Últimas

Quarta-Feira, 23 de Janeiro de 2008, 18h:19 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

CONFRONTO

Banana foi dada para Dante, reage Júlio Campos

  O conselheiro aposentado do TCE, Júlio Campos, um dos pré-candidatos do DEM a prefeito de Várzea Grande, nega clima de racha, principalmente em relação a seu concorrente interno Wallace Guimarães, e contesta a matéria "Na bronca, Júlio dá banana para o rival Wallace", que traz reprodução de sua imagem, feita em 1985, quando dava "banana" durante um programa de TV.

   Segundo o ex-governador, "a banana" foi uma resposta ao então candidato a prefeito de Cuiabá, Dante de Oliveira (já falecido) e não aos professores. "Para os professores, por causa de uma greve injusta, eu mostrei a caneta e disse que a mesma caneta que nomeia é a mesma que demite. Isso eu falei mesmo. Agora, aquela banana foi para o Dante".

   Júlio explica que em 85, apoiava Gabriel Novis Neves para prefeito de Cuiabá, na primeira eleição direta. O prefeito "biônico" à época era Anildo Lima Barros. Dante, no PMDB, era o candidato de oposição, e numa carreata na reta final da campanha passou em frente ao Palácio Paiaguás, localizado na rua Barão de Melgaço, onde hoje funciona a MT Fomento, e jogou três cachos com banana verde, em frente ao prédio. Isso ocorreu por volta de 17h, recorda Júlio. Horas depois, o então governador foi conceder uma entrevista na extinta TV Manchete ao apresentador Mauro Cid. Irritado com as provocações da oposição, Júlio disse, sinalizando com as mãos: "Dante, uma banana para você!".

   O hoje pré-candidato a prefeito alega que teve tal comportamento porque não suportou as provocações de Dante, que acabou ganhou a disputa eleito para prefeito da Capital. "Na véspera da eleição, o Dante jogou cachos de banana verde em frente ao Palácio para me provocar. Aí, eu devolvi a banana", conta Júlio.

     Disputa

    Sobre a disputa por candidatura a prefeito de Várzea Grande, Júlio Campos assegura que não há clima de conflito. "Estamos bem no partido. O diálogo é constante e não vai haver racha. Temos várias opções para se buscar entendimento", enfatiza Júlio, que começou sua trajetória política justamente como prefeito várzea-grandense, depois chegou a governador, deputado federal e governador.

   Ele observa que há três alternativas para definição do candidato: o consenso, a utilização de uma ampla e geral pesquisa para, até março, se detectar qual o melhor nome e, por fim, uma disputa em convenção, em junho. "A eleição não será fácil. Quem pensa que vai ser fácil está enganado. Não vai ser moleza. Sei que o partido, unido, terá chance de vitória. Agora, se rachar, pode perder a disputa pela prefeitura".

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • DONIZETE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    MORTO NAO PAGA CONTA, AGORA A BANANA E PRA DANTE, VAMOS DA O TROCO NA VG.????????????????

  • Débora Cristina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Júlio Campos ameaçou demitir professores por causa de uma greve. Cadê o espírito democrático desse auto-nomeado Democrata?.
    Quanto a essas histórias de serviços prestados em Mato Grosso, isso não passa da obrigação daqueles que detêm cargos públicos. Os Campos já se assenhoraram do Governo do Estado e da Prefeitura de Várzea Grande por décadas. Se fizeram obras, aplicações de recursos em escolas, saúde e moradia, não fez nada além do que devia fazer. Não sei porque há pessoas que ainda se regojizam com o mínimo do que se espera dos políticos.
    O senhor Júlio Campos recebe em troca "pelos serviços prestados a sociedade" aposentadorias polpudas como ex-governador, conselheiro do TCE, entre outros cargos. Tem fazendas, imóveis urbanos, carrões e ainda sorria para nós nas colunas sociais.
    Acorda povo!!!!!!!!!!

  • Osvaldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Maksuês! Maksuês! Maksuês!

Presidente da Ucmmat quer reeleição

edcley lopes ucmmat 400   Reeleito para o sexto mandato e com a maior votação em Vila Bela da Santíssima Trindade, o vereador Edcley Lopes Coelho (foto), que obteve 391 votos pelo Solidariedade, luta agora por outro desafio. Quer se reeleger presidente da Ucmmat, entidade que congrega as câmaras municipais com seus 1.404...

Elisângela conduz Secom da Câmara

elisangela tenorio 400 curtinha   A jornalista Elisângela Tenório (foto) está de volta ao comando da Comunicação Social da Câmara de Cuiabá. Ela ocupou o mesmo cargo na gestão Justino Malheiros, mas, na época, não teve à disposição estrutura para desevolver uma...

Logística em MT pra distribuir vacinas

mauro mendes 400 curtinha   O governo estadual já providenciou toda logística para levar as vacinas anti-Covid-19 aos municípios. O governador Mauro Mendes (foto) destaca que, em princípio, adquiriu 3,5 milhões de seringas. Os lotes de vacinas chegam a MT até a próxima quarta. Seguindo o Plano...

Emanuel no PTB e reeleição do filho

emanuelzinho 400   O PTB está sendo preparado para receber a filiação do prefeito Emanuel Pinheiro, que iniciou o segundo mandato em Cuiabá. Sem ambiente para seguir no MDB, onde passou a enfrentar resistência de toda a bancada do partido na Câmara Federal e na Assembleia, Emanuel recebeu convite de...

Ex-deputado "detona" Aliança por MT

victorio galli 400 curtinha   As deputadas federais Carla Zambelli e Bia Kicis, que estão na linha de frente pela criação do Aliança pelo Brasil, partido idealizado por Bolsonaro e ainda na fase de coleta de assinaturas para ser formalizado, foram informadas de que o ex-deputado federal Victório Galli...

Saúde em MT sob iminente colapso

Os números da pandemia da Covid-19 em MT são alarmantes. Entre sexta e este sábado foram registrados 1.050 novos casos de pessoas infectadas com o vírus e mais 21 mortes. Desde o início da pandemia, quase 5 mil mato-grossenses já morreram da doença. Em Cuiabá, o índice de ocupação de UTIs chega a 69%, superando o pior período da pandemia, registrado em agosto do ano passado. Em outras regiões do Estado, a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.