Últimas

Sexta-Feira, 04 de Maio de 2007, 10h:02 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Balas, anos e vidas perdidas

 

     O site Contas Abertas desencavou ontem estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) que mostra que, só no ano de 2001, as mortes causadas pela violência nas suas diversas formas causaram perdas em valor equivalente a R$ 20,1 bilhões à economia brasileira.
    Reproduzo dados essenciais do texto de Mariana Braga para o Contas Abertas: "Para ter uma idéia do prejuízo anual gerado pela violência, o custo resultante das mortes em 2001 é quase quatro vezes maior do que a totalidade dos gastos globais, no ano passado, do Ministério da Justiça, responsável por parte das políticas nacionais de segurança. Os óbitos registrados resultaram em um total de 4,96 milhões de anos de vida perdidos".
    Só as mortes por homicídio geraram um prejuízo de R$ 9,1 bilhões em termos de perda de produtividade humana. O valor supera, sempre segundo o "site, o orçamento deste ano do Ministério da Integração Nacional.
    Sei que pode parecer brutal transformar vidas humanas em moeda, mas talvez seja a única maneira de realmente provocar algum choque em uma sociedade anestesiada, assim como os governos (estaduais, municipais e federal).
   Não por acaso, o site G1, das Organizações Globo, recolhe declarações de mais uma vítima de bala perdida no Rio de Janeiro, a universitária e adestradora de cães Renata Ramires Miranda, 32 anos, atingida por um estilhaço na perna esquerda na noite de quarta-feira, na faculdade Estácio de Sá.
   Diz Renata: "Ninguém se assusta mais com os disparos. Eu e meus colegas já consideramos normal ouvir barulho de tiros durante as aulas".
   Se balas perdidas e vidas igualmente perdidas já entraram para a, digamos, normalidade, quem sabe colocando preço nelas alguém resolva se mexer.

Clóvis Rossi - crossi@uol.com.br

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

Dobradinha no Podemos pela reeleição

claudinei 400 curtinha   Eleito deputado na onda Bolsonaro, o delegado de Polícia Claudinei de Souza Lopes (foto) resolveu deixar o PSL e vai se abrigar no Podemos. Sonha com a reeleição. Sua estratégia é trabalhar o que se chama de dobradinha eleitoral com o deputado federal José Medeiros, especialmente em...

Valtenir atrai lideranças para o MDB

valtenir pereira 400   Mesmo sem mandato eletivo, o ex-vereador pela Capital e ex-deputado federal Valtenir Pereira (foto) continua se articulando nos bastidores, agora pelo fortalecimento do seu partido, o MDB. Ele está convencendo algumas lideranças a se filiar na legenda emedebista. Dois líderes são prefeitos...

Chefe do Escritório de ROO em Cuiabá

mario marques 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, que iniciou neste mês o 3º mandato, mantém como parte da estrutura da administração um cargo de chefe do Escritório de Representação do município na Capital. E Pátio nomeou para esta...

Prefeito cria comitê pra debater modal

emanuel pinheiro 400 curtinha   Mesmo o governador Mauro Mendes já tendo anunciado que vai implantar o BRT na Região Metropolitana, em detrimento do VLT, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto) criou um comitê de análise técnica para, segundo ele, definir o modal de transporte para a região. Emanuel...

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), vai pagar uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados e que foram programados pelo ex-presidente Carlos Alberto para liberá-los no orçamento...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.