Últimas

Quarta-Feira, 03 de Dezembro de 2008, 07h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

ARTICULAÇÃO

Bezerra retoma a influência em municípios-pólos

Fernando Ordakowski

  Aos 67 anos completados em 4 de novembro, o deputado federal Carlos Bezerra, há mais de uma década à frente do controvertido PMDB, volta a ganhar espaço político em municípios-pólos com a eleição de aliados muito próximos. Prefeitos eleitos como Zé do Pátio (Rondonópolis), Juarez Costa (Sinop), Joemil Araújo (Rosário Oeste), Chicão Bedin (Sorriso) e Mercídio Panosso, o Chicão do Garimpão (Guarantã do Norte) vão administrar sob a batuta do cacique peemedebista.

   Bezerra ocupou a maioria dos cargos eletivos. Foi deputado estadual (1975/1979), federal (79/83), prefeito de Rondonópolis por duas vezes (83/86 e 93/94), governador (87/90), senador (1995/2003) e desde fevereiro do ano passado voltou à cadeira na Câmara Federal com a conquista de 75.365 votos nas urnas de 2006.

   Ainda sob forte desgaste, inclusive em Rondonópolis, sua principal base eleitoral, Bezerra ressurge com suas estratégias. Nos bastidores, parte do secretariado da maioria dos 19 prefeitos eleitos e reeleitos do PMDB passa pelo seu crivo. Como dirigente partidário, ele exclui aqueles que resistem-no, bloqueia quem poderia despontar como estrela do partido e, assim, capitaliza sobre os feitos e mantém o poder de mando, tanto que, na hora das composições visando as eleições, os líderes e presidentes de outras legendas batem a sua porta.

   Bezerra está trabalhando nos bastidores para não ficar fora de uma candidatura majoritária em 2010. Entende que erros estratégicos, como o de levar o PMDB para aliança com o extinto PFL de Júlio Campos em 1998 e de se juntar com Dante de Oliveira (já falecido) e Antero de Barros em 2002, fazem parte do passado. O presidente regional do PMDB admite concorrer ao Senado ou até mesmo a governador. Alguns de seus cabos eleitorais começam a se movimentar nesse sentido a partir do próximo mês, quando passam a comandar municípios-pólos. Vice-governador e um dos virtuais candidatos ao Paiaguás do PMDB, Silval Barbosa que se cuide.

Postar um novo comentário

Comentários (21)

  • ATONIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PENSO QUE O POVO JÁ NÃO PENSA MAIS COMO ANTES E MUITO MENOS ENXERGA UM POLITICO COMO UMA AUTORIDADE COMO VIA A ANOS ATRÁS, HOJE A POPULAÇÃO VÊ MAIS O POLITICO COMO UM CORRUPTO, POR MELHOR E BEM INTENCIONADO QUE SEJA, MAS COM TANTOS ESCANDALOS: SANGUESSUGA, DOLAR NA CUECA, DESVIO DE VERBAS, MENSALÃO E POR AI AFORA, O POVO QUER VER REALMENTE ALGUEM QUE MUDE ESSE PICADEIRO POLITICO E ANARQUICO, COMO É O CASO DA CASA DA DINDA OU DO POVO, RODIZIOS PARA TODOS MAMAR, ISSO É VERGONHOSO E O POVO NÃO QUER MAIS PESSOAS LIGADAS E ESSE CENARIO, RETROGRADO E ARCAICO, QUEREMOS POLITICOS QUE QUEIRAM REALMENTE TRABALHAR NESTE PAIS, REFORMULAÇÃO DAS LEIS PENAIS, TRIBUTARIAS, SAUDE, EMPREGOS, UMA VIDA MELHOR SEM O SALARIO HOLERITH CEBOLA PARA QUEM REALMENTE PRODUZ, QUE É O POVO. LULAS EM GERAL COM ESSE BOLSA FAMILIA E NÃO EMPREGOS, QUE É TAPAR A COMPRA DE VOTOS COM PENEIRA, GENTE VAMOS MUDAR E ACABAR COM ISSO, AI SERA BRASIL. ** E DEMOCRACIA JÁ E CADEIA PARA QUEM MERECE.*** CARLOS BEZERRA NÃO ENTRE MAIS NESSA CANOA FURADA, DINHEIRO PARA TORRAR SABEMOS QUE TEM, MAS NÃO GANHARÁ NEM PARA SER GARI, VOTO MEU NUNCA.

  • Germano Souza Cruz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Engana-se quem acha que Carlos Bezerra retoma imfluências nos municípos onde o PMDB galgou êxito em eleger seus candidatos majoritários, pois, foi-se o tempo que Bezerra dava ordens e (mal)direcionava as decisões do partido, agora É A VEZ DO NOVO, E O NOVO É ZÉ DO PÁTIO, a quem Bezerra não apoio de peito aberto, agora e a VEZ DE ZÉ DO PÁTIO construir aliança com WILSON SANTOS e tomar dos botinudos o comando de Mato Grosso, ou seja, chegou a vez de Mato Grosso respirar sem estar engasgado com restículos de chimarrão.

    QUE BOOOOOOOOOOOOMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM!

  • Frederico Monteiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Em adiantado processo de mumificação, o ora Deputado Carlos Bezerra pensa possuir em Mato Grosso um poder político que não mais lhe pertence há várias décadas. Antigamente admirado por sua luta intransigente contra o sistema ditatorial que se implantou no Brasil, em razão de que galgou a maioria dos postos eletivos em nosso Estado, o ora caudilho desvaneceu-se em si mesmo ao se mostrar quem realmente era: um ditador de primeira grandeza, opulento, perseguidor, magoado, daqueles que nunca tem dó nem piedade de seus adversários. Por isso perdeu espaço político, perdeu admiradores, perdeu liderança em nosso Estado e hoje, muito embora assim se pretenda, não possui nenhum poder que não o de comandar o velho PMDB, hoje um partido que visa somente estar junto com o poder, participando ativamente de suas benesses. A democracia que se dizia existir em Carlos Bezerra, é a mesma democracia de Dilma Roussef, José Genoino, José Dirceu e tantos outros que dizem ter lutado pela democracia: a democracia da ditatura, do culto à personalidade, do desprezo às instituições, da total falta de sedimentação democrática pelos princípios que diziam defender. Hoje, acho que na verdade, esses senhores eram verdadeiros bandidos que, sob a alegação de defenderem o povo, pretendiam, na verdade, alcançando o poder, escravizá-los e subjugarem-no com suas botas e suas prepotências. Tomara que Bezerra se despeça da política. Não fará falta a Mato Grosso. Nenhuma falta.

  • JAIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para o EUSTÁQUIO ARRUDA.

    Curiosidade matou o gato e vc. me parece por demais curioso. Lá prás bandas de Goiás, todo mundo sabe o que é ser MÃO DE PILÃO. Acho melhor vc. não perguntar ao BEZERRA. Ele pode querer mostrar prá vc.

  • SÉRGIO ALCÂNTARA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    BEZERRA É UM POLÍTICO ULTRAPASSADO À COMEÇAR PELO CABELO...

    ANTIQUADO E ARROGANTE...

    QUANDO ENCONTRA CIDADÃOS NAS RUAS NEM CUMPRIMENTA NEM OLHA NA CARA DAS PESSOAS...

    BEZERRA NÃO ESQUEÇA QUE O TEU DINHEIRO FICARÁ E VOCÊ IRÁ PARA UM LUGAR ONDE SERÁ JULGADO PELO QUE FEZ E NÃO PELO DINHEIRO...

  • murilo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ou eu muito me engano ou o bezerra tá se achando.
    sai pra lá bode velho, AGORA QUEM MANDA NO PMDB É O ZÉ QUE O POVO QUER.
    BEZERRA NUNCA MAIS.
    VIVA O NOVO E FUTURO PRESIDENTE DO PMDB.
    VIVA O ZÉ DO PÁTIO.
    APRENDA A RESPEITAR ESTE NOME SEU BEZERRA E PASSE A PEDIR BENÇÃO PRO NOSSO ZÉ.

  • matheus | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ADEUS BEZERRA. É O ZÉ QUE O POVO QUER VC É SÓ ESTEPE.
    NÃO SERVE PRA NADA.
    RONDONÓPOLIS AGORA É DO ZÉ NEM VEM QUE NÃO TEM .
    TCHAUUU BEZERRA

  • maria de jesus | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vai sonhando Bezerra.Senador ou Governador:nunca mais!

  • Talles Elias Mantega | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sinceramente, ele quer dar uma de Julio Campos e renascer das cinzas, politicamente. Fica como Deputado Federal mesmo Bezerra, quem sabe vc ganha outra vez. agora não apela, Governador Não!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Vai levar tinta!!!!!!!

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

4 com as maiores chances ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   Todos os principais candidatos ao Senado, na suplementar de 15 de novembro, para eleger quem ocupará a cadeira da cassada Selma Arruda, estão trabalhando com tracking eleitoral, metodologia que consiste, basicamente, em realizar pesquisas de intenção de voto por telefone de forma...

Polarização entre Gustavo e os Maia

gustavo mello 400 curtinha   Em Alto Araguaia, três disputam a prefeitura, mas a briga eleitoral está mesmo polarizada entre o prefeito Gustavo Melo (foto), do PSB, e Martha Maia (PP), irmã do ex-prefeito por quatro vezes Maia Neto. Júnior da Farmácia (PSL) corre por fora, mas sem chance de êxito nas urnas....