Últimas

Sexta-Feira, 31 de Agosto de 2007, 10h:09 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

As incursões rumo ao desenvolvimento, levantamento aero- geofísico

  As constantes investidas em busca da auto-sustentabilidade obrigaram, alguns Órgãos Estaduais ligados à mineração, à implementarem políticas públicas voltadas as pesquisas, prospecção, sondagens , estudos de localização de jazidas minerais.
     Com a implementação do projeto, intitulado Aerogeofisico (Magnetometria e Gamaespectrometria), desenvolvido pelo Governo do Estado através de uma parceria entre a Secretaria de Indústria Comercio e Mineração (SICME) e o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), com um custo total de R$ 8,9 milhões, sendo R$ 4,4 milhões por parte da (CPRM) e R$ 4,5 milhões aplicados pela (SICME), já se passou aproximadamente um mês da divulgação do mesmo, e espera-se que este projeto de tamanha envergadura possa realmente sair do papel e virar realidade, pois estará
impulsionado os órgão ligados à mineração a um desenvolvimento sustentável, diminuindo assim os passivos ambientais ou sejam áreas desmatadas.
     Vinculada a SICME está a Companhia Mato-Grossense de Mineração (METAMAT), que ao longo dos anos vem desempenhando trabalhos de pesquisas, prospecção, poços artesianos, enfim uma serie de trabalhos ligados diretamente a essa área, alem de dispor de um quadro técnico com uma plêiade invejável de Geólogos, com capacitação, cursos e experiência, que poderão auxiliar na implementação desse brilhante projeto.
     Este estudo implementado, permitiu uma localização precisa das jazidas minerais, mesmo em locais inóspitos ou sobre efeito de cobertura vegetal, como por exemplo parte da floresta Ombrófila Semidecidual a floresta Amazônica que é de difícil acesso e apresenta uma das maiores biodiversidades do planeta.
     Este levantamento Aerogeofisico de Mato Grosso se dividiu em duas partes, num primeiro momento a Área I com 46 mil Km2 onde se situam os municípios de ( Paranatinga, Planalto da Serra, Nova Mutum, Nobres, Rosário Oeste e Chapada dos Guimarães) e a Área II corresponde os municípios (Alto Paraguai, Tangará da Serra, Mirassol D’ Oeste, Porto Esperidião, Jaurú, Pontes e Lacerda entre outros) com um total de 125 mil Km2, este equipamento consegue atingir uma profundidade de até 19 Km2, a metodologia para escolha das referidas áreas pautou-se, através de estudos preliminares com carta imagem Keywords com detecção de prováveis potencialidades minerais.
     O sucesso do referido projeto dependerá muito mais de uma vontade dos parceiros, em estar respeitando e se adequando as normas do chamado desenvolvimento sustentável, que requer certos cuidados com as áreas estudadas, a exigüidade também estará ligada diretamente a uma política pública mineral mais austera que coíba a grande evasão de receita do nosso país , em função da fronteira seca e a facilidade de decolagem de aeronaves transportando produtos de origem mineral.
     A partir de dados elaborados de 1990 a 1994 onde se leva em consideração, a Área, Pib, Iem, Iem/área, Iem/Pib foi tomado como base dois países para melhor entendimento :
País:                 ÀREA               PIB                IEM                 IEM/AREA            IEM/PIB
                        (KM2)           ( US$ 106 )      (US$ 106 )          (US$/KM2 )            ( %)
BRASIL:           8.511.965      886.300           12840                 1508                      1,545
ALEMANHA:    356.910         1.344.600        4550                   15.522                    0,41
     Iem : Valor total  médio  da amostra  de bens minerais  produzidos nos últimos  anos.
     Pib: Produto Interno Bruto
     È clara e notória a disparidade apresentada entre os dois paises, basta observarmos as diferenças gritantes do PIB de cada um e a extensão territorial dos mesmos, daí a importância de um maior investimento em pesquisas de mineração , respeitando sempre os parâmetros estabelecidos de desenvolvimento sustentado mantendo assim coesa a inter-relação entre produção e meio ambiente, como preconiza o artigo 225 da carta magna de 1988 “Todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo.................................................”

Lício Antonio Malheiros é geógrafo e pós-graduado em didática do ensino superior (liciomalheiros@yahoo.com.br)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Niuan de fora da suplência ao Senado

niuan ribeiro 400 curtinha   O deputado federal José Medeiros não conseguiu segurar o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro (foto), como primeiro-suplente de sua chapa ao Senado. Há alguns dias, o filho do ex-vice-governador e ex-deputado Osvaldo Sobrinho vinha demonstrando desejo de pular fora, em meio a...

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.