Últimas

Segunda-Feira, 07 de Maio de 2007, 08h:21 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EDUCAÇÃO

Antes da posse, Ságuas já responde pela Seduc

   Antes mesmo de empossar nesta segunda pela manhã o deputado licenciado Ságuas Moraes na pasta da Educação, o governador em exercício Silval Barbosa já o havia nomeado ao cargo. Desde este domingo, o petista responde pela Seduc, dona do maior orçamento da máquina estadual (R$ 740 milhões), com cerca de 30 mil servidores, 647 escolas nos 141 municípios e com aproximadamente 500 mil alunos matriculados.
  O Diário Oficial com data de sexta (4) traz também a nomeação da ex-adversária do governo Maggi, Vera Araújo, como secretária-adjunto Especial de Gestão de Pessoas. Ela substitui o ex-vice-governador Osvaldo Sobrinho, que estava no segundo escalão da Seduc desde o início do ano. Sobrinho deixa a pasta junto com Luiz Antônio Pagot, que agora será diretor-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit).
   Agora com dois cargos de visibilidade na administração, o PT sela de vez a aliança com o "rei da soja". Até então, fazia oposição ferrenha.
  O novo secretário Ságuas, que substitui Pagot, decidiu também exonerar o adjunto-administrativo e financeiro Yuri Bastos Jorge. Na vaga vai colocar o seu antigo assessor Antônio Carlos, que o acomapanha desde o período em que foi prefeito de Juína. A mudança será publicada até quarta no Diário Oficial.
  Ex-presidente da AMM, Ezequiel Ângelo da Fonseca será o único que continuará no segundo escalão na Seduc. Ele ocupa o cargo de adjunto de Estrutura Escolar. A secretária-adjunta de Política Educacional, Marta Maria Pontin, será substituída. Ságuas disse que ainda não definiu o nome para integrar a equipe.

Como fica o staff da Seduc

Secretário - Ságuas Moraes
Adjunto Especial de Gestão de Pessoas - Vera Araújo
Adjunto Administrativo e Financeiro - Antônio Carlos
Adjunto de Estrutura Escolar - Ezequiel Ângelo da Fonseca
Adjunta de Política Educacional - Marta Maria Pontin

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.