Últimas

Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2007, 06h:54 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Bolívia ameaça cortar gás para Cuiabá em março

    O presidente boliviano Evo Morales volta a endurecer as negociações diplomática com o Brasil e ameaça cortar, no próximo mês, o gasoduto que abastece Cuiabá. Morales pressiona por causa do preço do gás. Ele exige que o Brasil pague pelo menos o mesmo valor em vigência com a Argentina, de US$ 5 por milhão de BTU (medida térmica britânica). A  Petrobras, por sua vez, paga US$ 4,3 por milhão de BTU e resiste em aceitar um aumento de preços. Para compensar, o Brasil está oferecendo um pacote de ajuda que inclui, por exemplo, o financiamento de projetos de reforma agrária.

    O ramal que abastece a termelétrica Governador Mário Covas, inaugurado no governo Dante de Oliveira, está sob ameaça. Se o gás boliviano for cortado, todo o projeto milionário fica inviabilizado. Ocorre que o ramal é responsável pelo abastecimento de 70% do Estado de Mato Grosso. Por causa da tensão criada com a ameaça de La Paz de fechar o gasoduto, a MTGás tenta acalmar os empresários e industriais e, principalmente, conter os taxistas, que fizeram a conversão em seus veículos para abastecimento a gás natural em busca de economia.

     Controlada pela empresa Shell, a usina de Cuiabá paga hoje somente US$ 1 por milhão de BTU e não tem participação da Petrobras nesse ramal. O governo boliviano insiste tanto no aumento do preço que ameaça cortar o abastecimento do ramal a partir de março. Não é a primeira vez que Morales fez o cerco nesse sentido. Em meados do ano passado, ele fez a mesma ameça. Recuou após intervenção do Palácio do Planalto. Durante a cúpula do Mercosul, realizada no mês passado no Rio de Janeiro, Morales disse, numa alusão ao contrato de Cuiabá, que "não é possível que a Bolívia siga subvencionando gás para o Brasil".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Os virtuais candidatos a governador

ygor moura 400   Mesmo que timidamente, alguns começam a externar, em privado, o desejar de disputar o governo estadual por um bloco de oposição, contrapondo o projeto de reeleição de Mauro Mendes. O empresário Ygor Moura (foto), da rede de clínicas de depilação Espaçolaser,...

Nomes "de fora" pra deputado federal

valtenir pereira 400   Enquantos os oito deputados da bancada federal de MT (Barbudo, Medeiros, Leonardo, Rosa Neide, Juarez, Bezerra, Emanuelzinho e Neri) vão em busca da reeleição, na esperança de continuarem em Brasilia por mais quatro anos, outros líderes correm por fora, dispostos a também entrar na...

Todos federais vão tentar a reeleição

carlos bezerra 400   Todos os oito deputados federais mato-grossenses estão trabalhando projeto de reeleição. Mas um resolveu espalhar, em paralelo, a ideia de tentar o Senado: Neri Geller (PP). Sabe-se, porém, que a jogada do deputado de Lucas do Rio Verde e que já foi ministro da Agricultura não passa de...

Mil cestas básicas vão para músicos

alberto machado 400   O secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está comemorando a decisão do governador Mauro Mendes e da primeira-dama Virginia Mendes, que desenvolve ações sociais de forma voluntária, de disponibilizar mil cestas básicas para...

Assembleia cede espaço pra vacinação

Eduardo Botelho _ 400   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro procurou e encontrou apoio da Assembleia para ampliar locais de vacinação da população contra Covid-19. Em reunião nesta sexta entre o prefeito e os deputados Eduardo Botelho (foto), Paulo Araújo e João José, que preside a...

VG fatura com os clientes da Capital

Com o feriado em Cuiabá nesta quinta (8), por força do aniversário de 302 de emancipação político-administrativa, o movimento no comércio migrou para a vizinha Várzea Grande, segundo maior município do Estado. Em alguns trechos, especialmente na região central, registrou-se congestiomanento no trânsito praticamente o dia todo. Em tempos de pandemia e com horário de funcionamento reduzido, lojistas e comerciantes...