Últimas

Sábado, 05 de Janeiro de 2008, 11h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

ARTICULAÇÃO

Após 2 derrotas, advogado disputará a vereador

Advogado Félix Marques, um dos pré-candidatos do PC do B Em 2002, Félix defendeu criação de metrô de superfície em Cuiabá e agora quer transformar a Univag, atolada em dívidas, na Universidade Federal do Meio Ambiente

    Ele já esteve na extrema direita e hoje atua na esquerda radical. Nas eleições deste ano vai disputar cadeira de vereador por Cuiabá e já está elaborando um projeto que pouco tem a ver com a missão de um parlamentar na Capital. O advogado Félix Marques, primo do juiz assassinado em 1999 Leopoldino Marques do Amaral, adianta que será candidato nas urnas de 5 de outubro. Hoje ele está filiado ao PC do B, pelo qual começou a atuar ainda no movimento estudantil em Campinas (SP), enquanto acadêmico de Direito.

    Em 2002, Félix Marques foi candidato a deputado federal pelo então PPB (hoje PP). Teve votação decepcionante: 993 votos. Durante aquela campanha ele fez barulho com um projeto em defesa da construção de um metrô de superfície em Cuiabá, com duas linhas - uma ligando o Pedra 90 ao Santa Rosa e, a outra, do CPA a Várzea Grande. "Esse projeto é um sonho possível. Tem cidade menor que Cuiabá que possui metrô, como Recife", argumenta o pré-candidato.

   Em 2006, já de volta ao PC do B, o advogado concorre, sem êxito, à primeira-suplência ao Senado na chapa encabeçada pela também comunista Janete Carvalho.

    Agora, Félix Marques volta a montar novas estratégias políticas. Quer ser vereador. E qual vai ser o seu principal projeto a ser apresentado no horário eleitoral na campanha? Ele explica que defenderá que a Universidade de Várzea Grande (Univag) deixe de ser privada para se tornar uma instituição do governo federal com o nome de Universidade Federal do Meio Ambiente. "Mato Grosso é um Estado que faz parte da Amazônia e poderia mostrar preocupação como o meio ambiente criando essa universidade", comenta Félix, para quem o governador Blairo Maggi poderia ser o idealizador do projeto junto ao governo do presidente Lula.

  Segundo ele, a Univag deve mais de R$ 100 milhões à União e não possui bens à penhora. "Quero levar essa proposta ao presidente Lula. Vou fazer um dossiê sobre a situação da Univag para mostrar que para o governo federal seria interessante sob todos os aspectos transformar a Univag na universidade pública". Félix até "viaja" no tempo. Revela ser amigo de Lula e do ex-ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, há vários anos. "Eu sou amigo do presidente e também do Zé Dirceu. Militamos juntos. Tenho aproximação com eles", destaca, ao acrescentar, em seguida, que Lula é o presidente que mais construiu universidades no país.

   Perguntado se esse seria papel de vereador por Cuiabá, Félix Marques tenta justificar o projeto. "Imagine o quanto não seria bom para a Baixada Cuiabana e para a Amazônia a gente ter aqui uma Universidade Federal do Meio Ambiente".

    O advogado que sonha com cargo eletivo até escreveu um artigo em defesa desse novo projeto. Está postado logo acima, na seção Artigos, sob o título "Blairo, Brasil e o Planeta Terra". Confira.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • pedro henrique mesquita junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Drº Félix, eu tinha um dever até moral para pronunciar sobre este advogado cidadão. Na juventude tive o apoio juridico do dr felix que nada cobrou pelo seu trabalho, virei admirador da sua conduta em favor da sociedade. Hoje, sou profissional com certo renome na sociedade, e não esqueço o favor que o ilustre advogado me prestou. Apoio sua iniciativa em favor de transformar a Univag em Universidade do meio Ambiente, pois todos sabemos as inúmeras dificuldades que a Univag vêm tendo para pagar os salários dos seus funcionários, notadamente dos professores. Tenho um amigo, professor doutor de altíssima qualidade acadêmica que simplesmente demitiu-se desta universidade para dar aulas no rio grande do sul, embora a sua vontade era continuar nesta terra, onde fez muitos amigos. Existem muitos outros casos que revelam essa situação caótica que vive a univag, no entanto, o projeto do dr felix dá uma solução plausível para manter aquela grande estrutura universitária, e principalmente com atuação a uma área tão estratégica para o Estado como é o meio ambiente, hoje tão problemático, com acusações serissimas de falta de gestão governamental.

