Últimas

Domingo, 29 de Novembro de 2009, 09h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

TRAJETÓRIA

Bezerra é hoje o político com mandato mais velho em MT

   Aos 68 anos de idade completados no último dia 4, Carlos Gomes Bezerra é hoje o político com mandato eletivo mais antigo em Mato Grosso. Ocupa cargo público desde 1974, portanto, há 35 anos. Em seguida, vem Percival Muniz, Jayme Campos e Osvaldo Sobrinho, que estrearam com aprovação das urnas a partir de 82. Já em 88 surgiu Wilson Santos. Os demais políticos que ocupam mandatos hoje emergiram de pleitos seguintes, como Serys Marly Slhessarenko e Wellington Fagundes, eleitos em 90; Eliene Lima (92), José Riva e Pedro Henry, os dois de 94. Na vida pessoal, todos demonstram estar realizados financeiramente. Muitos acumulam pensões vitalícia. Eles evitam comentar, mas figuram na lista de grandes pecuaristas.

  Fernando Ordakowski
Clique para ampliação
Carlos Gomes Bezerra, Percival Muniz, Jayme Campos, Osvaldo Sobrinho e Wilson Santos: "poder eterno"

  Bezerra comanda o PMDB no Estado há quase duas décadas. É daqueles políticos que, segundo os filiados, não dão trégua para surgimento de novas lideranças. Ele começou a militância no velho MDB, pelo qual se elegeu deputado estadual em 74. Exerceu o mandato de 75 a 78. Ainda pelo MDB ganhou para deputado federal (79/83). Já no PMDB, Bezerra foi prefeito de Rondonópolis duas vezes (83/86 e 93/94), governador (87/90), senador (1995/2003) e desde fevereiro de 2007 exerce o segundo mandato de federal. O cacique não quer parar por aqui. No próximo ano vai buscar novo mandato.

   Percival Muniz é "cria" de Bezerra. Se elegeu vereador há 27 anos. Depois foi deputado federal constituinte, prefeito de Rondonópolis por dois mandatos e hoje ocupa cadeira na Assembleia. Passou por vários partidos, como PMDB, PSB, PSDB e está no PPS. Jayme Campos foi prefeito de Várzea Grande por três mandatos, o primeiro a partir de 82. Desde 2007 é senador. Dois partidos nos quais militou já foram extintos (PDS e PFL) e, mesmo assim, o cacique continua na vida pública. Hoje é do DEM. Jayme não pára por aí. Em 2010, quer ser governador, mesmo com a cadeira de senador segura até 2014.

   Oswaldo Sobrinho é outro que acumula vários cargos públicos. Começou como deputado estadual, em 82, pelo PMDB. Oito anos depois migrou para o PTB, onde está até hoje. Exerceu cadeiras de deputado federal, de vice-governador, de secretário de Estado e da Prefeitura de Cuiabá e atua como senador no lugar do titular Jayme, licenciado por quatro meses. Wilson Santos apareceu na vida pública em 88, quando se elegeu vereador pelo PMDB. Depois conquistou vaga de deputado estadual por duas vezes, foi deputado federal, secretário de Estado e de Cuiabá e exerce hoje o segundo mandato de prefeito da Capital. Santos quer mais. Sonha com a cadeira de governador ou de senador.

   Das eleições de 1990 surgiram políticos que continuam com mandato até hoje, como Wellington Fagundes, que já está no quarto mandato de deputado federal, e a ex-deputada estadual, ex-secretária de Estado de Educação e senadora Serys Marly. Fagundes era do PL, que se fundiu com o Prona e se transformou no PR. Serys teve passagem relâmpago pelo PV e milita no PT há vários anos. Os dois também estão de olho no pleito de 2010. Fagundes vai buscar o sexto mandato, enquanto Serys quer continuar no Congresso Nacional.

Políticos mais antigos e com mandato eletivo
Carlos Bezerra          1974 (pelo MDB)
Percival Muniz            82 (PMDB)
Jayme Campos           82 (PDS)
Osvaldo Sobrinho       82 (PMDB)
Wilson Santos             88 (PMDB)
Serys Slhessarenko   90 (PT)
Wellington Fagundes 90 (PL)
Eliene Lima                 92 (PSB)
José Riva                    94 (PMN)
Blairo Maggi               94 (PPB)
Pedro Henry               94 (PDT)

   "Carreiristas"

   Homens públicos que costumam dizer que não são políticos "carreiristas" estão traindo a própria história. Blairo Maggi, por exemplo, se elegeu no extinto PPB (hoje PP) como primeiro-suplente de senador de Jonas Pinheiro (já falecido). Em 99, ele exerceu mandato de quatro meses de senador. No pleito de 2002, já no PPS, ganha para governador e, em 2006, reconquista o mandato. Hoje está no PR e trabalha pré-candidatura de senador.

