Últimas

Quinta-Feira, 19 de Abril de 2007, 08h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Após escândalo, Alexandre recupera o prestígio


Petista ocupa
vaga de Ságuas
na AL, se
blinda e vira
articulador da
gestão Maggi, a
qual combatia

      O petista
Alexandre Cesar, denunciado pela Polícia Federal por uso de caixa 2 na campanha a prefeito de Cuiabá em 2004, assume a cadeira de deputado estadual na próxima semana e, sob a égide do mandato, consegue mais uma blindagem. Já tem a garantia do foro privilegiado como procurador do Estado. Graças a uma articulação do seu ex-adversário político, governador Blairo Maggi (PR), que abriu espaço ao PT na administração, Alexandre Cesar volta a ganhar poder interno e, de quebra, ainda se tornará um dos principais articuladores da legenda petista em defesa do atual governo. Em 2002, Cesar disputou o Palácio Paiaguás e foi derrotado pelo próprio Maggi. À época fez duros ataques ao hoje aliado.
      O novo deputado viu cair por terra o discurso da ética, da transparência e da moralidade após as eleições de 2004, quando disputou e perdeu a Prefeitura de Cuiabá. Além do processo em que foi acusado de fraude eleitoral, deixou a direção regional do PT atolada em dívidas. Para complicar sua situação, foi citado no relatório final do inquérito que apurou o dossiê antitucano. Embora não tenha sido responsabilizado, o delegado federal Diógenes Curado declarou, à época, haver fortes indícios de que "a oferta do dossiê" teve o apoio tanto de Cesar quanto do deputado federal Carlos Abicalil. Os dois trocaram várias ligações com o empreiteiro Valdebran Padilha no começo da negociação do dossiê.
     Mesmo sob acusação e mergulhado em desgaste, Alexandre Cesar concorreu a deputado estadual no ano passado e, com 18.412 votos, ficou na primeira suplência. Ele ocupará agora a vaga do deputado Ságuas Moraes, que passa a comandar a Educação, maior pasta da estrutura da máquina pública estadual.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Epitacio clemente | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    O povo tem memória fraca, e os politicos se ajudam pra um esconder a sujeira dos outro. Isso só vai mudar qdo a população ter consciência que quem paga a conta somos nós. Oque acontece na politica de mato grosso ninguém entra ninguém sai, eles sempra dão um jeito de enrrolarem o povo e fazer conchavos.

  • pedro noronha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Alexandre cesar e abcalil são tão aloprados quanto os aloprados seus amigos (Waldebran Padilha e cia), agora o Wilson Santos que faz coisa pior, tai!!! então Alexandre e Accalil podem estar tambêm.

  • regiane moraes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o alexandre foi e sempre será uma boa pessoa e eu como universitaria fico feliz por ele estar ganhando mais um lugar na camara de deputados.

  • Vilson Nery | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não estou de acordo com o modo de fazer política do Alexandre Cesar, mas é necessário lembrar que nem todo o esforço da gloriosa Polícia Federal e a dedicada exclusividade nas investigações do Ministério Público Eleitoral resultaram em processo e condenação. Significa dizer que houve muito barulho e nenhum resultado. Alexandre errou na condução administrativa do PT regional e também na direção (financeira e política)de sua campanha prefeito em 2004. Todavia NUNCA foi concluído inquerito que o indiciasse (eleitoralmente) e o Ministério Público Federal não obteve nenhuma condenação do Alexandre a esse título. Errou politicamente, e errou feio. Mas dizer o resto em relação ao Alexandre é exagero, inclusive a existência de eventual problema na Justiça Eleitoral. Politicamente o Alexandre continua errando, porque esse acordo com Maggi não está sendo recebido pela base do Partido os Trabalhadores, e o futuro deputado foi um dos defensores da idéia.

Misael nem espera janela e sai do PSB

misael partido 400 curtinha   Misael Galvão (foto), presidente da Câmara de Cuiabá, nem esperou chegar a janela partidária de março para oficializar a saída do PSB, onde esteve filiado por três anos. Para não colocar o mandato em risco, o parlamentar consultou a Justiça Eleitoral e obteve...

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.