Últimas

Quarta-Feira, 17 de Outubro de 2007, 08h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

ARTICULAÇÃO

Bloco se une para eleições e vai se opôr a Maggi


Caciques do DEM, PMDB e PP formam bloco independente para confrontar PR e PT em 2008 e chegar ao Paiaguás em 2010 

   O senador Jaime Campos (DEM), o deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) e o estadual José Riva (PP), pré-candidatos majoritários para 2010, fecharam um acordão visando as duas próximas eleições. Os efeitos, porém, já começam a ser sentidos agora, com reflexos na Assembléia Legislativa e no Palácio Paiaguás. O governador Blairo Maggi tende a se tornar refém da  tríplice-aliança e vai enfrentar um período nebuloso.

   Os caciques dos três partidos entendem que precisam formar um bloco independente porque estão sendo ignorados por Maggi, que buscou apoio no DEM, PMDB e PP para se reeleger e agora descarta retribui-los, também com apoio nas urnas.

   Dessa forma, os grupos começam a se dividir. De um lado, Maggi se junta aos petistas, numa composição PR/PT. De outro, democratas, peemedebistas e progressistas se unem. Um terceiro bloco começa a ser formado com PPS, PSDB e PDT.

   O bloco DEM/PMDB/PP estabeleceu que vai trabalhar unido nas eleições municipais de 2008. A estratégia é partir para o enfrentamento onde tiver candidatos do PR e do PT. Em Sinop, por exemplo, Riva chegou a provocar a dissolvição do diretório do PP para que a comissão provisória nomeada conduzisse a legenda ao apoio à candidatura a prefeito do deputado Juarez Costa (PMDB). Em Rondonópolis, o PP também apoiará o peemedebista Zé do Pátio no confronto contra o prefeito Adilton Sachetti (PR). Em moeda de troca, o PMDB estará no palanque do deputado Walter Rabello, candidato do PP a prefeito de Cuiabá.

   A tríplice-aliança pretende ganhar a maioria das prefeituras do Estado para partir com força na corrida às eleições gerais de 2010. Pelo acordão, quem tiver melhor nas pesquisas entre Jaime, Riva, Bezerra e/ou o vice-governador Silval Barbosa será o candidato a governador. Os outros dois concorreriam ao Senado, já que haverá abertura de duas vagas no Congresso Nacional. A idéia é cada um ficar com uma vaga majoritária.

   Na Assembléia, o grupo reúne nada menos que 11 dos 24 deputados, que vão começar a fazer oposição dura ao governo Maggi. O governador, por sua vez, terá de refazer sua base.

   Conjecturas

   Com a divisão de três grupos políticos, o cenário começa a clarear sobre a disputa majoritária de 2010. As articulações só devem avançar após o pleito de 2008, mas já é possível, em meio a algumas conjecturas, esboçar as seguintes tendências:
   1) A turma da botina lançaria a governador ou o diretor-geral do Dnit, Luiz Antonio Pagot, ou o prefeito de Rondonópolis, Adilton Sachetti. Ao Senado, seriam Blairo Maggi e o deputado federal petista Carlos Abicalil;
   2) A tríplice-aliança (DEM/PP/PMDB) costura a candidatura de Jaime a governador, enquanto seriam candidatos à senatória José Riva e Silval Barbosa ou Bezerra;
   3) PDT, PSDB e PPS já falam numa virtual candidatura ao Paiaguás dos deputados Otaviano Pivetta ou Percival Muniz. e do tucano Wilson Santos, hoje prefeito da Capital.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • omar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Até que enfim alguem para se opor a este governo dos bombachudos, nos Matogrossense de origem fomos esquecidos por "ele chê" é o caso dos municipios que não tem eles

  • Jeovaldo Rosa de Magalhães | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Só vou escreveu uma coisa, esse povo (Politicos) todos, estão esquecendo o principal o Srº Eleitor, que não e mais "Bobo", e nem todos são partidarios, vota mais pela pessoa, do que legenda, portanto vai virar um balaio de gato, estamos de olho......Fui.....

  • Antonio Cavalcante Filho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É a mesma historia se repetindo e se perpetuando ao longo do tempo É como um velho disco furado, que roda e roda mais a agulha não sai do lugar. Assim, são as disputas políticas das elites nestes pais, que ficam se remanejando de um lado para outro, hora fazendo de conta que são aliados, hora fingindo que são adversários. E é nesse vai e vem que o povão se atrapalha e os poderosos espertalhões vão se dando bem. Até Quando?

  • CASTELINHO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CONFESSO QUE NÃO APROVO A FORMA QUE O SRº BLAIRO CONDUS O ESTADO,TAXADO DE BUTINUDO,TRATOR, TRAIDOR ETC..., MAIS SOU CONTRA A VOLTA DESSES TRÊS CIDADÕES QUE DE SANTO ELES NÃO TEM NADA. UM SAIU DANDO TERRAS DO ESTADO COMO SE FOSSE DELE, OSTOUTRO TEM MUITA EXPLICAÇÃO PARA DAR AO INSS, AQUELOUTRO AINDA TEM MUITAS LANGERIE PARA JUSTIFICAR. ENTÃO O QUE SUJO QUER FALAR DE MAU LAVADO? SE NO FUNDO É SÓ INTERESSE PROPRIO, ESQUEÇA ESSA DE PARTIDÁRIO ONDE SE TROCA COMO SE FOSSE ROUPA...........

  • silvio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VELHA POLÍTICA
    VELHOS POLÍICOS
    MESMA HISTÓRIA
    MESMOS POLÍTICOS

    NÃO ESQUEÇAM

    NOVO ELEITOR
    NOVAS PERSPECTIVAS

    RESULTADOS DIFERENTES

  • GETULIO RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Claudio Buergas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estou só analisando.. Vamos lá.

    O Bloco do PP/DEM/PMDB já está muito queimado por só ter antigos caciques além de ter o Riva no meio, ou seja, tem muita denuncia em cima e o povo não vai elegê-los.


    O bloco do Blairo tem um sério problema, o Pagot sofreu um série de desgastes e as denuncias são realmente gravissimas. O Adilton, na minha opinião, já está muito queimado e é taxado como anti-popular.. Acho que nem se reelege em Rondonópolis.

    E curiosamente surge um bloco alternativo do PPS liderado pelo deputado Percival Muniz, que está tendo um ótimo desempenho na Assembleia. Esse bloco creio que vai sair eleito se mantiver essa postura que tem atualmente.. É o unico que esta conseguindo se diferenciar dos demais.. Só acho uma pena que o PSDB esteja junto, pois é muito queimado..

    Isso é só uma analise hein gente.

  • Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Povo Matogrossense não interessa se é Bezerra, Jaime ou Riva, o que interessa ´´e que esses botinudos tem que parar de mandar em MT como se fosse suas plantações de soja..

    Fora Maggi.......

  • Ademar Adams | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho ótimo que se unam Bezerra, Jaime e Riva. Esteja quem estiver do outro lado, a junção de três conhecidas "cobras criadas", já será motivo de sobra para não votar neles.
    É ótimo para o eleitor com os iguais se juntam...

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eaaa....Antero e Bosaipo expulsos da TRIBO ou escalados para outro Grupo o Galinho já orientou o Antero, não podemos afundar juntos você esta vendo como é ruim sem poder vamos espalhar nossos companheiros um pouco em cada Partido para segurar a barra.

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...