Últimas

Quarta-Feira, 09 de Maio de 2007, 08h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Bem-vindo, Bento 16!

      "O papa vem para dizer-nos que o amor inspirado em Jesus Cristo é caminho para a realização dos anseios de justiça, solidariedade e paz". É o que comenta o arcebispo de Aparecida (SP), dom Raymundo Damasceno Assis, em artigo na Folha de S. Paulo desta quarta (9). Confira reprodução abaixo.

    Hoje, sua Santidade, o papa Bento 16, chega ao Brasil para inaugurar a 5ª Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe. É o segundo papa que o Brasil terá a honra e a alegria de receber.
    Quem é Bento 16, o homem que assumiu o serviço de pastor da Igreja Católica? Joseph Ratzinger é seu nome de batismo. Nasceu em 16 de abril de 1927, na cidade de Marktl am Inn, no sul da Alemanha. Seu pai era comissário de polícia; sua mãe, cozinheira de um hotel. Ratzinger enfrentou tempos difíceis na juventude, sobretudo no período da Segunda Guerra Mundial, quando o regime nazista dominava a Alemanha e alimentava um clima de hostilidade contra a Igreja Católica.
    O jovem Joseph presenciou atos de horror praticados contra os opositores do regime e chegou a ser convocado, no final da guerra, para prestar serviços auxiliares antiaéreos. Nessa situação difícil, descobriu a beleza e a verdade da fé em Jesus Cristo, experiência que o marcará por toda a vida.
    A ordenação sacerdotal, ele a recebeu em 1951. Participou, como consultor teológico do cardeal de Colônia, Joseph Frings, do Concílio Vaticano 2º (1962-65) e prestou notável contribuição àquela assembléia episcopal. Foi ordenado bispo em 1977, ano em que o papa Paulo 6º o nomeou arcebispo e cardeal de Munique.
    Em 19 de abril de 2005, em um dos conclaves mais breves da história da igreja, foi eleito papa pelo colégio dos cardeais, no quarto escrutínio. É o 265º sucessor de Pedro na cátedra de Roma. Ao apresentar-se à multidão reunida na praça de São Pedro, no dia de sua eleição, Bento 16 se definiu como "um simples e humilde trabalhador da vinha do Senhor".
    Quando escolheu Pedro para ser chefe dos apóstolos, isto é, o primeiro papa, Jesus lhe dirigiu estas palavras: "Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei minha igreja" (Mt 16,18).
    Essas mesmas palavras, ditas ao humilde pescador da Galiléia no lago de Tiberíades, foram repetidas por Jesus a Bento 16 no momento em que o colégio dos cardeais o elegeu papa e ele aceitou a indicação.
    Para a igreja, Pedro é, hoje, Bento 16. Como Pedro nos tempos apostólicos, ele preside a igreja no serviço e na caridade e é o princípio e o fundamento visível da unidade da fé.
    Nos dois primeiros anos de pontificado -que agora se completam-, Bento 16 já deu à igreja e à humanidade dois documentos doutrinais e pastorais de grande destaque: a Carta Encíclica "Deus é Amor" e a exortação apostólica pós-sinodal "A Eucaristia, Sacramento da Caridade".
    O tema da primeira Carta Encíclica é o amor, centro da vida cristã e que, no dizer de Bento 16, "se torna o critério para a decisão definitiva sobre o valor ou a inutilidade duma vida humana" (nº 15). Por ser documento inaugural do governo de Bento 16, define a linha de seu pensamento, bem como, por conseqüência, determina os contornos do pontificado.
    O amor é, por sinal, no dizer do cardeal Angelo Scola, um dos temas cruciais no qual se joga o futuro da igreja e da humanidade.
    De fato, conforme escreveu Bento 16 na Carta Encíclica antes mencionada (nº 2), "o termo "amor" se tornou hoje uma das palavras mais usadas e mesmo abusadas, à qual associamos significados completamente diferentes". Na encíclica, o papa discorre sobre o tema de maneira profunda e remove os equívocos existentes sobre o assunto, demonstrando que as duas dimensões do amor, eros e ágape, longe de se contraporem, se iluminam reciprocamente. Para ser verdadeiro, o amor deve ser capaz de se doar até o sacrifício da própria vida.
    Bento 16, como pastor da igreja, vem ao Brasil para testemunhar pessoalmente seu amor por nosso povo. Vem ao encontro da expressiva parcela do rebanho de Cristo que se encontra na América Latina, particularmente no Brasil, em obediência à missão que Jesus conferiu a Pedro e aos seus sucessores: "Apascenta os meus cordeiros... apascenta as minhas ovelhas" (Jo 21, 15-16).
    O papa vem até nós, enfim, para nos confirmar na fé em Jesus Cristo. Vem para dizer-nos que o amor inspirado em Jesus Cristo crucificado e transformado em obras em favor dos mais pobres é caminho para a realização, na América Latina e no Brasil, dos profundos anseios de justiça, de solidariedade e de paz.

Dom Raymundo Damasceno Assis é arcebispo de Aparecida (SP), anfitrião do papa no Brasil, foi secretário-geral do Conselho Episcopal Latino-Americano (91/95) e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (95/98 e 1999/2003)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ricardo atuando pela reeleição de EP

ricardo adriane 400 curtinha   O ex-vereador Ricardo Adriane (foto), um dos dirigentes do Republicanos da Capital e do quadro de assessores do presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho, está fazendo campanha pela reeleição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro. Numa reunião ampliada, Ricardo deixou claro que...

Única petista eleita define apoio a EP

edna sampaio 400 curtinha   Única vereadora eleita pelo PT na Capital, a professora Edna Sampaio (foto) resolveu declarar apoio à reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). E mandou mensagens aos servidores públicos, que passarão a ter a petista como espécie de porta-voz na Câmara Municipal....

Batista agora aparece pra pedir voto

joao batista 400 curtinha   Único deputado do Pros com assento na Assembleia e presidente estadual do partido, João Batista (foto) resolveu aparecer nestas eleições em Cuiabá, mas no segundo turno. No primeiro, foi escondido pela candidata do Pros, Gisela Simona, que ficou em terceiro lugar. Nos bastidores,...

Derrotado a vereador se junta a Abílio

elias santos 400   O irmão do deputado estadual Wilson Santos, Elias Santos (foto), que concorreu a vereador por Cuiabá e só conseguiu 1.143 votos, agora faz campanha para Abílio neste segundo turno, no confronto entre o candidato do Podemos e o prefeito Emanuel. Elias estava no PSDB e correu para o DEM do governador...

Surra de votos no prefeito e no irmão

meraldo sa 400 curtinha   Na pequena Acorizal, com menos de seis mil habitantes, o ex-prefeito de dois mandatos, ex-presidente da AMM e ex-deputado estadual Meraldo Figueiredo Sá (foto) garantiu mesmo, nas urnas, o seu retorno ao cargo. Concorrendo pelo PSD e agora sem ajuda do antigo padrinho político José Riva, Meraldo...

Ato de Gisela por Abílio na prefeitura

gisela simona 400 curtinha   Gisela Simona (foto), que agora virou Abílio desde criancinha, mesmo depois de sofrer ataques e críticas deste no 1º turno, convocou correligionários para um "ato contra corrupção", neste domingo, na praça Alencastro, em frente à Prefeitura da Capital. A plateia de...

MAIS LIDAS