Últimas

Quarta-Feira, 06 de Junho de 2007, 19h:40 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

FLAGRANTE

Bandidos rendem policiais em assalto a banco

    A fotografia revela uma cena no mínimo inusitada. Nesta quarta pela manhã, em São José do Rio Claro (a 315 km de Cuiabá), assaltantes renderam policiais, seguranças e clientes de uma agência do Banco do Brasil. A foto de Marcos Pontes revela o momento em que as vítimas estavam imobilizadas. 

     Armados com fuzis AR-15, os assaltantes ficaram 30 minutos no banco no aguardo da abertura automática do cofre. Depois, roubaram o dinheiro e fugiram levando um policial e dois agentes carcerários como reféns. Na fuga, eles usaram a própria viatura da Polícia Militar, incendiaram outro carro para, em seguida, libertar os reféns.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso demonstra a omissão do Estado e falta de responsabilidade do Judiciário. Veja só:

    Dia-a-dia SÃO JOSÉ DO RIO CLARO
    Quarta, 06 de junho de 2007, 15h07
    Tribunal de Justiça negou liminar que pedia mais PMs em São José do Rio Claro

    MidiaNews/Celso Bejarano Jr.


    O assalto ocorrido na agência do Banco do Brasil do município de São José do Rio Claro, ocorrido na manhã desta quarta-feira, poderia ter sido evitado. Bandidos fizeram reféns, depois soltaram, trocaram tiros com policiais e escaparam levando uma quantia ainda não revela de dinheiro. Detalhe: os criminosos fugiram dirigindo a única viatura policial do município. Até o início da tarde, os bandidos não haviam sido localizados.

    A idéia de que a ação dos bandidos poderia ter sido evitada ou ao menos dificultada, é defendida pelo representante do MP (Ministério Público) na cidade, o promotor de Justiça, César Danilo Ribeiro de Novais.

    Este promotor moveu ação civil pública contra o Estado exigindo aumento do efetivo policial, mas o Tribunal de Justiça não concordou com o manifesto do MP.

    Na ação produzida por Novais, ele sustenta que apenas quatro policiais militares atuam na segurança da cidade, dos quais dois cumprem plantão no fórum.

    Pelos cálculos do promotor, cada militar cuida da segurança de algo em torno de 7,5 mil habitantes, já que a população de São José do Rio Claro, soma 15 mil pessoas. São José fica 325 quilômetros distantes de Cuiabá.

    Logo após o assalto de hoje, o promotor escreveu um comunicado e mandou às principais autoridades do município. No documento, ele disse que “somente após 7 meses [após ter movido ação pedindo efetivo policial], o Poder Judiciário, por meio de magistrado da comarca de Diamantino, resolveu apreciar o pedido liminar que, para nossa surpresa, negou-o”.

    Inconformado com a decisão, o promotor entrou com agravo de instrumento no Tribunal de Justiça contra a decisão inicial. Ao produzir o recurso, o promotor tomou emprestado um dos pensamentos de Santo Agostinho, que disse: “A esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem; a indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-la”. Nem o santo ajudou: o argumento do promotor fora negado de novo.

    “Para a nossa surpresa o relator do recurso também negou o pedido de liminar, ao argumento de que, pasmem (!): “não vislumbro perigo de dano irreparável” [esse foi o entendimento de um desembargador que avaliou o pedido do promotor de São José do Rio Claro]

    “Não resta dúvida de que a falta de policiais militares nesta cidade figura como convite ao aumento da criminalidade”, anotou em seu comunicado o promotor César Danilo Novais. Ele escreveu também que o Estado de Mato Grosso “é o responsável direto pela falta de segurança”.



    Atualizado às 15 horas

    www.midianews.com.br

  • Helio Rocha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ou melhoram a segurança no município ou cenas como essa vão continuar, principalmente agora que os bandidos sabem que a polícia está "indefesa".

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.