Últimas

Terça-Feira, 18 de Setembro de 2007, 19h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

SENADO

Após conflitos, votação é adiada para esta 4ª

    Após ataques e defesas em meio às discussões tensas sobre a resolução que nomeia Luiz Antonio Pagot para o Dnit, o presidente do Senado, Renan Calheiros encerrou a sessão por falta de quórum. Com isso, ficou para esta quarta a apreciação, em plenário, do pedido. O assunto foi debatido por mais de três horas até ser colocado em votação por Renan. Eram necessários ao menos 41 votos, mas somente 38 foram computados.

     O adiamento da votação pode deixar novas brechas para que a oposição faça investida para impedir que Pagot assuma o Dnit. O senador Mario Couto (PSDB-PA) foi quem mais insistiu no adiamento da votação, sob o argumento de que Pagot cometeu crime ao  trabalhar no Senado de 1994 a 2002, e, no mesmo período, na Hermasa Navegação da Amazônia, com sede em Itacoatiara (AM). Couto chegou a sugerir que o ex-secretário do governo Blairo Maggi devolvesse os R$ 428 mil recebidos do Senado que, segundo o parlamentar, foram de forma ilegal.

    O relator do processo de nomeação de Pagot, senador Jaime Campos (DEM), respondeu que Pagot desempenhou bem suas funções e que declarou seus rendimentos corretamente. A estratégia da oposição é postergar ao máximo a aprovação de Pagot em plenário. Portanto, continua o calvário que já dura seis meses. (Simone Alves - RDNews)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Plinio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    eta novelinha dificil. E o pior que o homem não desiste. Assisti a sessão pela tc e vi que há dcumentos que comprovam seu ato ilícito de receber como fantasma. E o sen. jaime fica tentando falar que foi tudo legal. Oras, o parecer da procuradoria foi claro ao dizer que ele deveria ter optado pelo salário.
    Que vergonha para esse Pagot. O Brasil inteiro sabendo de sua falcatrua em receber salários sem trabalhar. Se passar amanhã no Senado, vai chegar no Dnit arranhado, sem credibilidade, e motivo da oposição estar atennto à realmente coibir seus verdadeiros objetivos no dnit, que é claro, beneficiar muito o grupo Amaggi, propiciando meios de asfaltar as estradas onde Blairro tem terras e planta soja, destruindo as nossas florestas.
    Se a lei vale para todos, então está certo os senadores que obstruiram essa votação: Primeiro façam devolver indevidamente o dinheiro recebido. Aí, fica arranhado porque é uma pessoa fácil de se corromper, praticar atos ilícitos, como foi no senado recebendo salários sem trabalhar, enquanto que um pobre brasileiro trabalha 30 dias no duro para ganhar míseros 380,00. É uma vergonha esse indicado do grupo Amaggi.

  • PAULO ROBERTO COSTA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESSE APOIO TRAIÇOEIRO DE JAIME, JONAS E SERYS PARA O RENAN RESULTOU NESSE ACORDO DA VOTAÇÃO DO PAGOT. AGORA É PRIORIDADE O RENAN CUMPRIR O ACORDO. AMANHÃ A MATÉRIA ENTRA EM PAUTA.

  • marcela | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Plínio está certo, se fosse a pessoa ética e correta que imagina ser, o funcionário da Amaggi, sr. Pagot deveria tomar a iniciativa de devolver o dinheiro recebido sem trabalhar. Afinal, o dinheiro é público, foi o povo que "pagô".

  • Pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ...vamos cair na reau! A menoria da Botina não tem apoio se quer do próprio partido...projeto de fazer do Estado um grande latifundio da soja não cola!!!

  • maria antonieta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estamos constrangidos.O nosso municipio sempre teve tradição politica...agora temos um governador que só se preocupa com seus negocios,deixando de lado a educação,saúde,o social.Essa insistência em nomear um meliante como o PAGOT,comprovadamente meliante constrange o povo matogrossense.É melhor o senhor governador deixar o seu cargo e deixar quem tem interesse no progresso do Estado trabalhar....fora Blairo...fora Pagot....

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...

Sema reabre os parques em Cuiabá

mauren lazzaretti sema 400   Fechados desde 1º de abril, em obediência às regras de decreto municipal, que suspendiam as atividades coletivas, os parques estaduais urbanos de Cuiabá reabrem nesta segunda (19) para utilização pelo público. Será possível acessar as tradicionais trilhas...

Pilha em Jayme pra disputar o Governo

jayme campos 400   Mesmo sabendo que Jayme Campos (foto) não entra em disputa onde percebe dificuldades para vencê-la e militando no mesmo partido de Mauro Mendes, o DEM, algumas lideranças políticas têm instigado o senador a se lançar ao governo estadual. Para tentar convencer Jayme, lançam...

MAIS LIDAS