Últimas

Sexta-Feira, 11 de Abril de 2008, 14h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

CUIABÁ

Alexandre admite disputar prefeitura novamente

Petista faz mistério sobre eventual candidatura e, ao mesmo tempo, elogia perfil do empresário Mendes

  O deputado Alexandre Cesar (PT), derrotado a prefeito de Cuiabá em 2004, pode estar de volta nestas eleições na corrida pelo mesmo posto. Perguntado nesta quinta se entraria de novo na disputa, conforme se cogita nos bastidores, o parlamentar observou que não foi consultado e fez mistério sobre a sua inscrição para as prévias. Conforme decisão da Executiva petista, o filiado interessado em concorrer ao Palácio Alencastro deve oficializar a pré-candidatura entre 21 e 28 deste mês. A data da prévia já está definida: 18 de maio.

    "Tenho compromisso com Mato Grosso e já fui candidato quatro vezes nos últimos oito anos, não por um projeto meu, mas por um projeto do partido e o que for melhor para o PT será melhor para mim", garante Alexandre Cesar, que ocupa a cadeira na Assembléia no lugar do titular Ságuas Moraes, secretário de Estado de Educação.

  O petista já sofreu três derrotas nas urnas. A primeira em 2002 na disputa para governo do Estado, quando Blairo Maggi (PR) conquistou, pela primeira vez, o Palácio Paiaguás. Antes, em 2000, foi derrotado como vice-prefeito da Capital na chapa encabeçada pela hoje senadora Serys Marly. Em 2004, Cesar perdeu no segundo turno para o hoje prefeito Wilson Santos (PSDB). Já no pleito de 2006, ele tentou cadeira de estadual. Ficou na primeira suplência.

   Alexandre César observa que hoje há dois pré-candidatos colocados, o médico Alencar Farina e o assessor parlamentar em Brasília, Vicente Vuolo, o Vuolinho. Segundo ele, isso não significa que não possa ter uma terceira pessoa na disputa interna ou até mesmo se aliar a outra legenda da base, levando o PT à desistência da candidatura própria. Cesar não assumiu publicamente a tendência de apoio entre Farina e Vuolinho, mas demonstrou maior simpatia ao nome do segundo. "Ele (Vuolo) é mais antigo no partido. Assessor da senadora, está há mais tempo na política e tem mais experiência, mas respeito o Farina, que tá chegando agora", disse, numa referência ao médico que já foi do PL e do PR do governador Blairo Maggi.

    Aliás, Farina foi candidato a vice do próprio Alexandre Cesar em 2004. O parlamentar tenta reconquistar espaço interno. Ele deixou a presidência regional do PT atolado em dívidas e, de quebra, ainda foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral por uso de caixa 2 em sua campanha ao Alencastro. 

   Polarização

   Sobre as articulações rumo ao pleito deste ano em Cuiabá, Alexandre Cesar diz que não tem nada definido e não crê numa polarização entre o prefeito Santos e o deputado Walter Rabello (PP). "A eleição não está dada. Essa polarização entre Wilson e Walter é falsa. Produto de um quadro indefinido. Não acredito que a imagem do candidato com apelo populista vá atender as expectativas da população cuiabana. Acredito que a candidatura mais centrada, coerente e com um arco de aliança compatível é mais real e pode ser a melhor solução", analisa.

  Alexandre Cesar destaca que Mauro Mendes, que está sendo preparado pelo PR para entrar no páreo, tem chances de crescer nas pesquisas e poder ser uma opção, por não ter uma imagem desgastada como os outros dois (Santos e Rabello), não ser populista e é uma novidade".

   Dessa forma, o petista não descarta a possibilidade do seu partido se aliar ao PR em Cuiabá, caso ocorra o recuo no projeto de candidatura própria. Cesar pontua que, uma determinação do diretório nacional, o partido deve dar prioridade à coligação com a base aliada, composta primeiramente pelo PSB, PC do B e PV, seguido, num segundo plano, pelo PMDB, PR, PP e PDT. Somente em cidades com mais de 200 mil habitantes, como no caso de Cuiabá, quaisquer aliança deve ser consultada ao PT nacional. Sendo assim, Alexandre Cesar coloca que "teoricamente" Valtenir Pereira (PSB) teria prioridade na coligação, mas ressalta que tudo será conversado. (Alline Marques)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • marcos velazquez | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    - mais um com problemas na justiça eleitoral,( que assumiu do jeito que esta), tentando faze los de tontos, uma vez passa, e o povo pode distraido mas não burro....... voto para voce.........duvido.

  • SILVIO G RODRIGUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    EM 2004 TEVE CAIXA 2 - PROCESSO NELE...

    E AGPRA O NOME SERÁ CAIXA 3???

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...