Últimas

Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2008, 08h:38 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

MEIO AMBIENTE

Após telefonema de Maggi, Lula ameniza críticas

   A reação imediata e insistência do governador Blairo Maggi na tese de que os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe) estão equivocados quando apontam elevação do desmatamento em Mato Grosso ganhou apoio do presidente Lula. Maggi foi o único governador dos Estados amazônicos a protestar. Por telefonema, ele manteve uma longa conversa com Lula, de quem se tornou um dos principais aliados. Lula reconheceu que houve alarde e disse até que não acredita que o país esteja passando por um novo surto de desmatamento.

   Sem citar a ministra Marina Silva, o presidente criticou o Ministério do Meio Ambiente e as organizações não-governamentais. Disse que não se pode culpar a agropecuária, os produtores de soja e os sem-terra assentados pelo aumento do desmatamento na Amazônia. "Não dá para culpar ninguém". Com isso, Lula admitiu explicitamente que os números do desmatamento estão "sob investigação" e, no mesmo dia em que Maggi e os ministros Marina e Tarso Genro (Justiça) sobrevoaram o Nortão de Mato Grosso para constatar a situação de desmate, pediu a ministra que convidasse os governadores para uma reunião em Brasília.

    Lula comparou a divulgação dos dados do Inpe a um procedimento médico que, "sem fazer a biópsia, encara um sinal na pele como se fosse câncer".

      Clique no play e veja mais na reportagem da TV Globo, desta quinta.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acredito na ministra e nas Ongs. Saia desta agora Governador e Lula.
    Vamos nos encontrar nas próximas eleições e mais estou de olho no Pagot. Estradas desmorando, gente morrendo....cuidado com o dia do juízo final!

  • Pablo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu gostaria de saber como vão desmentir o estado de quase calamidade pública que vivemos nos meses de julho a setembro do ano passado, quando a quantidade de fumação foi algo que não víamos a muito tempo.
    A turma quer tampar o sol com a peneira. Aí não dá.

  • arnaldo pedro bezerra | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Infelizmente, a imprensa de mato grosso (com raras exceções) parecem querer distorcer os fatos da vinda ontem dos ministros a mato grosso. Deu na imprensa nacional, o ministro da justiça colocou que a partir do dia 20 de fevereiro haverá uma força tarefa, inclusive com participação da policia federal para investigar todas as áreas desmatadas em mato grosso no ano passado. A ministra marina silva também disse claramente que não estava lá para obdecer ordens de ninguém (numa clara resposta ao governador) e disse que, de praxe, o inpe faz a revisão dos dados no ano subsequente. Portanto, a imprensa de mato grosso têm que parar de insistir em reproduzir o que o governador quer, e falar a verdade, mesmo que com isso perca as verbinhas de publicidade. Não dá mais para ler nada na imprensa do Estado, é tudo papagaio de pirata (será do paiaguás?).

  • Silvia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como o dinheiro compra tudo mesmo. O Presidente Lula por pressão do Governo Maggi, desmoraliza uma Ministra.Ela não disse nada o que não viu, e ainda levou mais três ministros como testemunhas.

  • Antonio Cavalcante Filho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que o governo Lula traiu os trabalhadores e se curvou diante às pressões da bancada ruralista, não há mais duvidas; que o seu modelo de reforma agrária é conivente com os interesses criminosos do agronegócio, está ai pra todo o mundo vê.

    Temos que concordar com o frei Cappio, bispo da Diocese de Barra (BA) quando diz: “O ponto negativo é a grande insensibilidade do governo federal com o clamor do povo. Um governo que foi eleito pelas bases sociais desse país. Por causa deles que esse governo está onde está e, de repente, ele dá as costas para os movimentos sócias e cospe no prato em que comeu”.

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...

Retorno, um novo tempo e inocência

jose carlos novelli 400 curtinha   Os conselheiros José Carlos Novelli (foto) e Antonio Joaquim participaram nesta terça da primeira sessão do Pleno do TRE, após três anos e seis meses afastados por determinação da Justiça, com base em denúncias sem provas de que cinco conselheiros...

MAIS LIDAS