Últimas

Sexta-Feira, 28 de Dezembro de 2007, 10h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

Artigo

Ano violento

     Estamos entrando em um novo ano e deixando para traz muita violência no trânsito. Só na cidade de Cuiabá, 2007 se vai com aproximadamente 250 mortos em atropelamentos e acidentes de trânsito. Somando-se as vítimas fatais nas cidades e rodovias de todo o país, cerca de 35 mil pessoas perderam a vida por causa do trânsito violento.

       É como se 175 Boeings ou Airbus lotados tivessem caído e matado todos os passageiros. Triste realidade! Ano após ano os números da violência no trânsito estão em crescente evolução.

      Fala-se muito em educação para o trânsito, porém muito pouco foi feito executá-la. Os principais defensores dessa política pública, geralmente políticos e apresentadores de televisão sensacionalistas, são na verdade fanfarrões com discurso eleitoreiro e, constantemente são vistos cometendo infrações de trânsito. Que exemplo!

      Para os técnicos e estudiosos da área, somente a aplicação do chamado ‘tripé do trânsito’, engenharia, educação e fiscalização, trará resultados positivos no trânsito e transporte. Em todas as cidades desenvolvidas, ricas, com alto IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), enfim boas para viver, é aplicado o tripé. E o resultado é fantástico, fluidez e baixo índice de acidentes e vítimas.

      A engenharia garante a fluidez e a segurança nas vias, a educação para o trânsito é aplicada desde o início da vida escolar e é levada a sério por todos, enfim a fiscalização é rigorosa e as infrações são punidas com altas multas, perda do documento de habilitação e em muitos casos com a prisão. Só para citar alguns exemplos, nos Estados Unidos da América, nos últimos meses vimos a prisão de Mel Gibson, Paris Hilton, Mike Tyson, entre outros, todos em comum tem a fama, o dinheiro (muito) e os dias na prisão, por cometer infração de trânsito.

       Eu, particularmente, sou um defensor da fiscalização intensa nas ruas e avenidas de Cuiabá, não só com autuações, mas com aplicação das medidas administrativas previstas no CTB (Código de Trânsito Brasileiro) como a remoção e apreensão de veículos, suspensão e cassação do direito de dirigir, entre outras.  Não digo prisão, pois em nosso país o poder público sequer consegue colocar atrás das grades, traficantes e assassinos. Quiçá infratores de trânsito?

      A aplicação de multas, remoção e apreensão de veículos infratores, apreensão de CNHs, em si já seriam medidas suficientes para intimidar e reduzir em muito o número de infrações e conseqüentemente o número de acidentes e vítimas.

       Defendo também a instalação imediata de fiscalização eletrônica através de radares, lombadas eletrônicas e semáforos com câmeras nos principais pontos de conflito e velocidade de nossa cidade. Está provado que nos locais onde há esses equipamentos, a violência reduz consideravelmente. Xô infratores! Xô defensores de infratores!

       Precisamos de mais ação e menos conversa, precisamos de governantes com coragem e vontade de lutar pela paz no trânsito, precisamos da mídia como aliada nessa luta e não como instrumento de defesa dos infratores e conseqüentemente, precisamos do engajamento dos usuários do trânsito.

       Ressalto que o problema do trânsito não é só de engenharia, de melhorias nas vias ou de responsabilidade dos órgãos governamentais competentes, o problema é nosso, de qualquer cidadão. Nós precisamos nos conscientizar da importância de preservarmos vidas, sensibilizando motoristas, pedestres, crianças ou adultos. Precisamos rever nossos conceitos e mudar nosso comportamento, no intuito de salvarmos e valorizarmos a vida. Esse é o caminho para 2008, usuário e poder público em busca da Paz no Trânsito.

     Sílvio Furtado de Mendonça Filho é bacharel em Ciências Econômicas e pós-graduado em Gestão Pública

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...