Últimas

Segunda-Feira, 14 de Dezembro de 2009, 19h:32 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

SAÚDE PÚBLICA

Aumento de 320% nos casos de dengue em MT alerta país

   O número de casos de dengue hemorrágica em Mato Grosso, forma mais grave da doença, já tomou repercussão nacional. Cáceres, por exemplo, figura numa lista divulgada pelo Ministério da Saúde como um dos 10 municípios brasileiros com maior risco de surto de dengue e foi destaque no Jornal Nacional, da Rede Globo, nesta segunda (14). A cidade-pólo do Oeste mato-grossense já registrou 4 óbitos em consequência da dengue e há mais 1,3 mil casos de pessoas que contraíram a doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypty. O Exército está nas ruas para conter o avanço da doença.

   O prefeito Túlio Fontes (DEM) já determinou a retirada de lixo das ruas e terrenos baldios. Até agora, já foram coletados cerca de 10 toneladas. Ele solicitou ainda a aplicação de nebulização espacial, o chamado fumacê, nos bairros que registram maior número de casos. Segundo agentes de saúde, de cada 10 residências visitadas, 8 apresentam larvas do mosquito. Cáceres não é o único município com índices alarmantes em Mato Grosso. Em Sinop já foram registrados 6 óbitos pela doença.

   Em Várzea Grande, segundo maior município do Estado, a situação não é muito diferente. Até agora, já foram notificados 4.158 casos de dengue. Destes, 471 apresentaram complicações. Das 9 mortes, 8 já foram confirmadas como sendo de vítimas de dengue hemorrágica e um está sob investigação.  Outros 15 municípios do Estado também registram mortes por causa da dengue. São eles: Curvelândia (1), Diamantino (1), Jaciara (2), Juara (1), Nova Mutum (1), Rondonópolis (2), Rosário Oeste (2), Sinop (6), Tangará da Serra (2), Tapurah (1), Aripuanã (2), Água Boa (2), Cáceres (4), Mirassol D´Oeste (1) e Barra do Garças (1). MT apresenta um acréscimo de 320.72% nos casos de notificações de dengue, se comparado com o ano passado, admite o secretário estadual de Saúde, Augustinho Moro.

    O último boletim da secretaria aponta que MT registra 46.612 casos de dengue neste ano, 1.347 notificados como casos graves. Isso representa um aumento de 320% em relação ao mesmo período do ano passado. Já morreram 52 pessoas no Estado por causa da dengue. (Flávia Borges)

------------------------------------------
Clique no play
e veja reportagem no JN sobre avanço da dengue em MT

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • Geraldo Antunes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A dengue tá em todo lado e não adianta insitir que só vai acabar na hora que a população entender que tem que ajudar o poder público. O fumacê é veneno e só prejudica. Já peguei dengue e sou contra fumacê mas enquanto não tiverem consciência de fazer faxina em casa fazer o que. Outra coisa: Cáceres tá bem melhor que por aqui e outras cidades porque lá pelo menos a prefeitura tá tendo parceria do exército, tá fazendo trabalho pra melhorar. E aqui?????????

  • paulo cesar farias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o pessoal ai de cima que defende a prefeitura falando que tulio é o rei...deve estar de brincadeira ne...a cidade ta suja...as vias publicas que deveriam ser limpas pela prefeitura estao horriveis....os corregos que cortam a cidade que tambem deveriam estar limpos estao paracendo uma selva...e o pessoal da prefeitura esta de boa...o fumace so passa na rua das maravilhas, que por sinal, o prefeito tulio mora la...mas nao tem problemas ne....o tulio jamais pegara dengue...pq ele nao para em caceres...como esse prefeito ama viajar....e caceres esta uma M....parabens MP e TRE. otimo presente que nos deram para os proximos 4 anos....a inercia em pessoa....tulio fontes...

  • João Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como sempre, as viúvas de Ricardo e Pedro Henry tentam descaracterizar o intenso trabalho que a Prefeitura vem fazendo no combate à dengue. Os canais foram limpos, ao contrário do que diz um internauta henrysta, coisa que eles não faziam (lembram-se da enchente de 2007 por falta de desobstrução dos canais?), os agentes de saúde da Prefeitura estão trabalhando intensivamente nos bairros, como nunca havia acontecido antes. Enfim, é hora de união, senhores henrystas, deixem as paixões partidárias para 2012.

