Últimas

Segunda-Feira, 06 de Abril de 2009, 12h:11 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

Verba indenizatória

Bezerra, Henry e Valtenir são os que mais gastam

   Após dispensar a verba indenizatória de janeiro, o deputado Wellington Fagundes (PR) declarou ter gasto apenas R$ 2,6 mil em fevereiro. Entre os oito deputados federais mato-grossenses, o republicano é o que teve menor despesa. Ele utilizou R$ 1,6 mil no pagamento do aluguel de seus escritórios políticos, R$ 70 com combustível e R$ 415 na aquisição de publicações, postais e software. O parlamentar declarou ainda despesas de R$ 500 com alimentação e hospedagem. Na outra ponta da lista está o cacique do PMDB, Carlos Bezerra. Ele "torrou" R$ 17,7 mil. O peemedebista usou mais de 50% de sua verba indenizatória com hospedagem e alimentação. Foram R$ 9,7 mil. Segundo dados oficiais, Bezerra usou R$ 4,5 mil no pagamento de combustível e R$ 3,5 mil na divulgação de sua atividade parlamentar.

  O progressista Pedro Henry, por sua vez, não fica muito atrás. Gastou R$ 17,6 mil. Destes, R$ 12 mil foram com pagamento de consultorias, assessorias e trabalhos técnicos. Ele apresentou notas de R$ 4,5 mil com compra de combustível e R$ 856 usados em hospedagem e alimentação. O parlamentar declarou ainda gastos de R$ 264 com serviços postais, publicações e software.

   A Câmara Federal possui 513 deputados, 8 deles pertencentes à bancada de Mato Grosso. Cada parlamentar tem direito a R$ 15 mil mensais a título de verba indenizatória. Recebe o dinheiro após apresentar recibos e/ou notas dos gastos provenientes do exercício de sua função parlamentar.

   Valtenir Pereira (PSB) declarou despesas de R$ 17,2 mil. Ele alega ter gasto R$ 8,6 mil no pagamento de aluguel para manter escritórios políticos. Outros R$ 4,5 mil teriam sido utilizados na compra de combustíveis, R$ 2,4 mil em alimentação e hospedagem. O parlamentar afirma que usou ainda R$ 1,7 mil na compra de material para escritório.

    Eliene Lima (PP) garante ter "consumido" R$ 4 mil na aquisição de material para expediente e R$ 4,5 mil com combustível, além de R$ 3,9 mil em consultorias e assessorias. Ainda segundo a prestação de contas do deputado do PP, foram gastos R$ 2,5 mil com softwares, publicações e postais. No geral, "torrou" todos os R$ 15 mil a que tem direito. O republicano Homero Pereira foi ressarcido em R$ 6,5 mil por causa de despesas com assessoria e consultorias, R$ 5,1 mil em hospedagem e alimentação, R$ 1 mil no aluguel de seu escritório político e R$ 2,5 mil com combustível. A tucana Thelma de Oliveira apresentou despesas de R$ 9,1 mil. Elencou apenas dois gastos, um de R$ 4,6 mil com aluguel de escritórios políticos e outro de R$ 4,5 mil em combustível. Já o petista Carlos Abicalil alega gastos de R$ 4,6 mil com pagamento de aluguel de escritório político e R$ 2,4 com combustível; R$ 2,7 mil com alimentação e hospedagem, R$ 237 no pagamento de empresa especializada em segurança e R$ 674 na compra de postais e software, totalizando R$ 10,8 mil. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Colíder com 2 candidatos desgastados

jaiminho 400 curtinha   Em Colíder, duas figuras bastante desgastadas politicamente estão na disputa pelo Executivo, sendo o prefeito Noboru Tomiyoshi, que fechou aliança com apenas três partidos (DEM, PSD e SD), e o ex-prefeito Jaime Marques (foto), que concorre pelo PSC numa coligação que agrega DEM e...

PP com 25 a vereador projeta 3 vagas

orivaldo da farmacia 400 curtinha   O PP, da base aliada do prefeito Emanuel, conta com 25 candidatos a vereador pela Capital. Deve conquistar entre duas e três vagas. Os principais concorrentes são os já vereadores Orivaldo da Farmácia (foto), Marcrean Santos e Luis Cláudio, além do ex-vereador...

MPE vê prefeita de Torixoréu inelegível

ines 400 curtinha torixoreu   Para o Ministério Público Eleitoral, a prefeita de Torixoréu, Inês Mesquita Moraes Coelho (foto), que se lançou à reeleição pelo DEM, está inelegível. Numa ação de impugnação de registro de candidatura, o promotor...

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...