Últimas

Quinta-Feira, 13 de Novembro de 2008, 18h:25 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

EDUCAÇÃO

Após derrota, ex-opositora volta à gestão Maggi


Ex-deputada Vera, feliz com Maggi, retorna ao 2º escalão 

  A petista derrotada nas urnas à vice-prefeita de Cuiabá, Vera Lúcia Pereira Araújo, a professora Verinha, está de volta ao segundo escalão do governo Blairo Maggi. Sua nomeação oficial saiu nesta quinta. Ele reassume o cargo de secretária-adjunta de Gestão de Políticas Institucionais de Pessoal na pasta conduzida por outro petista, o deputado estadual licenciado Ságuas Moraes.

   Verinha fez barulho na campanha como vice de Mauro Mendes. A chapa obteve 39,5% dos votos válidos e perdeu no segundo turno para o tucano Wilson Santos, reeleito com 60,5% dos votos válidos. Santos tem como vice o empresário e deputado estadual Chico Galindo (PTB).

   A petista apresenta uma trajetória marcada por posições contraditórias. Após vários anos à frente da subsede do Sintep de Cuiabá, Verinha se elege vereadora. Em 2002 concorre à deputada e consegue se eleger. Quatro anos depois tenta novo mandato e é rejeitada nas urnas. Enquanto estava na Assembléia, era opositora dura ao governo Blairo Maggi.

   Após o pleito de 2006, do qual saiu derrotada, Verinha passa a se articular em defesa da aproximação do PT com o governo Maggi, o qual criticava. Com desculpas de que o presidente Lula tem Maggi como parceiro, petistas caíram nos braços do "rei da soja" e "abocanharam" a Educação, maior pasta da estrutura da máquina do Estado. Ságuas vira secretário e abre vaga na Assembléia para o suplente Alexandre César, outro então ferrenho adversário do governador, tanto que o enfrentou nas urnas em 2002. Nesse acordão, Verinha é contemplada com cargo de secretária-adjunta, com salário superior a R$ 6 mil.

   Em junho, enquanto os partidos "batiam cabeça" para definição de candidaturas, Verinha pediu afastamento do cargo da Educação. Foi o sinal claro de que seria candidata, vindo a atropelar o projeto de um grupo de petistas, que desejavam candidatura própria. Sob interferências das cúpulas estadual e nacional, o PT fecha aliança com PR. Nem todos absorveram a coligação e o resultado das urnas consolidou novo mandato ao tucano Wilson Santos. Mesmo assim, Verinha "salvou" a pele. Não precisou voltar à sala-de-aula para receber menos de R$ 2 mil mensais. Percebeu ser mais cômodo e vantajoso ser aliada. Para Verinha, oposição nunca mais.

Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • Ricardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Vanilse Terezinha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É Verinha! Para te entender, acho que vale alguns trechos de uma música de Chico Buarque de Hollanda, a seguir:
    Quem te viu quem te vê
    quem não a conhece não pode mais ver pra crer quem jamais esquece não pode reconhecer.

    Mas não sei bem com certeza quando foi um belo dia
    Quem brincava de princesa acostumou na fantasia...

  • PEDRO ANTONIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SOU PROFESSOR DA REDE ESTADUAL E SIMPATIZANTE DO PT, MAIS DEPOIS DA UNIÃO DO PTISMO COM O PESSOAL DO MOTOSSERA DE OURO ESSA PROFESSORA NÃO GANHA MAIS NEM PARA PORTEIRO DE CEMITÉRIO. QUE DIGA O MAURO MENDES, FOI ALIAR-SE A VERINHA, AO LOTERO.....ETC, COITADO, DEU O QUE DEU, SÓ 60670 VOTOS DE DIFERENÇA.

  • ANNA DE ASSIS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Votar em Verinha também, NUNCA MAIS!

  • OLÍVIA MARIA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa ai vai continuar mamando nos cofres públicos...[e ruim de serviço...só faz alguma coisa qdo é oposição, pois fica reclamando do salário..agora que é situação nem isso ela fará...TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA....E já votei nessa ai...cruzes!!!!!!!!!!!!!

  • Zeca da Colina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa coisa formada na UFMT/Roo é mais uma que gosta de uma boquinha.Claro,é PT.......

  • suzana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gostaria de lembrar que Brizola engoliu o sapo barbudo e após até integrou chapa com o mesmo e, depois, voltou a ser oposição.
    O que criticamos na companheira Vera é que seria um ótimo nome para a disputa majoritária na capital e, apesar de não ter querido concorrer, desceu de para-quedas como vice de Mauro Mendes sem o respaldo de um voto sequer das prévias partidaria, apenas das direçoes Estadual e municipal do PT.

  • Marcos Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ao ler os comentários pude perceber que o PT - Partido dos Trabalhadores, no Estado de Mato Grosso perdeu a sua IDENTIDADE POLITICA, de EXISTIR, ou seja, conhecido outrora como um partido que surgiu para defender as Classes dos Trabalhadores e na verdade, percebo em seus quadros muito oportunismos e mais alguma coisa ... tão somente.

    Pois bem, aqui no Estado, leiam em Cuiabá e Rondonópolis ficou evidenciado que seus membros partidários nesses dois últimos pleitos Municipais, procuraram em primeiro lugar agradarem aos seus interesses particulares, para depois os outros interesses ... e nada mais ?

    Vejam as coligações em que PT, se submeteram e fizeram ?



  • Vanilse Terezinha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É Verinha! Acho que posso entender a sua situação, a partir de alguns trechos da letra de uma música de Chico Buarque de Hollanda, a seguir:
    Quem te viu quem te vê
    Quem não a conhece não pode mais ver pra crer
    Quem jamais esquece não pode reconhecer

    Mas não sei bem com certeza quando foi um belo dia
    Quem brincava de princesa acostumou na fantasia...
    Hehehehe

  • FLAVIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Isso é grave. O correto é a Verinha voltar para a sala de aula e enfrentar as mesmas dificuldades de milhares de professores no duro dia-a-dia. Esse tipo de privilégio para político derrotado precisa acabar. São atitudes como essa que macula a credibilidade do Adminis,mtrador Público e desmotiva servidores que trabalham. Nota ZERO para a nomeada e para quem a nomeou.

    ÊTA PT. QUEM TE VIU, QUE TE VÊ.

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

juca 400 curtinha A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O...