   Eliene Lima foi vereador por Cuiabá a partir de 92. Em seguida, exerceu mandato de deputado estadual e hoje é um dos oito federais mato-grossenses e vai em busca da reeleição.

    José Riva e Pedro Henry começaram a exercer mandato a partir de 94. O primeiro iniciou como prefeito de Juara, pelo PMN. Depois virou deputado e já está no quarto mandato. Do PMN pulou para PTB, PSDB e virou cacique do PP. Henry começou como vice-prefeito de Cáceres, foi diretor da Sanemat e está no terceiro mandato de deputado federal.

    A permanência dessa safra antiga no poder é uma prova de que a campanha por renovação no quadro de políticos não tem encontrado respaldo nas urnas. Há uma série de fatores que contribuem para isso, como o controle que os caciques exercem sobre as legendas e o desestímulo e desinteresse dos mais jovens em entrar para a militância político-partidária.

Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • CHICO LUCIDO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

         Bezerra, você e o Sarney poderiam ir ao Egito aprender sobre sarcófagos e mumificação para se perpetuarem nos milênios futuros...vão ajudar os pobres, cuidar dos netos...

  • Claudia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu achava que era a Serys Marly. Fiquei sabendo que tem 70 anos de idade!!!

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os políticos tendem a ser Mun-Rá, o de vida eterna, inclusive quando trocam as jovens lideranças que surgem espontaneamente por jovens lideranças criados por serem parentes e, mesmo assim, para manter o poder. Manter esse controle implica em desembolsar altas somas de dinheiro e como não vejo esse políticos empobrecidos só posso pensar no pior.

  • Rogerio Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Paulo Ronan | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O deputado José Riva, acho, foi eleito antes a Prefeito.

  • Rogerio Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho que o Bezerra já esta passando a hora de deixar outros novos a assumir o partido ele ja esta gaga e fazendo pipi nos pés,com todo respeito,realmente ninguém é eterno

  • cosmo vetoras | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    é lamentavel saber que uma pessoa assim como este bezerra se acha que pode permanecer no poder eternamente iso é uma tremenda ingnorancia pra um homem só.

  • Etevaldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para que haja maior alternância de políticos, venho defendendo a idéia de que uma boa parcela - pelo menos 1/3 - das cadeiras parlamentares passem a ser preenchidas por concursos públicos.
    Com esta medida, com certeza teríamos mais mulheres, mais negros, mais índios dentre outros menos votados, atuando no meio político.
    E ainda tem gente querendo que haja votação em lista partidária. No Brasil isso é o mais escabroso absurdo.

  • Brito Júnior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Bezerra já tem cara de morto vivo, vampirão, com a pela macilenta e pálida de quem perdeu a vida há anos. Alguém deveria dar uma ajudinha para ele se aposentar. Bezerra, vai curtir o que resta de sua vida, viajar, passear por ai, conhecer o Brasil, o povo pobre, que se vira para conseguir comida, que passa aperto para levar o filho quase morto no médico, que bebe água suja e comida gorda, sem opção. Bezerra, vc ainda tem chance de se redimir! Corra, faça algo bom pela humanidade. Vc já teve tudo que podia: dinheiro, poder e influência, use isso de alguma forma pela maioria, pelo bem! É só uma questão de escolha!!!!!

  • Elaine | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Por que será que eles não se reunem com a família todos os finais de semana e feriados, confraternizam, brincam, levam uma vida cheia de paz.

    Preferem ter uma vida agitada voltada para o DINHEIRO, DINHEIRO E MAIS DINHEIRO.

    Estão morrendo e não percebem que estão no fim. Esquecendo que a outra vida é eterna e mais justa.

    REFLITAM TODOS OS POLÍTICOS DESTE PAÍS.

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...

Euclides, ideia do "calote" e frustração

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado Euclides Ribeiro (foto), que enriqueceu atuando na área de recuperação judicial e hoje detém um patrimônio declarado de R$ 23 milhões, não "decolou" com a candidatura ao Senado. Acreditava-se que sua principal proposta, aquela de recuperar o nome e o...

Empresários revoltados com candidato

vinicius nazario 400 curtinha   Os candidatos a prefeito de Alta Floresta, cidade pólo do Nortão, participaram de uma live nesta terça, organizada pela Universidade do Estado (Unemat). E chamou atenção, vindo a repercutir de forma negativa e provocar certa revolta no comércio local, o comentário do...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...