Últimas

Sexta-Feira, 11 de Maio de 2007, 07h:38 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

SEGURANÇA PÚBLICA

Após Brito, Rabello ataca agora comando-geral

Fernando Ordakowski
Pré-candidato
a prefeito diz
que coronel
Adaildon
está sob
investigação e
o chama de
despreparado
e arbitrário

     Em pré-campanha à Prefeitura de Cuiabá, o apresentador de TV e deputado Walter Rabello (PMDB) passou a atirar para todos os lados. Depois dos ataques sistemáticos ao secretário de Justiça e Segurança Pública, ele mira na mesma direção, mas escolhendo agora como alvo o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Adaildon Evaristo de Maraes Costa. Disse que o coronel está tomando decisões arbitrárias, demonstra despreparado para o cargo e garante que a tropa está revoltada.
   Da tribuna da Assembléia, Rabello afirmou que existe mais uma sindicância instaurada para apurar denúncia de desvio por parte do coronel PM e reclamou por não ter conseguido acesso aos autos. Pediu apoio da Mesa Diretora, no sentido de encaminhar um requerimento à Corregedoria da PM, em nome do Legislativo, para poder saber o resultado da apuração da denúncia.
   Rabello disse que foi maltratado pelo comandante-geral, que avisou só atendê-lo mediante pedido oficial da Assembléia. "Houve uma denúncia e eu, enquanto presidente da Comissão de Segurança (da Assembléia), fui lá (na Corregedoria) para saber o que está na sindicância, que já foi concluída". O deputado e pré-candidato observou que nessa sindicância não existe sigilo de Justiça e, mesmo assim, o acesso a ela lhe foi negado. Observou que o coronel Adaildon enfrenta uma outra investigação (sindicância 091) aberta no período em que foi comandante em Rondonópolis.
   "Eu tenho que estar preocupado com quem está comandando a PM. Há indícios de que ele (Adaildon) tem conhecimento do massacre que está acontecendo no Vale do Araguaia, onde trabalhadores estão sendo amarrados até de cabeça para baixo. Onde há fumaça há fogo. E aí não tem fumaça não, tem nevoeiro! Temos que saber em que pé está a segurança, principalmente em relação a esse comandante-geral", disse Walter Rabello, da tribuna.

    Perfil

    Numa mistura de Sílvio Santos com Ratinho, Walter Rabello (PMDB) vem transformando em palanque eleitoral o seu programa "Olho Vivo na Cidade", apresentado diariamente na TV Cidade (afiliada do SBT). Na linha do populismo, ele xinga, elogia, constrange e faz propaganda política de forma escancarada, ao arrepio da legislação eleitoral.
    Assume para si atribuições que são do poder público. Promete de tudo, desde esmola à construção de casas e até solução nos casos de conflitos jurídicos. Acabou se ganhando respaldo popular. Se as eleições fossem hoje, Walter Rabello seria prefeito de Cuiabá.

Postar um novo comentário

Comentários (19)

  • Carlos Roberto de Aguiar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O apresentador ao continuar com esta perseguição barata aos orgãos de segurança, está contribuindo para a insegurança, pois isto reflete na tropa que ao ver seus comandantes acuados, param de trabalhar, o que o festeiro deputado está fazendo é dar rasteira em sapo, pois até o governador já provou que é inimigo da tropa, ficar procurando picuinhas é coisa prá otario ver; O deputado devia sim é formar uma fôrça tarefa com alguns deputados e colocar as cartas na mesa com o governador, mas antes desenvolver um estudo para verificar e detectar os problemas e as soluções necessárias para a segurança, pois o comandante maximo da PM, não é o Cel. Adailton e sim o Governador do Estado, e se a segurança do Estado vai mal a culpa é do Governador.

  • Paulo Rogério | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O populismo do Rabello so existe devido a falta da presença das ações de assistencialismo por parte do público, tanto a nível municipal, estadual e federal, para a população carente de nossa sociedade.

  • Carlos roberto da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sem dúvida, há que se reconhecer a falta de segurança publica imposta pelo governo, notadamente, pela infeliz escolha de carlos brito e esse coronel de gabinete.
    realmente, quando é que esse coronel trabalhou em sua vida, somente conhece o conforto dos gabinetes do TJ, onde por lá esteve por muito tempo. Sem falar de carlos brito, que nada conhece do sistema de segurança pública. volto a repetir, esse cargo deveria ser exercido por pessoa técnica, que conhece a realidade e que tenha respeito e autoridade. Mudança de secretario tem que ocorrer de imediato. o governador vai pagar por essa escolha quando disputar sua próxima eleição, aí sim, prato cheio para a oposiçao.

  • josimar Neves santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A exemplo de Alborguetti (no Paraná), tantos outros apresentadores de TV (agora tem um tal de Walter Arruda, presidente de uma união de bairros), Walater Rabello é mais um demagogo, oportunista e megalomaníaco que polui a TV e dissemina a desgraça como forma de angariar popularidade. Aponta com dedo sujo os erros alheios, esquece-se do seu passado, promete o que não lhe é de competência e acha-se nop direito de agredir moralmente qualquer pessoa. Como advogado, deveriam (e outros também) proibir a exposição de acusados na TV. Nos EUA, Canadá e Europa, programas policiais sãoa proibidos de expor suspeitos na TV, a eles só aparecem depois de cpondenados. No caso de Walter, é uma pena uma legião de ignorantes endeusar um homem com quase nenhuma qualidade. É tudo populismo, conversa fiada e oportnismo.

  • orivaldo siqueira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É lamentavel que até o presente o Tribunal Regional Eleitoral de Mt, ainda não se manifestou c/respeito a essa politico (WALTER RABELLO), que se aproveita do instrumento de impressa televisonada,da qual ele é apresentador p/fazer sua demagogia barata.Esta na hora da nossa sociedade manifestar-se também contra estes aproveitadores, excluindo-os do ról dos politicos sérios, que infelizmente são mtos poucos, abstendo-se na hora do voto de eleger pessoas demagogas c/esse deputado.

  • Romeu | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É lamentável um cidadãozinho como esse Walter Rabello achar que é o bom da boca.Tem que tirar esse programa do AR.Com a palavra TRE.

  • Elvira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse cidadão Walter Rabello como todos sabem está usando o programa de televisão para se promover. E é claro que a tática dele é falar mal do secretário de Justiça; do Comandante Geral da PM e do Governador. Mas vc se esquece Walter Rabello de olhar para si mesmo, e continua com essa perseguição barata contra as pessoas acima citada.Não assisto o seu programa pois não tem cultura e nem informação nenhuma. Vc só sabe se auto promover com a desgraça alheia, já ouvi casos de pessoas que vão pedir sua ajuda fora do seu programa e vc caro Walter Rabello não as atende manda irem ao seu programa fazer circo, chorar, espernear chamar a atenção do povo, é claro do povo mais humilde que acredita que vc faz alguma coisa por eles, pois o seu programa é um circo e como circo vc faz palhaçada para se promover. Preste Atenção! E essas lágrimas derramadas, afff tudo mentira. E finalizando antes de qualquer coisa sr. Walter Rabello vai buscar informações serias que valem a pena assistir o seu programa...

  • Roosevelt Alves Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Não concordo e nunca concordarei com esta forma desonesta de fazer politica barata deste cidadão Valter Rabelo, o TRE, de
    veria agir com urgência em tirar este sujeito da televisão.
    Vejo até de forma presunçosa e tendenciosa, no final da matéria este site dizer q se as eleições fossem, hoje ele seria eleito, pois a população está de olho em oportunistas como estes, e sabe bem q ele não está e nunca estará apto intelectualmente para administrar uma capital do porte de Cbá.
    É óbvio que quando a campanha começar e se ele realmente tiver coragem de sair candidato a prefeito, seus adversários logo encontrarão uns podresinhos dele para jogar no ventilador e finalmente assistiremos este baluarte da moralidade quedar-se inerte ao solo.

  • Maurilio Cruz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    è discarado, o populismo, deste parlamentar, infelismente este tipo de politico, eh o q mais tem no brasil.
    Esculacha, kem ele achar k deve, so no 'achismo'não tem embasamento nenhum.
    Agora misturou tudo,cantor,apresentador,marreteiro de carros ,deputado,ker a prefeitura,e diz q ainda tem audiencia......
    eta 'povinho'....
    ele devia respeitar as instituiçoes, como deputado,pois ele trata o sec de segurança, e seus colaboradores como facinoras...
    Não votem nele!

  • pedro noronha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Walter rabello , Wilson Santos, Sergio Ricardo, Maksuês Leite são todos iguais. DEMAGOGOS e POPULISTA! Pobre Cuiaba!!!!

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.