Últimas

Quarta-Feira, 02 de Maio de 2007, 08h:23 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

LEGISLATIVO

Bezerra é quem mais usa verba indenizatória

   O deputado Carlos Bezerra (PMDB) foi quem mais recebeu verba indenizatória em abril dos oito federais mato-grossenses. Foram R$ 14,4 mil. Cada parlamentar tem direito ao ressarcimento de até R$ 15 mil mensais. Trata-se de uma entre várias vantagens.

   Pedro Henry (PP), que conseguiu sobreviver ao mandato após acusação de envolvimento nos escândalos do mensalão e sanguessuga, vem em seguida, com recebimento de R$ 12,5 mil a título de verba indenizatória. O que menos consumiu foi o republicano Wellington Fagundes: R$ 1,2 mil.

   Os R$ 15 mil de verba indenizatória a que tem direito cada um dos 513 deputados federais devem ser aplicados na cobertura de aluguel, em despesas com tarifas de água, luz, telefone, locação de veículo e material de escritório. Eles podem utilizar o dinheiro também para pagar consultoria.

   Dos R$ 14,4 mil gastos em abril, Bezerra apontou R$ 6,9 mil de despesas com locomoção, hospedagem e alimentação e R$ 3 mil com trabalhos de consultoria e assessoria. Com combustíveis e lubrificantes diz ter gasto R$ 4,4 mil. Pedro Henry gastou R$ 5,4 mil com hospedagem e locomoção. Somente com combustíveis foram R$ 4,5 mil.

   O petista Carlos Abicail apresentou despesas e foi reembolsado em R$ 9,7 mil. As notas apontam consumo de R$ 3,7 mil com combustíveis e lubrificantes, R$ 3,8 mil com material de divulgação de sua atividade parlamentar e R$ 1,1 mil com aquisição de material de expediente.

   O deputado Valtenir Luiz Pereira (PSB) recebeu R$ 9,7 mil de verba indenizatória. Afirma ter consumido R$ 2,7 mil em aluguel de imóveis, R$ 2,3 mil em aquisição ou locação de software e serviços postais e R$ 2,5 mil em consultoria e pesquisas e trabalhos técnicos.

   A deputada Thelma de Oliveira (PSDB) não recebeu verba em abril por estar licenciada. Sua vaga é ocupada pelo empresário tucano Neri Geller. Homero Pereira (PR) foi reembolsado em R$ 2,7 mil. Sua maior despesa sobre verba indenizatória foi com combustíveis: R$ 1,6 mil. Fagundes recebeu R$ 1,2 mil por ter consumido R$ 590 com locomoção, hospedagem e alimentação, R$ 138 com combustíveis e R$ 350 com locação de móveis e equipamentos.

   O deputado Eliene Lima (PSB) recebeu R$ 8,6 mil. Afirma ter gasto R$ 4,5 mil com combustível, R$ 2,3 mil na compra de material de expediente e R$ 1,8 mil com consultorias.

  Privilégios

   Além da verba indenizatória de até R$ 15 mil, cada deputado tem direito a gastar mensalmente entre R$ 10 mil e R$ 17 mil de passagem aérea. O valor varia conforme a região de origem. No caso dos parlamentares mato-grossenses, o limite é até R$ 11 mil. O salário é de R$ 12,8 mil. O federal recebe ainda R$ 50,8 mil para contratar de cinco a 25 funcionários para atendimento em Brasília ou no Estado que representa. Esses servidores podem receber de um salário mínimo a R$ 8.080,00.

   O parlamentar que não optar pelo apartamento funcional, tem direito a receber auxílio-moradia de R$ 3 mil para aluguel ou, se preferir,  tem direito à quantia líquida de R$ 2,1 mil em dinheiro.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.