do senhor para o Tribunal de Contas do Estado, bem como que lá prestara um excelente serviço para o Estado de Mato Grosso como sempre prestou no Legislativo, prova disso que hoje esta em seu quinto mandato consecutivo.

    Quanto as criticas, passei pela mesma experiência, esta semana, quando fui alvo de vários insulto gratuitos de pessoas que se escondem atrás de nomes falsos, por não ter a coragem de dar suas opiniões levianas, pessoas que se alto institui como Juizes ou juizas com pleno poderes de julgar e sentenciar o próximo

    É muito fácil julgar as pessoas? Expondo sem ter critério algum que dirá responsabilidade de provar os absurdos verdadeiros delírios, só cabe dizer a essas pessoas uma única coisa vocês simplesmente não tem respeito algum pelo próximo.

    Siga em frente, Deputado Humberto, Com toda certeza futuro CONSELHEIRO DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO.


    Que Deus continue guiando todos os seus passos e sucesso na nova etapa de sua vida, que tenho certeza que será trilhada com muita responsabilidade, respeito, trabalho e competência, que sem duvida alguma são qualidades inerentes a sua personalidade

    Deputado, aprendi com a primavera a deixar-me cortar e voltar sempre inteira.

  • vidal constantino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa palavra ILIBADA esta fora de moda, assim como REPUTAÇÃO, são palavras arcaicas. Se fosse exigir dos nossos representantes, que cumprissem com esses DIZERES, Garanto que sobrariam um numero minimo de pessoas com ILIBADA conduta.

  • Agnaldo da Silva Campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Governador Blairo Maggi disse que o seu governo ficaria marcado pela quebra de paradigmas. Ele realmente vem quebrando paradigma. Primeiro aliou-se ao Dep. Riva, o qual antes era criticado pelo então Candidato Maggi pelas acusações imputadas e ele (Riva) de irregularidades no trato com o dinheiro público (leia-se assembléia). Não satisfeito, somente com o auxilio do Dep. Riva fez as pazes com o Dep. Humberto Bosaipo, seu antigo desafeto, que é parceiro inseparável de Riva para os dois ajuda-lo a governar o nosso Estado. Lamentavel. Achando que deveria quebrar mais paradigmas, resolveu ressuscitar para a vida pública o Conselheiro Júlio Campos que estava morto e sepultado politicamente. Infelizmente, as ações do Governador Maggi levam-nos a concluir que os paradigmas quebrados por ele (Maggi) é um desserviço a população mato-grossense. Dessa forma, só nos resta lamentar e esperar 2010.

  • Luiz Fernando | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    FESTA JUNINA (servidores do TC) Junho/2008

    O Locutor anuncia....

    .....eeeee aaaagoraaaaa com vcs.....
    .......BOMBACHA E PANTANEIRO.


    Ai o resto vcs sabem.

Prefeitos revoltados com Neurilan

neurilan fraga 400 curtinha   Vários prefeitos, especialmente os recém-eleitos, se mostram revoltados com novas manobras promovidas no estatuto da AMM pelo seu "eterno" presidente Neurilan Fraga (foto), que tenta, de todas as formas, se auto-beneficiar na eleição que deveria ocorrer em janeiro, mas que foi antecipada...

Candidato a reitor e 2 apoios fortes

dimorvan rui 400   O candidato de oposição a reitor do IFMT, Deiver Teixeira, recebeu dois apoios importantes. As manifestações de adesão à candidatura vieram dos professores Ruy Oliveira e Dimorvan Brescancim. Ruy foi candidato a reitor nos últimos dois pleitos e é um pesquisador...

Abílio e Medeiros rejeitam Fernanda

coronel fernanda 400 curtinha   Abílio Júnior e o deputado José Medeiros, presidente do Pode-MT e que foi derrotado para senador, querem distância da coronel Rubia Fernanda (foto) da campanha neste segundo turno em Cuiabá. Nos bastidores, comentam que não precisam da militar filiada ao Patriota e que ficou...

Com maioria na Câmara de Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   A prefeita eleita de Cáceres Eliene Liberato (foto), que conquistou 15.881 votos (38,16% dos válidos), terá apoio da maioria dos 15 vereadores. Destes, oito garantiram cadeira pela coligação da própria Eliene, o que representa 53%. As duas maiores bancadas são do PSB de...

Gamba quer Tuti presidindo a Câmara

tuti 400 alta floresta curtinha   O prefeito eleito de Alta Floresta, Chico Gamba (PSDB), tem se articulado para eleger presidente da Câmara o vereador reeleito do seu partido, Oslen Dias dos Santos, o Tuti (foto), que obteve a segunda maior votação, com 814 votos. Na tentativa de convencer os novos integrantes da próxima...

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...