Últimas

Segunda-Feira, 01 de Junho de 2009, 15h:08 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

EXECUTIVO

Após derrota, Sachetti vai para o 1º escalão de Maggi

   Após sete meses da derrota sofrida nas urnas em Rondonópolis, o ex-prefeito Adilton Sachetti (PR), foi "acolhido" pelo governador Blairo Maggi (PR), que havia investido todas as fichas na reeleição do republicano no pleito do ano passado. Agora, Sachetti responde como secretário extraordinário de Apoio e Acompanhamento às Políticas Ambientais e Fundiárias (Seapafu). O ex-prefeito, que é presidente do diretório do PR de Rondonópolis e irmão do presidente estadual da sigla Moiséis Sachetti, saiu derrotado em 2008 pelo atual prefeito Zé do Pátio (PMDB).

   Mesmo com o apoio do governador, que tem o seu principal “curral eleitoral” no terceiro maior município do Estado e com a máquina pública nas mãos, o republicano obteve 45,1% dos votos, enquanto o peemedebista "abocanhou" 49,7%. Inconformado com a derrota, o republicano “bateu” duro em Pátio.  Acusou o prefeito eleito de crimes eleitorais e exigiu a cassação de Pátio. A briga tomou proporções astronômicas e chegou a provocar um “racha” na aliança de republicanos e peemedebistas.

    Maggi encabeçou o grupo que defendia Sachetti, enquanto o cacique do PMDB, Carlos Bezerra sustentava que a turma da botina não sabe perder . Sete meses depois o clima é de harmonia e tanto o PMDB quanto o PR “namoram” a possibilidade de lançar a candidatura do vice-governador Silval Barbosa (PMDB) ao Palácio Paiaguás. Adilton, que se manteve afastado dos holofotes, volta a ganhar destaque. Ele é um dos nomes lembrados para o cargo de deputado federal nas eleições de 2010. (Patrícia Sanches)   

(19h30) - Sachetti assume e "rasga" elogios às políticas ambientais da gestão Maggi

Adilton Sachetti   O governador Blairo Maggi (PR) empossou, na tarde desta segunda (1º), o ex-prefeito de Rondonópolis, Adilton Sachetti (PR), no cargo de secretário extraordinário de Apoio e Acompanhamento às Políticas Ambientais e Fundiárias (Seapafu). A solenidade ocorreu no plenário Clovis Vettorato, no Palácio Paiaguás. À platéia lotada de parentes, amigos e correligionários de Rondonópois, Sachetti "rasgou" elogios a Maggi, aliado político de primeira hora. "Vamos mostrar ao resto do país que Mato Grosso tem, sim, políticas públicas voltadas para o Meio Ambiente", disse.

   Segundo ele, Maggi foi extremamente criticado ao assumir o cargo pela imprensa nacional, mas conseguiu reverter o desgaste na área de Meio Ambiente. "É incrível o tanto que se bateu neste Estado e como as coisas ficaram melhores com as políticas do governador Blairo Maggi", avaliou. Segundo ele, em comparação com os demais Estados, Mato Grosso tem excelentes políticas voltadas à preservação. "Se compararmos nosso Estado com qualquer outra, vamos constatar que as melhores políticas são as realizadas em Mato Grosso".

   Sachetti reconheceu, por outro lado, que o Estado conta com elevado passivo ambiental. "Sabemos que este passivo é grande, mas vamos diminuí-lo. Trata-se de um desafio, mas a nossa vida é feita de desafios. Vim para somar junto com as equipes da Sema e do Ibama", disse. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    toma vergooooooonha adilton!!!!!!!!!!

  • Berinho Donato | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Todo derrotado, fracassado, que já provou ser ruim de serviço quer se aproximar do governador Maggi.
    O bajulador Sachetti, Silval, Carlos Brito, entre outros. Só está faltando o Roberto França, o Rabello...
    Mas o Blairo não é bobo. Só agora entendi por que ele vai se afastar por um tempo da política. É para deixar esses puxa-sacos quebrarem a cara. Valeu, governador!

