Últimas

Sábado, 28 de Julho de 2007, 09h:09 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

Antero x Pagot

    Após cansativos capítulos sobre essa novela da nomeação do Pagot à direção do Dnit, começo acreditar que o ex-senador Antero está metido nessa articulação que torce contra sua nomeação? Em nenhum momento, o ex-senador se defendeu dessa imputação amplamente divulgada pela imprensa? Quem cala consente? Particularmente acho um papel pequeno, para quem já foi um atuante senador da República. 
     Falo com autoridade no assunto, ajudei a eleger o ex-senador Antero. Conheço sua forma de pensar, agir, falar e pedir. Qual é a orientação? A orientação só pode ser "a prevalência do interesse público sobre o privado senador", nem mais, nem menos.
     Alguns articulistas afirmam que o ex-senador está metido nesse angu de caroço, porém, quando em conversa direta, negam essa afirmação, dizendo, exatamente o contrário. "Isto e coisa da turma do Pagot, e do Lula, que está arrependido por ter prometido um cargo dessa envergadura para alguém que amanhã poderá ser governador deste Estado". Aí a aleivosia.
     Agora, eu na qualidade de simples cidadão, não consigo entender, por que dessa mesquinharia toda, em evidente prejuízo para o Estado de Mato Grosso. Vale perguntar: Quem sai perdendo e quem sai ganhando nesse jogo?
      Senão vejamos: Os Estados de Alagoas, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e os Estados do Sul de modo geral, têm muito mais quilômetros de estradas federais que o Estado de Mato Grosso. A quem interessa manter este isolamento histórico? A quem interessa detonar essa oportunidade oferecida aos mto-grossenses? Será que Mato Grosso não sairia ganhando com essa nomeação? Onde está à classe política deste Estado que não articula para efetivar essa conquista? Não estão vendo isso? Será que eles não rodam por nossas esburacadas rodovias federais?
      Nessas horas percebo que já assisti a este filme. É o velho jogo político do "quanto pior melhor", e cabe certinho nos tempo de hoje para retratar essa classe, que faz da política um jogo de interesses inconfessáveis. Esquecem eles que "quem perde é o povo de Mato Grosso" esquecem eles que "quem perde são milhares de brasileiros que transitam por essas rodovias precárias e tem as suas vidas ceifadas".
       Nessas horas, parece que o ex-senador esqueceu as preciosas lições ensinadas pelo escritor e dramaturgo alemão, Bertolt Brecht: "O pior analfabeto é o analfabeto político, ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce à prostituta, o menor abandonado, o assaltante e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais".
      O que falar então das promessas não cumpridas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, prometendo que asfaltaria a BR 163, nas várias vezes em que aqui esteve? O que fala sobre isso o nosso ex-senador?
     Apenas por curiosidade, quem pode explicar sobre as emendas dos nossos parlamentares federais, destinando recursos a outros Estados da Federação nos últimos oitos anos? O que será que iremos achar quando fizermos uma coletânea dessas emendas? Qual empreiteira foi beneficiada? E qual Estado lucrou mais com a intermediação política?
      Pois é, quando a cabeça não pensa o corpo padece. As coisas estão tomando um rumo inesperado com o plano "B" do Pagot, em caso de frustração da candidatura ao cargo de diretor-geral do Dnit, dificultando os planos de reeleição do Prefeito Wilson Santos.
     O tiro saiu pela culatra, parece que a rixa pessoal do ex-senador vai frustrar os planos de seu partido na sucessão municipal. Acho importante a realização da sabatina do Pagot, quando terá ele, a oportunidade de se defender de tudo o que foi falado e escrito a seu respeito, trazendo a público à verdade dos fatos.
     Finalizando, coloco para reflexão, esta frase "na batalha da vida só vencem os fortes e, um homem forte sempre determina o seu destino".

Dejair Soares é ex-assessor do ex-senador Antero Paes de Barros

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

PT sob risco de não eleger ninguém

marcos viana 400 curtinha   Mesmo tendo cabeça de chapa para prefeito, no caso o ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva, o PT dificilmente elege um vereador em Cuiabá no pleito deste ano. A chapa de pré-candidatos proporcionais é fraquíssima. O "grande" nome do partido é da professora Edna...

Único da família Oliveira pra vereador

luluca 400 curtinha   Na queda-de-braço entre irmãos, venceu, por enquanto, Luiz Arthur Oliveira Ribeiro, o Luluca (foto), que será candidato a vereador pelo MDB em Cuiabá, carregando o espólio político da família Oliveira. Irmão de Luluca, o ex-vereador Leonardo Oliveira, que procurou e...

2 nomes do DEM avaliam desistência

ivan evangelista 400 curtinha   A chapa de pré-candidatos do DEM a vereador pela Capital corre risco de sofrer duas baixas consideráveis. Os ex-vereadores Ivan Evangelista (foto), que atuou na Câmara por 13 anos, e Leonardo Oliveira, por dois mandatos, podem vir a desistir do teste das urnas. Mas, por enqanto, ambos garantem...

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.