Últimas

Quarta-Feira, 28 de Outubro de 2009, 19h:11 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

CÁCERES

Apesar de dívidas, gestão Túlio tem R$ 9,2 mi em caixa


Demonstrativo emitido pela prefeitura entre os meses de janeiro e agosto comprova arrecadação

   Há 10 meses no cargo, o prefeito de Cáceres, Túlio Fontes (DEM), possui R$ 9,2 milhões em caixa, conforme o balanço do sistema Aplic do TCE-MT, alimentado pelos próprios gestores. De acordo com o levantamento, a prefeitura arrecadou R$ 50,2 milhões entre janeiro e agosto deste ano, enquanto as despesas neste período somaram R$ 40,9 milhões.

   A maior arrecadação foi registrada em junho e corresponde a R$ 9,4 milhões. A média, porém, é de R$ 5 milhões, montante acumulado em seis dos oito meses verificados. Em janeiro, primeiro mês da gestão Túlio Fontes, a prefeitura teve a menor arrecadação dos oito primeiros meses do ano. Entraram no caixa R$ 5,2 milhões, enquanto em agosto este montante subiu para R$ 5,7 milhões.

Prefeito Túlio Fontes (DEM)   As despesas do Executivo de Cáceres também giram em torno de R$ 5 milhões ao mês. Em junho, Túlio teve incremento na arrecadação, mas acumulou a maior despesa dos oito primeiros meses, chegando a R$ 7,3 milhões. No mês seguinte, os gastos caíram para R$ 6,5 milhões. No primeiro mês de mandato do democrata, esse montante foi de apenas R$ 2,2 milhões, apesar do valor empenhado ter sido de R$ 16,4 milhões.

   De janeiro a junho, a Prefeitura de Cáceres gastou R$ 16 milhões com folha de pagamento e encargos sociais. Com esse tipo de despesa, Túlio tem gastado R$ 2,8 milhões ao mês. Quando ele assumiu a prefeitura, os encargos com pessoal somavam R$ 2,7 milhões, mas caíram em fevereiro para R$ 2,2 milhões. As despesas com folha de pagamento voltaram a crescer progressivamente em março e abril, e nos meses de maio e julho foram de R$ 2,8 milhões cada.

   Durante os seis primeiros meses do ano, Túlio gastou R$ 466 mil com dívidas e juros, R$ 2,2 milhões com a amortização da dívida e R$ 10,4 milhões com outras despesas correntes. Ao todo, os investimentos chegaram a R$ 19,4 milhões.

   Túlio Fontes assumiu a prefeitura após a cassação do prefeito reeleito Ricardo Henry (PP), irmão do deputado federal Pedro Henry. O democrata herdou dívidas de R$ 7 milhões. (Andréa Haddad)


Tabela mostra que maior despesa da prefeitura aconteceu em junho e o menor gasto em janeiro deste ano
Fonte: TCE

Postar um novo comentário

Comentários (18)

  • LEANDRO XAVIER | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Em 2008 houve concurso para o Provimento de 751 por encomendação do TCE, no entanto o gestor Anterior não deu posse para ninguem, o Atual Prefeito chamou somente 130 aprovados depois de muitas manisfetações de nós aprovados.
    Nós aprovados reunimos e fizermos uma comissão para representar, entramos com com uma Ação Popular contra as Contrações irregulares e a Prefeitura manter cerca de 727 pessoas Contratadas tendo aprox. 500 aprovados em Concurso esperando ser convocado, a Administração argumenta que não tem Dinheiro para manter os Contratados.
    Mas conforme reportagem em Fevereiro a folha era é 2.200.000 e no meio do ano estava em R$ 2.800.000 tem algo errrado.
    Nós aprovados estamos acreditando na Justiça.

  • Magda Lopes Gouveia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com esse tanto de dinheiro em caixa, fico aqui me perguntando:
    por que a cidade ta esse lixo desde que ele assumiu??
    Por que ele não faz nada??
    Por que as ruas estão todas esburacadas??
    Por que a saude ta esse caos??
    Por que ele não fez o FIP??
    Por que ele ta demitindo servidores dizendo que não tem dinheiro??
    Só tenho uma resposta pra isso, mas não me arrisco dizer pra não ser processada

  • Flávio Pinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pois então, é bem curioso o demonstrativo apresentado, os secretários Sortica, Cezar e outros sempre afirmaram queda na arrecadação, afirmavam que literalmente a prefeitura estava quebrada. Parabéns ao Sr. Túlio Fontes. Agora como tem dinheiro em caixa solicito que a Administração convoque os Aprovados no Concurso Público Municipal Edital nº 001/2008, afinal são patrimônio do município e merecem desfrutar também das alegrias.

  • Robson André Morales | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É engraçado o Prefeito comemorando esse aumento da arrecadação e vive alegando para a população cacerense que não tem condições de efetivar os aprovados do último concurso desempregados e passando necessidade com sua família. Parabéns Senhor Túlio

  • pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o trem não é bem isso não hein? se fosse assim o atual prefeito tinha pago as dividas deixadas pelo ex-prefeito com a rede CEMAT a vistinha.
    o Ricardo Henry deixou uma dívida mostruosa com a CEMAT

  • Vagner Lins | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse pessoal que reclama da nomeação do concurso, devem esperar mais um pouco. Prá que gastar recursos públicos com mais funcionários???? Sabemos como trabalham muitos funcionários da prefeitura. Não vamos inchar mais a máquina. Tá funcionando razoavel a prefeitura. Acho que não devemos gastar dinheiro com pessoal. É só colocar os que já são funcionários e não trabalham, para trabalhar. Apoio o Túlio...não deve inchar a máquina administrativa, senão a conta vai sobrar para o povo.

