Últimas

Sexta-Feira, 18 de Janeiro de 2008, 13h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

LEGISLATIVO

AL-MT está entre as 15 que omitem informações

  Fachada da Assembléia que, conforme ONG Transparência Brasil, não divulga gastos dos 24 parlamentares e custa em média R$ 46,24 a cada cidadão mato-grossense

   A Assembléia Legislativa de Mato Grosso está entre as 15 do país que mais omitem informações acerca dos gastos dos 24 parlamentares. É o aponta o relatório da ONG Transparência Brasil no item "o que se mostra o que se esconde". De acordo com o levantamento, esses legislativos estaduais são os que mais pesam no bolso do cidadão. A AL, sob Sérgio Ricardo (PR), por exemplo, custa em média R$ 46,24 a cada pessoa. O único Estado brasileiro que, segundo a ONG, preenche todos os requisitos de transparência é o Rio Grande do Sul.
  
   Já as 15 que dificultam informações, encabeçada pelo legislativo de Roraima, que gera  ônus de R$ 145,19 a cada indivíduo, não divulgam presenças em plenário, em comissões, verbas de gabinetes e ainda gastos com viagens. A AL de Mato Grosso faz parte dessa estatística. A única Assembléia que revela publicamente verbas de gabinete de cada parlamentar é a de Brasília, ao passo que Sergipe também é exceção ao deixar às claras as presenças em plenário.

   Patrimônio

   Conforme dados da Transparência Brasil, o patrimônio médio de cada deputado é de R$ 811 mil. Já a bancada ruralista na AL soma 12,5% de todos os deputados estaduais do país. No caso de MT, são tidos como ruralistas ao menos 12 deputados, entre eles Percival Muniz (PPS), Otaviano Pivetta (PDT), Ademir Brunetto (PT) e Mauro Savi (PR). Destes, Pivetta é o que possui um maior patrimônio declarado junto à Justiça Eleitoral: R$ 82,2 milhões - leia mais aqui.

   A eleição do ano passado em Mato Grosso custou em média R$ 5,5 a cada um dos 2.074.767 eleitores, totalizando uma despesa global de R$ 11,4 milhões. No país, o valor médio ficou em R$ 4,2. (Pollyana Araújo)

Deputados estaduais:

Walter Rabello (PP)

Percival Muniz (PPS)

Otaviano Pivetta (PDT)

Wallace Guimarães (DEM)

Zé Domingos (DEM)

Chica Nunes (PSDB)

Guilherme Maluf (PSDB)

Adalto Freitas, o Daltinho (PMDB)

Juarez Costa (PMDB)

Airton Rondina, o Português (PP)

Wagner Ramos (PR)

Ademir Brunetto (PT)

Maksuês Leite (PP)

Chico Galindo (PTB)

José Riva (PP)

Sérgio Ricardo (PR)

Alexandre Cesar (PT)

Mauro Savi (PR)

Sebastião Rezende (PR)

Campos Neto (DEM)

Dilceu Dal Bosco (DEM)

Zé do Pátio (PMDB)

Roberto França (sem partido)

Pedro Satélite (PPS)

(Às 17h15) - Em nota, Assembléia vê equívoco de Ong

 

Eis abaixo as explicações da AL acerca da matéria sobre omissão de informações.

 

   "No ano passado, quando o site Transparência divulgou estes números, a Assembléia Legislativa encaminhou solicitação de retificação dos dados apresentados sobre o custo do Poder Legislativo de Mato Grosso. Informávamos, à época, que diferente do que se divulgara, o orçamento da Assembléia (que está congelado desde o ano passado, por determinação da Mesa Diretora) não era de R$ 242 milhões. É que colocaram como orçamento do Poder Legislativo toda a peça orçamentária do Tribunal de Contas, além de não especificarem recursos como o destinado ao pagamento de aposentados e pensionistas. Corrigida esta distorção, este custo apresentado seria muito menor. Com relação ao site da AL, informo que por determinação da Mesa Diretora estaremos implementando mudanças nos primeiros meses deste ano. As mudanças iniciam em fevereiro, com o lançamento de um novo portal da AL (que já está praticamente pronto), e devem ser consolidadas até o meio do ano. A meta é garantir – cada vez mais - a disponibilização de informações do Poder Legislativo. Nunca é demais lembrar que além de informações financeiras, a história da Assembléia, de um portal de notícias, de uma agência de notícias de rádio, a Assembléia Legislativa de Mato Grosso é uma das poucas do país que disponibiliza em seu site a transmissão de sessões plenárias e de todas as audiências transmitidas ao vivo pela TV Assembléia".

Atenciosamente,

Osmar de Carvalho

Secretário de Comunicação da AL

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • DONIZETE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    DEPOIS DIZ A CASA E DO POVO, ?????????

  • José Antônio da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Verdadeiramente neste momento, não conseguimos encontrar aqueles que pregam a transparência na Gestão Pública, e muitos que se intitulam pré-candidatos ao Executivo Municipal, deveriam apresentar pelo menos os gastos efetuados em seu gabinete. Claramente, os eleitores já teriam uma vaga idéia de como, individualmente, cada Parlamentar Estadual, administra os recursos oriundos dos impostos cobrados dos contrubuintes.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    sou integrante de um grupo que acompanhou os trabalhos da assembleia em 2007, assisimos a todas as sessoes ordinarias no decorrer do ano, encontramos muitas dificuldades para obter informações e até cópias de documentos, eles não informan nada para a comunidade, ficamos horrorizados com o que vimos nas sessoes do legislativo.

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...