Últimas

Sexta-Feira, 04 de Abril de 2008, 19h:51 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

LEGISLATIVO

Assessor que copiou projeto manobra e não cai

  Um assessor parlamentar de Wagner Ramos (PR) usou de uma estratégica maquiavélica para não perder o cargo. Ele foi o responsável por expor o patrão ao copiar na íntegra proposta de uma deputada do Estado de São Paulo e levar o mato-grossense a apresentá-lo sem a preocupação de, sequer, mudar o nome do Estado. Assim que o assunto veio à tona aqui no RDNews na última segunda (31), o assessor entrou em apuros. Foi encurralado pelo deputado Wagner.

   Sob ameaça de demissão, o assessor buscou respaldo. Localizou a deputada paulista autora do projeto que cria o "Dia Estadual do Plantio de Árvores Nativas" no calendário oficial do Estado. Aplicou a ela uma mentira. Disse que o também deputado Wagner Ramos queria apresentar o mesmo projeto em Mato Grosso e, para tanto, precisava de autorização, inclusive com data retroativa. A parlamentar de São Paulo caiu no conto do vigário e não impôs obstáculo. Deu a autorização, o que salvou o deputado e seu assessor de eventual acusação de plágio, já que a proposta apresentada na Assembléia fora uma cópia fiel à do projeto de SP, não trocando nem o Estado por Mato Grosso. Foi tudo na base do "ctrl e c" - teclas usadas para copiar textos na íntegra.

   Com a autorização em mãos, o assessor ainda colocou o deputado Wagner para conversar, por telefone, com a deputada do Estado de São Paulo. Nesta quinta, o assessor se gabava aos amigos. Dizia que mostrou ser "bom estrategista e articulador". "Copiei o projeto e esqueci de tirar o Estado de São Paulo. Quase perdi o cargo, mas consegui contornar tudo", comentou ele, numa roda com algumas pessoas. Depois, em tom irônico, lembrou que a matéria foi publicada no RDNews "justamente no dia em que saiu pagamento".

   Por enquanto, Wagner Ramos preferiu carregar o ônus sobre os ombros. Vai permanecer com o assessor em seu gabinete e decidiu reapresentar o projeto com a alteração do nome do Estado de São Paulo para Mato Grosso e, inclusive com a autorização da deputada de quem copiou a idéia.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • walter santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Agora com o canal aberto de tv AL, da pra ter uma idéia que lá é uma baguça.

    Parce que niguém lá lê os projentos e ja vais votando, exceto Deputados ZÉ do Pátio, Percival Miniz e o França, que são os únicos que questionam tudo antes de dar seus votos.

    Tem Deputado que vota e depois tira o voto atraves de entendimento que vém lá do Palácio. Se foce serios, pode chover canivétte mais manteria a palavra e o voto.

    É como o Ze do Pátio sempre fala: Então pra que a comissão de justiça da AL que tém bons advogados e os advogado do Palácio e da PGE estão sempre contrariando os parecer da Comissão da AL!

    Parabens aous três deputado que mensionei, tem que questionar sim senhor tudo que se vais votar.

    Eu não sei como funcina, mais acho que cada deputado teria que ter cópia nas suas mesas de cada projetos que estaram em eminencia de entrar na pauta para ser votado, para não ficar aquele bra-bra-bra bra.

    A coisa é tão bagunsada que dia atraz um projeto de assunto cardápios e beber não dirige, seu autor simpresmente ao ser votado, o cara saiu de fininha do plenário e não deu tal de coro. É mole ou quer mais?????

    ---------------------------------------------------------
    abraço a todos plantonista da madrugada, que deixa seus lares pra trabalhar.

  • Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A cópia de um projeto já existente não me faz assustar. Nesse país tudo se copia. Basta assistirmos na TV os programas como o BIG BROTHER, LATA VELHA, JÔ SOARES, SOLETRANDO, ETC, para percebermos que estamos sempre à margem dos bons criadores. É bom lembrar ainda que de forma geral o brasileiro não gosta de ler. Prova disso são os péssimos desempenhos nas avaliações nacionais e internacionais. Os profissionais, consequentemente são meia-boca, sem aqui fazer generalizações. Nem preciso lembrar que na prova da OAB é sempre um fiasco. Enfim, o brasileiro tem que estudar mais, qualificando-se mais, a fim de competir com qualidade, assim teremos mais criadores e menos copiadores. Se bem que na política não há mais cura. Pobre do país!

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NÃO ME SURPRIENDE HISTÓRIAS COMO ÉSSA, O QUE ESPERAR DE GENTE COMO ESTE ASSESSOR PARLAMENTAR NA AL TA CHEIO DE MOSCAS ASSESSORAS QUE QUANDO ESTÃO NOS BOTECOS DA VIDA ENCHEN O PEITO PRA SE GABAR DE SER ASSESSOR PARLAMENTAR, MAS AI VOÇÊ VAI NA AL, O POBRE DO DEPUTADO NÃO SABE ONDE COLOCA O PUX-SACO FIÉL E COMPANHEIRO DE CAMPANHA, É O CARA NÃO SABE FAZER OUTRA COISA A NÃO SER LAMBER O RETRATO DO CHEFE.

  • Alisberto de Jesus Curado | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    coitadinho desse assesor alguem do proprio meio que deve estar prantando isso tudo.isso cheira fritura.sou funcionario da assembleia e sei como funciona isso a qui.

    kkkkkkkkk
    estão rifando esse assesor.cheiro de fritura pessoas proximo.coitado.
    agora sim vamos ver se ele realmente tem respaldo do chefe dele,ou se vai como se diz a ver navio.

Extremista vai ter que se explicar na PF

Marcelo Stachin 400   O barulhento militante de extrema-direita Marcelo Stachin (foto) tem perdido o palco desde que teve um pífio desempenho nas urnas e acabou com apenas 0,8% dos votos para prefeito de Sinop. Em sua busca incessante por aparecer, o bolsonarista, que é investigado pelo STF por espalhar fake news, decidiu ironizar e...

Prefeitos, MPE e afastamento do cargo

jose antonio borges 400 Prefeitos de MT que descumprirem as diretrizes do decreto estadual que impôs o toque de recolher em todo o território podem até mesmo ser afastados do cargo. O alerta é do procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira (foto), e reforçada pelo procurador Domingos...

Prefeito se rebela e é enquadrado

vander masson 400 curtinha O prefeito de Tangará da Serra Vander Masson (foto), do PSDB, bem que quis ser rebelde, mas acabou enquadrado pelo MPE. Vander fez um decreto mais ameno que o do governo do Estado, impondo toque de recolher a partir das 23h, mas teve de recuar após ser notificado pelo MPE. Nas redes sociais, para evitar desgaste com...

AL realiza lockdown de faz de contas

Funcionários da AL se mostram revoltados com o lockdown de “faz de contas” promovido por deputados. Isso porque, apesar de estar com as portas fechadas, funcionários estariam sendo obrigados a ir trabalhar e entrando por outras portas. Atendem parlamentares que preferem trabalhar presencialmente. Pelo menos 36 funcionários estariam infectados e os servidores temem que mais pessoas sejam contaminadas pelo coronavírus. O pânico ficou ainda maior...

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...