  • Caroline O. S. | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Analisando os comentários, podemos concluir que a popularidade do atual prefeito, embora haja muito empenho da imprensa para promovê-lo, não está muito boa, especialmente daqueles aproximadamente 500 (quinhentos) aprovados no concurso público, pois mesmo quando tentam demonstrar vantagem ou avanço, se esbarram na insastifação da população local em vários sentidos. Preocupado ou não com isso, o atual Prefeito deveria pelo menos ser coerente em suas atitudes.
    Observem os senhores que o atual prefeito somente foi diplomado por determinação judicial, diante da cassação do prefeito anterior por ter contratado às vésperas da eleição e um pouco no período eleitoral cerca de mais 300 pessoas, se não me engano, ao invés de convocar os aprovados no concurso público edital nº 01/2008. Ressalta-se que a denúncia de contratação, ao invés de convocar os aprovados partiu do próprio atual prefeito, como é de conhecimento de todos. Imaginem os senhores que logo após a entrar em exercício, o atual Prefeito em reunião com a Comissão dos Aprovados no Concurso Público da Prefeitura de Cáceres, confressou que tentou anular o concurso público realizado, mas não encontrou nenhuma ilegalidade ou irregularidade, mesmo assim, explicou a dificuldade que a prefeitura enfrentava e se comprometeu a convocar uma lista, assim não o fez, e somente após muita luta da Comissão dos Aprovados convocou uns pingados.. Agoram pensem bem, como pode tentar cancelar o concurso que ele mesmo alegou em sua denúncia?! Por favor deixamos de lado pecuinhas políticas!! Se o concurso foi realizado com transparência, legalidade, e se tem dinheiro em caixa para manter mais de 700 (setecentos) contratados porque não chamar então ao menos metade dos aprovados que faltam que totalizam 250!!? Não se trata de inchar a máquina pública, ela já está inchada com 700 contratados!! Se trata de dar emprego a pessoas honradas que acreditaram na Administração local, seja quem fosse a autoridade competente, se o atual ou o antido prefeito, se trata de empregar pessoas humildes e que sedentas de trabalho com dignidade, que com certeza terão o maior prazer em servir à população.
    Respondendo ao comentário da Jussara Ramos, estas um pouco enganada, como bem disse o prazo do concurso ainda não acabou, mas está para acabar, afinal de contas já tem mais de um ano, e cada dia que passa o prazo diminui ainda mais. Além disso, o direito que os aprovados tem de ser chamados só é adquirido quando a administração contrata para a vaga oferecida no concurso, fora isso o prazo pode acabar sem que a prefeitura tenha obrigação de convocar. Ocorre que é difícil provar que a administração está contratando para os cargos vagos, ou seja, que não seja para vagas de afastamento, licenças, substituições e etc., porque se fosse fácil pode ter certeza que teriam mais de 500 mandados de segurança contra a prefeitura obrigando a convocação dos aprovados!! Por fim, o movimento dos aprovados no concurso de Cáceres não tem relação alguma com a política, não adota nem defende prefeito tal, ou prefeito qual, apenas lutam para trabalhar no cargo que justa, honrada e arduamente conquistaram, numa cidade pobre que não oferece oportunidade de emprego, para ter o mínimo de dignidade!!

  • Flávio Pinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr. Vagner Lins, concordo com o sr. no ponto de vista com relação a produção funcional na prefeitura, os servidores devem sim fazer jus aos dividendos que recebem, atendendo a população com educação, cordialidade e competência, acredito também que os aprovados, somente aprovados em concurso público devem trabalhar nas esferas públicas. Pois assim teremos um verdadeiro serviço público prestado, com qualidade, respeito, compromisso, ética e competência, a população merece !

  • Jussara ramos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Observo que o atual prefeito Tulio Fonte assumiu a prefeitura com muitas dividas e está tentando arrumar a casa para convocar os aprovados. Olhando este artigo e outras puplicações ele colocou a folha de pagamento dos funcionários em dias e está pagando contas deixadas da gestão passada. Então acho que devemos ter calma pos temos o nosso direito a posse garntido pela Lei 8.437/92 Art 4º lembrando que o prazo ainda não se aspirou .





  • joege Augusto de Almeida | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Bom dia, Estou Indignado, será que a atual adm deixou de aplicar, só pra chegar no final do ano e dizer a todos que fechou o ano com milhões em caixa???? será que esse é o modelo de Adm Pública??? SAempre diziam que a PMC estava quebrada e agora aparece esse volume de dinheiro, com ruas cheio de buracos, estradas sem arrrumar, concursados sem ser chamados e o pior a chuva chegou e com certeza ficaremos òrfos de tudo>>> é uma pena Cacerenses>>>>

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

DEM é "suprapartidário" em Cuiabá

wilson santos, 400 curtinha   Para uns, o DEM de Cuiabá se tornou "suprapartidário". Para outros, um partido de aluguel. Além de não ter cabeça de chapa para prefeito, o partido do governador Mauro e dos irmãos Júlio e Jayme Campos enfrenta uma situação inusitada de concorrentes...

Diretório do Podemos-VG dissolvido

mara podemos curtinha 400   A direção estadual do Podemos, sob o deputado José Medeiros, destituiu o diretório municipal de Várzea Grande e anulou o encaminhamento para apoio a Kalil Baracat a prefeito. Agora sob comando provisório da professora Wilcimara Carnelós, a Mara (foto), que está na...

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.