Últimas

Terça-Feira, 04 de Agosto de 2009, 08h:22 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

ARTICULAÇÃO

Alencar se aposenta no próximo mês; Sérgio vai para TCE

  Fernando Ordakowski
Clique na imagem para ampliação
Alencar Soares se prepara para deixar TC e, nos bastidores, acerta para Sérgio ocupar cadeira vitalícia

  Com menos de cinco anos no Pleno do Tribunal de Contas, o conselheiro Alencar Soares já se prepara para se aposentar prematuramente. Ex-deputado estadual que tinha base eleitoral na região de Barra do Garças, ele vai para a inatividade já no próximo mês. É mais um que, diante do "assédio" e de negociações de bastidores pelo cargo vitalício, resolve ceder às "pressões" e se aposenta antes de completar 70 anos. Sua cadeira já está negociada para o deputado Sérgio Ricardo (PR), ex-presidente e hoje primeiro-secretário da Assembleia. O acordo que já tinha sido "amarrado" desde a eleição da Mesa Diretora em fevereiro deste ano foi fechado nos últimos 15 dias, durante o período de recesso parlamentar. Os deputados retomam às sessões ordinárias a partir desta terça, já com a notícia de que, dentro de 30 dias, vão votar o projeto que "promoverá" mais um colega para o TCE.

   A saída de Sérgio da AL abre espaço na Mesa ao democrata Dilceu Dal Bosco, que passa a ser o primeiro-secretário, ou seja, o ordenador de despesas. Assim, junto com o presidente José Riva (PP), Dal Bosco vai controlar aproximadamente R$ 18 milhões do duodécimo mensal. Os acordos de bastidores contaram com outras ajudas por causa de interesses pessoais, como do suplente Roberto França (sem partido). Acontece que a nomeação de Sérgio beneficia também França que "sobe" na escala de suplentes e tem mais chance de continuar legislando, além de eliminar mais um concorrente na Baixada Cuiabana na disputa por cadeira na AL em 2010.

   Enquanto isso, Sérgio, derrotado para prefeito da Capital em 2004, vai ocupar um dos cargos públicos mais cobiçados. Se juntará ao recém-nomeado conselheiro Campos Neto, que era deputado e entrou na vaga do próprio pai Ary Leite de Campos. O Pleno tem 7 conselheiros. Somente no governo Blairo Maggi, que começou em 2003, quatro pessoas foram "promovidas" para o TCE. Alencar Soares, Humberto Bosaipo, Waldir Teis e Campos Neto. Ex-vereador e no segundo mandato de deputado, Sérgio será o quinto da atual administração estadual a ocupar o cargo vitalício destinado a pessoas que precisam ter reputação ilibada e notório saber técnico e jurídico. Fora uma série de outros privilégios e regalias, ele ganhará R$ 22 mil mensais para fiscalizar e emitir parecer às contas públicas.

Postar um novo comentário

Comentários (50)

  • E-leitor | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESSE É O GOVERNO QUE VEIO PRA QUEBRAR PARADIGMAS.....

  • Marcos Magno Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É por essas e tantas outras que os políticos são a categoria com a menor credibilidade junto a sociedade brasileira e mundial.
    Absurdo esses acordos que fazem do TCE-MT um cabidão para os políticos.
    Tais atitudes só reforçam a proposta da senadora Serys de acabar com os tribunais de contas.

  • pedro ananias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Faltou falar se assumindo o TCE, este megademagogo vai continuar a fazer aqueles programas ridículos na tv. Vai poder ou nao vai? Para o bem de todos, espero que não...

  • JOÃO DE DEUS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Cumpriu com o seu papel tampão nobre conselheiro, essa vaga foi adquirida do então conselheiro Branco de Barros, para ser usada quando interessasse a mesa diretora da Assempbléia Legislativa.
    É o meu querido e acolhedor estado do Mato Grosso.

  • Manuela de | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    RIDICULO; ERA DE SE ESPERAR, POIS O TCE NADA MAIS É QUE UM CABIDE PARA SE APOSENTAR.

  • LUIZ FERNANDO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Poderia essa vaga fica para Lutero Ponce ou Chica Nunes ou Carlos Bezerra ou Ralf ou José Sarney ou Jose Dirceu ...........etc. KKKKKK

  • edgar graciano marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Poxa vida!!!!!!!não esperava que os politicos são todos iguais, abandonar os eleitores, por uma ideologia, por causa do TCE, não da mais pra agreditar em mais ninguem,pois e sergio, não sei onde quer chegar, com esta traição aos eleitores que te achavam um verdadeiro homem de projetos das minorias, ha chega, basta,demagogia pura, vcs tem sorte, o brasil não tem ninguem que quer ser um heroi revolucionario, um idealisador, um Bim Laden, acho que começaria pelo senado da republica,e depois? e muita sacanagem com o dinheiro do povo sofrido...........

  • luiz fernando | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Apesar d ser uma tarefa ardua e dificil precisamos cobrar dos próximos candidatos a dep federal e a Senador (além dos que estão no mandato hj, apesar d ser dificil) que apresentem propostas de mudança da costituição para forma d ingresso no TCE e TCU, os conselheiros devem ser funcionários de CARREIRA, alguns podem argumentar q isto não vai acabar com a bndalheira, ma com certeza vai diminuir e não teremos mais os BOSAIPOS E CAMPOS NETOS DA VIDA, além do S.J. Este país é uma VERGONHA!

  • edezio do couto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SOCORRRRRRRRRO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    se isso não for ASSALTO AOS COFRES PUBLICOS, devemos por em liberdade todos os ladrões que praticaram subtrações indevidas, mas que não utilizaram de violencia fisica ou psicologica.
    POVO BRASILEIRO!!!!!!!!!!!!!!!!! ISSO É INDECENTE, IMORAL E CONSEQUENTEMENTE INACEITÁVEL......................
    MUDANÇA JÁ..........NINGUEM MERECE ISSO..........

  • fernada torres | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse Sergio Ricardo nao tem jeito, decepcao... me arrependo de ter votado nele. E eu que achava que ele seria governador

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS