Últimas

Sexta-Feira, 11 de Abril de 2008, 14h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

CUIABÁ

Alexandre admite disputar prefeitura novamente

Petista faz mistério sobre eventual candidatura e, ao mesmo tempo, elogia perfil do empresário Mendes

  O deputado Alexandre Cesar (PT), derrotado a prefeito de Cuiabá em 2004, pode estar de volta nestas eleições na corrida pelo mesmo posto. Perguntado nesta quinta se entraria de novo na disputa, conforme se cogita nos bastidores, o parlamentar observou que não foi consultado e fez mistério sobre a sua inscrição para as prévias. Conforme decisão da Executiva petista, o filiado interessado em concorrer ao Palácio Alencastro deve oficializar a pré-candidatura entre 21 e 28 deste mês. A data da prévia já está definida: 18 de maio.

    "Tenho compromisso com Mato Grosso e já fui candidato quatro vezes nos últimos oito anos, não por um projeto meu, mas por um projeto do partido e o que for melhor para o PT será melhor para mim", garante Alexandre Cesar, que ocupa a cadeira na Assembléia no lugar do titular Ságuas Moraes, secretário de Estado de Educação.

  O petista já sofreu três derrotas nas urnas. A primeira em 2002 na disputa para governo do Estado, quando Blairo Maggi (PR) conquistou, pela primeira vez, o Palácio Paiaguás. Antes, em 2000, foi derrotado como vice-prefeito da Capital na chapa encabeçada pela hoje senadora Serys Marly. Em 2004, Cesar perdeu no segundo turno para o hoje prefeito Wilson Santos (PSDB). Já no pleito de 2006, ele tentou cadeira de estadual. Ficou na primeira suplência.

   Alexandre César observa que hoje há dois pré-candidatos colocados, o médico Alencar Farina e o assessor parlamentar em Brasília, Vicente Vuolo, o Vuolinho. Segundo ele, isso não significa que não possa ter uma terceira pessoa na disputa interna ou até mesmo se aliar a outra legenda da base, levando o PT à desistência da candidatura própria. Cesar não assumiu publicamente a tendência de apoio entre Farina e Vuolinho, mas demonstrou maior simpatia ao nome do segundo. "Ele (Vuolo) é mais antigo no partido. Assessor da senadora, está há mais tempo na política e tem mais experiência, mas respeito o Farina, que tá chegando agora", disse, numa referência ao médico que já foi do PL e do PR do governador Blairo Maggi.

    Aliás, Farina foi candidato a vice do próprio Alexandre Cesar em 2004. O parlamentar tenta reconquistar espaço interno. Ele deixou a presidência regional do PT atolado em dívidas e, de quebra, ainda foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral por uso de caixa 2 em sua campanha ao Alencastro. 

   Polarização

   Sobre as articulações rumo ao pleito deste ano em Cuiabá, Alexandre Cesar diz que não tem nada definido e não crê numa polarização entre o prefeito Santos e o deputado Walter Rabello (PP). "A eleição não está dada. Essa polarização entre Wilson e Walter é falsa. Produto de um quadro indefinido. Não acredito que a imagem do candidato com apelo populista vá atender as expectativas da população cuiabana. Acredito que a candidatura mais centrada, coerente e com um arco de aliança compatível é mais real e pode ser a melhor solução", analisa.

  Alexandre Cesar destaca que Mauro Mendes, que está sendo preparado pelo PR para entrar no páreo, tem chances de crescer nas pesquisas e poder ser uma opção, por não ter uma imagem desgastada como os outros dois (Santos e Rabello), não ser populista e é uma novidade".

   Dessa forma, o petista não descarta a possibilidade do seu partido se aliar ao PR em Cuiabá, caso ocorra o recuo no projeto de candidatura própria. Cesar pontua que, uma determinação do diretório nacional, o partido deve dar prioridade à coligação com a base aliada, composta primeiramente pelo PSB, PC do B e PV, seguido, num segundo plano, pelo PMDB, PR, PP e PDT. Somente em cidades com mais de 200 mil habitantes, como no caso de Cuiabá, quaisquer aliança deve ser consultada ao PT nacional. Sendo assim, Alexandre Cesar coloca que "teoricamente" Valtenir Pereira (PSB) teria prioridade na coligação, mas ressalta que tudo será conversado. (Alline Marques)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • marcos velazquez | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    - mais um com problemas na justiça eleitoral,( que assumiu do jeito que esta), tentando faze los de tontos, uma vez passa, e o povo pode distraido mas não burro....... voto para voce.........duvido.

  • SILVIO G RODRIGUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    EM 2004 TEVE CAIXA 2 - PROCESSO NELE...

    E AGPRA O NOME SERÁ CAIXA 3???

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...

Niuan de fora da suplência ao Senado

niuan ribeiro 400 curtinha   O deputado federal José Medeiros não conseguiu segurar o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro (foto), como primeiro-suplente de sua chapa ao Senado. Há alguns dias, o filho do ex-vice-governador e ex-deputado Osvaldo Sobrinho vinha demonstrando desejo de pular fora, em meio a...

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.