  • HELY RAMOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O JORNAL NACIONAL MOSTROU QUE A DENGUE INFESTOU MATO GROSSO. QUE O GOVERNO ESTÁ FAZENDO EU ATÉ ACHO, MAS O PRINCIPAL É OS MATOGROSSENSES AJUDAREM A ACABAR COM A DENGUE. A REPORTAGEM MOSTRA QUE NA CIDADE DE CACERES A PREFEITURA E O EXÉRCITO ESTÃO TRABALHANDO JUNTOS COM A POPULAÇÃO E TIRANDO LIXO. SINOP NÃO SEI, MAS TODOS TEM QUE AJUDAR PARA QUE NÃO TENHAM MAIS MORTES. O BRASIL INTEIRO TEM QUE SE UNIR E PELOS ANOS QUE VEM TAMBÉM. ISSO AINDA VAI LONGE.

  • Sergio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    JÁ ESTOU ATÉ VENDO QUE VÃO CULPAR O PREFEITO WILSON SANTOS POR ISSSO!!



    O GOVERNADOR NUNCA ASSUME SEUS DEVERES!!!


    ABRAÇOS!!

  • Marcela Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Enquanto o incompetente TULIO FONTES vai ver o jogo do Flamengo no maracana, o povo continua sofrendo as consequencias de uma cidade abandonada.
    Lixo nas ruas é sinonimo de abandono, nao adianta a populaçao fazer sua parte, se o poder publico nao faz a sua.
    Acorda Tulio, vai varrer as ruas e nossa cidade vai voltar à normalidade.
    O povo agradece o MP e o TRE pela herança maldita que foi dada

  • Ricardo Anzil | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pena que o Jornal Nacional , não falou do caos que esta a saúde publica do Estado. Agora eu pergunto e se vier uma epidemia ? E se os casos de dengue hemorrágica aumentarem, vai tratar esse povo aonde. Moro em Lucas e aqui não esta muito diferente de Caceres, assim como todas as cidades do interior, os recursos são escassos e se precisar de leitos de UTI, vai morrer na fila. Nesses quase 8 anos desse governo, tanto Federal como Estadual, Mato Grosso foi abandonado. O sinal vermelho ja esta aceso e se nada for feito, ou seja a população se conscientizar e o governo investir pesado na saúde publica, as funerárias vão agradecer pelo aumento na venda de caixões. 

  • Cezar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A dengue é letal e exige a participação de todos. Em Cáceres, sob a liderança do Prefeito Túlio, a Secretaria Municipal de Saúde vem adotando todas as medidas do protocolo de saúde para a dengue desde janeiro. Foram colocados mais de 100 agentes visitando periodicamente casa por casa. A população te se despertado para este combate assumindo como uma tarefa de todos, não só da Prefeitura. Aos que não se mostram dispostos a fazer sua parte, o Prefeito Tulio sancionou uma lei com pesadas multas para os que não limparem suas residencias nem os terrenos baldios. Em caso de reincidência a multa dobra, ou, se ainda persistir, triplica. Esta luta é de todos.

  • joão marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    a dengue é um problema de todo mundo e é por isso que a campanha é no brasil todo. não é problema de um município só. se a população não ajudar não vai ser só a prefeitura. mas aqui a prefeitura tá trabalhando e o prefeito pediu ajuda e conseguiu do exército e do corpo de bombeiro. já foi divulgado esses dias que houve diminuição dos casos e se a população ajudar mesmo com a chuva que não para o índice da dengue pode diminuir bem mais. Sei que até lei pra multar pesado quem não limpar terreno já tá valendo. tá certo porque não é por causa de uns poucos que o resto do povo vai sofrer.
    só não entendo porque é que aparece cáceres no jornal nacional e não aparece outras cidades polos que tem muito mais que o dobro de casos e de mortes como sinop e outras.

  • DONIZETE SENA RODRIGUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    AGORA SO FALA DE DENGUE CADE A CRIPE SUINA, NINGUEM FALA NO ASSUNTO ESSA EPEDEMIA ESTA JUNTO COM A DENGUE X CRIPE SUINA ???

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.