Últimas

Sexta-Feira, 25 de Maio de 2007, 07h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

RONDONÓPOLIS

Após se juntar com Wellington, Sachetti "laça" PT

Prefeito segue exemplo do governador e coopta ex-adversários, enquanto PMDB e PPS montam palanque de oposição

     A exemplo do governador Blairo Maggi, o prefeito de Rondonópolis (a 210 km de Cuiabá), Adilton Sachetti (PR), também "laçou" o PT. De olho na reeleição, ele trouxe para sua administração o ex-vereador Juca Lemos, então opositor ferrenho e principal figura da estrela vermelha na região Sul do Estado. Deu ao petista um cargo inventado em Brasília de representante do escritório da Prefeitura de Rondonópolis na Capital Federal. E, assim, as alianças vão sendo construídas para o grande embate eleitoral no município que é hoje a segunda maior economia do Estado.

    Sachetti perdeu apoio do grupo do seu antecessor, o ex-prefeito Percival Muniz (PPS), hoje deputado estadual. Mas, sob orientação do grande aliado, governador Blairo Maggi, que atraiu o PT com oferta de cargos, o gestor rondonopolitano cooptou, além dos petistas, o também ex-adversário político, deputado federal Wellington Fagundes, derrotado pelo próprio Sachetti em 2004. De quebra, o prefeito trouxe ainda para suas "asas" setores da imprensa local.

     Agora, para melhorar seu desempenho eleitoral, principalmente na periferia, onde Muniz, que ensaia candidatura a prefeito, deixou uma marca forte, Adilton Sachetti lançou um pacote de obras e projetos macro de atração de empresas. Com seu estilo empresarial, disposto a impor austeridade financeira e ignorar as articulações políticas, Sachetti acabou adotando medidas antipopulares que trouxeram desgaste a seu governo. Sua popularidade caiu ao ponto do deputado Zé do Pátio, do PMDB de Carlos Bezerra, já ser chamado hoje de "futuro prefeito".

    Preocupado, o prefeito resolveu agir mais politicamente. Acha que conseguirá reverter o quadro desfavorável. De todo modo, a disputa rumo às urnas de 2008 começa a se polarizar entre os grupos de Sachetti-Fagundes-Maggi-PT e, de outro, de Pátio-Bezerra-Muniz.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • pedro noronha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O abraço de do Prefeito Sachetti no Deputado Wellinton pode se chamado de "abraço da morte anunciada".

  • Benedito Lucas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esses três mais o partido de Lula irão amargar uma derrota vergonhosa, Rondonópolis respira esse debate político da sucessão desde hoje e a tendência é a do PR (partido das trapalhadas) não conseguir fazer vingar seu projeto de sucessão.

  • Paulo Elias Dantas Aquino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não vejo muita diferença aliança Welington e Sachetti juntamente com o PT.A questão aqui é outra,Sachetti tem uma rejeição muito grande no eleitorado Rondonopolitano e entres os funcionários publicos.Sem diálogo e arrogante dificilmente será reeleito.É como disse um vereador, pode fazer asfalto até de ouro que não ganha mais eleição aqui.

  • Leandro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que pensar de uma pessoa que, durante a campanha de 2004, chegou a se referir ao seu vice, Maneco da Vila, de "mesmo sendo uma pessoa de cor...". Preconceituoso, prepotente e arrogante. O valente povo de Rondonópolis saberá dar resposta a esse tal Sachetti.

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.