  • edmilson a fonseca | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    olha adilton fico feliz em ver vc de volta a vida publica agora tem uma turminha ai q nao gosta de trab q ja estao comedo do seu geito duro de trab manda logo seu recado quem nao quer trab pode passa no r h e pegar seus direito kkkkkk parabens ha como todos nos rondonopolitano estao sentindo saudade da sua administracao mas
    como diz o povo tem o governante q merece faca a diferenca ai nessa sec q ja estava precisando
    ha sua candidatura a dep federal ja esta na rua eu so seu cabo eleitoral ja tenho ate o numero seu 2222 esse e bom vamos comecar essa guerra fica com deus um abraco e q deus ilumine vc nesse novo desafio valeuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu
    adilton sachetyyyyyyyyyyy huuuuuuuuuuuruuuuuuuuuuuuuuuuukkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • alberto luis de figueiredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha, até que creio que blairo maggi é um governante sério, que deseja acertar, mas, na área ambiental é uma sucessão de equivocos, um atrás do outro, no mínimo muito mal assessorado neste setor, senão vejamos: se existe a sema, secretaria de estado do meio ambiente, que dentre outras atribuições possui a de formular e executar a politica ambiental do Estado, então, por qual razão se cria uma secretaria extraordinária com os mesmos objetivos que os da sema?
    Blairo, nossas criticas são construtivas, e sei que vossa excelência é um democrata, portanto, não seria mais fácil distituir o atual titular da sema, que até agora também não justificou sua nomeação - aliás, esse cidadão só lhe fez passar vexame como a questão do motosserra de ouro, a crise com o inpe sobre os dados do desmatamento, etc. - do que criar uma outra secretaria com a mesma atribuição? Isso pega mal para sua administração maggi, muita gente irão critica-lo por gastar dinheiro público sem necessidade técnica, e outros vão dizer que o seu governo é para amigos, e outros vão dizer que meio ambiente é só marketing, enfim, sem interesse prático de cumprir a agenda ambiental pelo desenvolvimento sustentável.
    Uma coisa eu diria com convicção, meu caro governador blairo maggi, o senhor é uma pessoa de bem, e precisa urgentemente melhorar sua assessoria nesta área, que só têm alimentado desgastes para a sua gestão, e não é criando uma secretaria extraordinária e nomeando alguém com pouco conhecimento da área ambiental, é que vai conseguir superar seus sérios equivocos nesta área, e que lhe têm trazido muitos desgastes, inclusive com a mídia nacional e internacional. pense nisso!

  • Mario | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É o homem certo para o lugar certo. O governador sempre quis uma pessoa de sua confiança na Sema mas não teve coragem (ou motivos) para sbstituir o Dadegan. Já que precisava arranjar uma boquinha pro gaúcho então que vá vigiar o trabho dos outros. taí tchê! Divirta-se gurí.

  • CARLOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • jmarcio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    é isso que da esse familiarismo do maggi.
    porque vc nao volta pra suas fazendas um... ja estao todas quebradas e vcs colocaram no nome do seus filhos.
    a assim nao vale

  • Antonio Ferreira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse GOVERNADOR é amigão mesmo hein ... mexeu até arruma uma BOQUINHA pro companheiro de tradição né ... se não dá em Rondonipolis tem de dar em Cuiaba né ... kkkkkkk só rindo mesmo !!!!

  • Alvaro Sebastian | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Até que enfim vão colocar esse senhor para trabalhar - resta saber se ele não vai empreender os seus métodos nazistas - o símbolo da administração dele era uma suástica nazista com um grão de soja no meio.
    Verifiquem e veram que tenho razão. Acho que o governador se baseou no estatuto do idoso para convocar esse senhor. É só pra fazer de conta mesmo. cumprir tabela já que estamos no pique de copa do mundo...

  • André Luiz Curimabatá | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Gostou da teta né Sachetti. Esse governo Maggi está perdido mesmo. Com tanta arrogãncia e experimento suícida, Estamos contando os dias pelo fim desse governo setorista, ruim pelo social e acabado.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.