Últimas

Domingo, 20 de Maio de 2007, 11h:19 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Após o túnel, TJ construirá sede administrativa

   

    Depois da construção de um túnel de R$ 1 milhão, vem aí mais uma obra do Tribunal de Justiça: a sede administrativa. As edificações começarão em junho com previsão para serem concluídas no início do próximo ano. Serão 3,3 mil m2 de área construída para abrigar a presidência e a vice-presidência, incluindo as passarelas de acesso às edificações já existentes.
    Com isso, será demolido o prédio antigo, hoje cercado de edificações novas por todos os lados. A fachada principal do TJ ficará voltada para o Palácio Paiaguas. A obra será executada pela empreiteira Conenge Construção Civil Ltda. O TJ, sob o desembargador Paulo Lessa, argumenta que, com a construção da nova sede, será possível oferecer melhores condições no acolhimento aos servidores. "Os espaços poderão ser adequados de maneira mais eficiente às necessidades de trabalho de todos os servidores", diz o supervisor de infra-estrutura Roberto da Silva, conforme release divulgado pela assessoria de Comunicação do Tribunal.

    Estrutura

    Com 30 desembargadores e 228 juizes, o TJ detém um orçamento de R$ 270 milhões por agora, sem incluir recursos do Fundo de Apoio ao Judiciário (Funajuris). Desse montante, gasta em torno de R$ 250 milhões com a folha dos servidores, entre ativos e inativos. São 5,1 mil funcionários, dentro do limite de 6% estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal sobre despesas com pessoal. Dos 141 municípios, há comarcas instaladas em 79

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Antonio Luiz de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O engraçado nesta história do tunel é que todos sabem como essa obra foi construída e o que é pior, interditou uma via pública em pleno centro político administrativo e nenhum veículo de comunicação abriu a boca para contestar. Parece até que este estado de Mato Grosso têm dono, a elite política e jurídica que deitam e rolam e o povo, pobre coitado, só obedece! Merecemos um Estado verdadeiramente democrático. Ou a lei é para todo ou não é para ninguém!

  • Rubens Stuller | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A alegação constante para essas obras voltosas é sempre a mesma: melhoria das condições de trabalho dos servidores. Será que nunca irão se lembrar que o serviço é público, e, por isso,a melhoria deveria prioritariamente ser para o cidadão cliente?

  • Vilson Nery | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O pior dessa história que as obras de amplicação, reforma, quebra-parede, pintura, retira tintura, muda cortina é uma constante no Tribunal de Justiça. Os caras constroem num mês e derrubam no outro. É sério! Qualquer pessoa que frequente o TJ sabe que há anos que existem essas obras de "reformas". Parece que o dinheiro público não tem dono, não tem fim (nunca acaba) e não há ninguém que fiscalize sua aplicação. Reclamar? Só se for com o Papa ...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

PL quer suspender dívidas das cidades

max russi curtinha 400   Ex-prefeito de Jaciara, o deputado Max Russi (PSB) apresentou projeto que visa suspender os pagamentos das dívidas dos municípios com o Estado, durante o período de calamidade pública que foi decretado pelo governo por causa da pandemia do coronavírus. Max ressalta que MT não deve...

Articulação pra tentar voltar ao Procon

gisela simona 400 curtinha   Com adiamento e ainda sem nova data para a eleição suplementar ao Senado, Gisela Simona (Pros), que se afastou do Executivo para concorrer ao pleito, quer retornar ao cargo de secretária-adjunta de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon), vinculado à secretaria...

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.