Últimas

Quarta-Feira, 02 de Maio de 2007, 15h:07 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Assessor de Serys agora defende Pagot no Dnit

Sem chance na disputa à vaga, Odinarte muda discurso e diz que Centro-Oeste fará resgate de uma dívida histórica

   O assessor parlamentar da senadora Serys Marly, Odinarte Borges, agora sai em defesa do nome de Luiz Antônio Pagot para a direção-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes. Ex-vereador por Rondonópolis, Odinarte tomou essa decisão após perceber que, mesmo com apoio político de sua chefe Serys, não teria chance de ser nomeado ao posto.

   Após uma longa conversa pessoalmente com Pagot, Odinarte Borges resolveu, então, emitir uma nota, na qual afirma que "a região Centro-Oeste, com a nomeação de Pagot, fará resgate de uma dívida histórica".

   Ele destaca textualmente que  "nós que produzimos muito e contribuímos enormemente com a superação do superávit primário e não vemos o retorno em investimento na infra-estrutura da região na mesma proporção". Em seguida, faz questão de citar os nomes de Pagot e de Serys sobre a iniciativa de Lula em inserir no PAC projetos voltados à infra-estrutura de Mato Grosso.

   "O governo do presidente Lula inseriu no PAC, por sugestão de Pagot, da senadora Serys, dos deputados Carlos Abicalil, Welington Fagundes e outras lideranças, as obras estruturantes que Mato Grosso precisa. A nomeação de Pagot para o DNIT representa esta perspectiva histórica e a visão estratégica do governo federal".

   Na avaliação de Ofinarte, Pagot "é um executivo com capacidade para resolver os problemas das estradas brasileiras, organizar as concessões e integrar por modais, Mato Grosso e toda a região Centro-Oeste ao restante do Brasil".

    Ele vai mais longe. Avalia que, Pagot, com quem estava competindo nos bastidores, "será, na área de infra-estrutura, o grande tocador das obras do PAC, tão necessárias para o Brasil e para o nosso Estado de Mato Grosso".

    Detalhe: Odinarte nem tem mais identidade com MT. Mora em Brasília há vários. Antes de assumir a assessoria técnica da senadora Serys, em 2003, foi assessor consecutivo de três ministros dos Transportes: Odacir Klein, Alcides Saldanha e Elizeu Padilha.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

Vice e o uso político do Creci pró-Julio

claudecir 400 creci curtinha   O sindicato dos profissionais do Mercado Imobiliário de Mato Grosso, sob Juliano Lobato, em nota de repúdio, detona o atual vice-presidente do Creci-MT, Claudecir Contreiras (foto), para quem está fazendo uso político da entidade e beneficiando, de forma descarada, o...

Toninho e expectativa de retorno à AL

toninho 400 curtinha   Toninho de Souza, que no ano passado estreou como deputado, permanecendo no cargo por 46 dias, no lugar de Eduardo Botelho, vive expectativa de retornar à cadeira na Assembleia. Mas isso vai depender de uma decisão de Janaína Riva, que está no quarto mês de gravidez. Ela tem...

Parlamentar temido reassume em VG

caio cordeiro 400 curtinha   Com menos de 15 dias no cargo de vereador em Várzea Grande, o primeiro-suplente Caio Cordeiro (foto), do PRP, já terá de desocupar a vaga. Eis que está de volta, da prisão para retomar o assento de parlamentar, Jânio Calistro, que está no segundo mandato e responde...

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.