  • Leandro Momente | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Apenas para constar!
    A cidade de Recife tem uma população estimada de 1.422.905 habitantes e o seu entorno ultrapassa 2.800.000 habitantes ...
    enquanto, segundo o censo 2007 do IBGE, a população de Cuiabá é de quase 530 mil habitantes e a população do entorno ultrapassa os 750 mil habitantes.

    De fato, Cuiabá é 'muito maior' que Recife ... para se fazer necessário uma construção de Metrô ...

  • pablo rodrigo silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caro Romilson, mais uma vez vejo um equivoco do seu blog, em falar mal da esquerda, do PCdoB.
    Dizer que o PCdoB é esquerda radical(neste tom que colocou) é um ataque não só a luta popular mais ideológica.
    Mas os comunistas do PCdoB de certo e com orgulho são radicais, radicais sim, mas sectários nunca...nós sempre radicalizamos nos princípios e flexibilizamos nas táticas, pois o PCdoB nasceu e existe como necessidade objetiva das lutas sociais no Brasil. Quando foi preciso pegar em armas pegamos(como na guerrilha heróica do Araguaia), quando é preciso ocupar ruas, avenidas e praças ocupamos, isso demonstra a nossa flexibilização nas táticas, e radicalizamos nos princípios, como a democracia, quando os reacionários do nosso país tentaram impor a clausula de barreira, que é antidemocratica-pois se o deputado do partido q não alcançasse os 5% não poderia ser votado, mas poderia votar, demonstrando a face mais reacionária desta lei- como a distribuição das riquezas para o povo- já q a elaboração das riquezas é coletiva, e porque a distribuição é restrita-
    Por tanto não é com ataques e desprezo que vocês vão ganhar...aliás, vocês insistem em dizer que isso é o fim da história, que é isso mesmo e não tem como mudar, que o socialismo morreu, etc e tal. MAS então porque nós o incomodamos tanto, vocês não dizem que estamos mortos...é caro Romilson, mais uma vez vocês se contradizem, afinal o capitalismo é contraditório...só lhe peço mais maturidade na hora das colocações...ou será que o seu blog já é filiado ao PIG(Partido da Imprensa Golpista)

  • Eduardo Dias cavalcante | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Dr Felix está com boa intenção para o pleito de 2008,mesmo sabendo que a prioridade do PCdoB é a candidatura da prof.Janete Carvalho,ela que virou o símbolo do partido em Mato Grosso, após ter mais de 190 mil votos para o senado.Os velhos Comunstas sabem o quanto é dificil eleger um(a) vereador aqui na Capital,mais com as chanches remotas apostam na Prof.Janete.

  • João Batista Barbosa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A estatização da UNIVAG, ante a informação da dívida de mais de R$ 100 milhões à União e que não possui bens à penhora, proposta gestada na a esquina de encontro do velho pensamento da extrema esquerda com a extrema direita, para beneficiar alguns poucos, com a socialização do prejuízo do insucesso empresarial dos donos da instituição de ensino – sem qualquer referência ao enriquecimento destes – é uma brincadeira de gosto duvidoso e uma grande falta de respeito aos eleitorado cuiabano. Se em 2002, quando candidato federal pelo então PPB Malufista, teve votação de 993 votos, merece o autor da proposta em 2008, bem menos que 10% dos votos de então – não mais que 99 votos!!!

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...