Últimas

Sexta-Feira, 29 de Dezembro de 2006, 00h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Bolsa Família: necessário e justo

O médico Rômulo Paes destaca, em artigo na A Gazeta desta sexta (29), que o programa Bolsa Família é necessário e justo.

        Leia a seguir a reprodução do artigo:

       No início do próximo ano, uma missão do governo da Indonésia, país asiático com 200 milhões de habitantes, estará no Brasil. Os integrantes vêm conhecer o Bolsa Família, presente em 11 milhões de lares. Na lista dos que querem ver, ou já viram, de perto o funcionamento do programa de transferência do governo brasileiro estão nações desenvolvidas, como a Austrália, em vias de desenvolvimento, como a Indonésia, e bem pobres, como o Malawi. O que o Bolsa Família tem que atrai a atenção do mundo?

     Responder a esta pergunta é mostrar, não só como o Bolsa Família é necessário e justo, mas como está no caminho correto. O programa, um dos mais bem focalizados do mundo e com baixo custo (0,4 % do PIB), tem contribuído para a redução da pobreza e desigualdade. Além disso, tem um forte impacto na melhoria da alimentação, no combate à desnutrição infantil e na permanência das crianças na escola.

     O Bolsa Família atinge uma parcela da população à qual o Estado devia muito em termos de políticas públicas adequadas. Pessoas que não eram incluídas ou que tinham acesso limitado aos programas de transferência de renda e, por isso, apresentavam dificuldades em conseguir os elementos básicos para sua sobrevivência, como alimentação, vestuário, e mesmo material escolar. Aliado a isso, o Bolsa Família dinamiza o comércio, principalmente nas regiões mais pobres. Outro aspecto, que julgo mais importante, é que a sociedade fica melhor quando se reduz a pobreza e a desigualdade. Há possibilidade do Brasil se desenvolver mais porque teremos trabalhadores mais qualificados. Uma sociedade mais justa, mais equânime, é melhor para todos.

     Outro aspecto positivo, muitas vezes não mencionado nas análises, é a elevação da auto-estima das famílias. A presença da mulher no grupo familiar ficou fortalecida à medida em que passou a controlar um rendimento que beneficia o lar como um todo. Também a participação delas na comunidade é reforçada quando são percebidas pelos comerciantes como boas compradoras e passam a ser mais respeitadas no grupo social. Desta forma, têm a sua auto-estima elevada no grupo familiar e social.

     O aumento da auto-estima faz com que as pessoas tenham uma atitude mais pró-ativa em relação ao trabalho, tema que sempre está em pauta quando se fala do Bolsa Família, associado, por alguns, à acomodação por parte dos seus beneficiários. Algumas evidências apontam na direção contrária. Em primeiro lugar, o recurso do Bolsa Família, em média 61 reais, não concorre com a renda do trabalho, mesmo o informal. Ele é complementar. O que as pesquisas mostram é que quem recebe o benefício trabalha e trabalha muito. Os chefes de família e demais membros, em idade preconizada para o trabalho, iniciam mais cedo e saem mais tarde do mercado porque, de fato, precisam trabalhar mais. Na verdade, a experiência do Bolsa Família reforça o conceito de que a população brasileira é responsável e sabe usar com sabedoria este tipo de benefício.

      Rômulo Paes é médico epidemiologista e secretário de Avaliação e Gestão da Informação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Críticas à busca do poder pelo poder

marcia pinheiro 400   Em um ato realizado na praça Alencastro, nesta segunda à noite, a primeira-dama de Cuiabá Marcia Pinheiro disparou críticas aos adversários do prefeito Emanuel, que busca a reeleição. Segundo ela, as alianças formadas por Abílio neste segundo turno são...

Reeleição consagradora e base forte

leonardo bortolini leo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito Léo Bortolin (foto) mostrou nas urnas ser mesmo um líder político emergente da região. Ele assumiu o Executivo, após vencer a eleição suplementar em novembro de 2017, com 69% dos votos válidos. Agora foi à...

Vereador eleito diz não apoiar Abílio

eduardo magalhaes 400 curtinha   Release produzido pela campanha de Abílio Júnior anuncia que 13 dos 25 vereadores eleitos e/ou reeleitos estão apoiando o candidato do Podemos neste segundo turno em Cuiabá. E incluiu na lista Eduardo Magalhães (foto), do Republicanos. Mas o próprio Magalhães,...

Ibope mostra acirramento Abílio x EP

abilio junior 400 curtinha   O primeiro resultado da pesquisa Ibope deste segundo turno, revelado hoje pela TVCA, apontando Abílio (foto) com 48% e Emanuel com 40% das intenções de voto, empatados tecnicamente dentro da margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, é uma mostra do quanto está...

Ricardo atuando pela reeleição de EP

ricardo adriane 400 curtinha   O ex-vereador Ricardo Adriane (foto), um dos dirigentes do Republicanos da Capital e do quadro de assessores do presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho, está fazendo campanha pela reeleição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro. Numa reunião ampliada, Ricardo deixou claro que...

Única petista eleita define apoio a EP

edna sampaio 400 curtinha   Única vereadora eleita pelo PT na Capital, a professora Edna Sampaio (foto) resolveu declarar apoio à reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). E mandou mensagens aos servidores públicos, que passarão a ter a petista como espécie de porta-voz na Câmara Municipal....