Últimas

Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2007, 11h:28 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

LEGISLATIVO

Bosaipo diz que não houve compra de voto

    Em discurso na sessão solene de posse dos 24 deputados, realizado nesta quinta, Humberto Bosaipo (PFL), que presidiu os trabalhos por ser o parlamentar com mais mandatos (5), agradeceu o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Antônio Bittar Filho, pela lesura do processo eleitoral e disse que não houve boca-de-urna e nem compra de votos no pleito do ano passado. Apesar disso, dos 24 deputados empossados, apenas o petista Ságuas Moraes não foi alvo de denúncias de compra de votos. Três estaduais (Chica Nunes, Mauro Savi e José Riva) enfrentam processo de cassação por supostos crimes eleitorais, conforme representação do Ministério Público Eleitoral.

    Para Bosaipo, o TRE conduziu com competência e transparência as eleições, sob as novas regras eleitorais. "Nós, candidatos, tivemos que nos adaptar num período muito curto e creio que o Tribunal, na prestação de contas,  na condução dos trabalhos sem boca-de-urna e sem compra de voto, nos orientou. Quero parabenizá-lo por esse trabalho".

     O parlamentar pefelista lembrou que a Assembléia funciona num novo prédio, fez agradecimentos ao governador Blairo Maggi por ter ajudado na conclusão das obras e prestou espécie de homenagem ao deputado Gilmar Fabris, responsável por lançar o projeto da sede nova quando ainda presidia o legislativo. Considerou justa a decisão de denominar o prédio de Palacio Dante Martins de Oliveira.

    Humberto Bosaipo enfatizou ainda que todas as regiões mato-grossenses estão representadas na Assembléia. Defendeu maturidade política e unidade entre os colegas para o trabalho em prol do desenvolvimento do Estado. Para o deputado, é preciso investir mais em políticas públicas, na educação, saúde, respeitar o meio ambiente e no fortalecimento dos Poderes constituídos.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

DEM "esconde" candidatos a vereador

beto 2 a 1 400 curtinha   O presidente do DEM em Cuiabá, Beto 2 a 1 (foto), secretário estadual de Governo, faz mistério sobre a chapa que está sendo montada para concorrer a vagas na Câmara de Cuiabá. Não esconde apenas o nome do vereador Marcelo Bussiki que, em março, deixa o PSB aproveitando...

Fávero e peso político em novo partido

silvio favero 400   A definição pelo presidente Jair Bolsonaro para que Silvio Fávero conduza a Comissão Provisória em MT da Aliança pelo Brasil, partido que só será criado oficialmente no próximo ano ou em 2021, representa peso político importante para o deputado de primeiro...

Prefeito estoura limite e TCE faz vetos

francis maris 400 curtinha   No sétimo e penúltimo ano de mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (foto) segue na mesma toada, de que a administração precisa continuar "enxugando" a máquina, embora já tenha conseguido o equilíbrio fiscal e que quem o suceder receberá uma gestão...

Vice muda de partido e vai a prefeito

leandro felix 400 curtinha   O vice-prefeito de Nova Mutum e primeiro-suplente de deputado estadual, Leandro Félix (foto), pretende deixar o DC. Deve se filiar no Podemos ou no PRB. Vai depender da orientação política dos irmãos Adriano (Podemos) e Otaviano Pivetta (PDT), respectivamente, prefeito de Mutum e...

Câmara só regulamenta salário de EP

misael partido 400 curtinha   Ao fixar o salário do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro em R$ 27 mil, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto) não aumenta o subsídio de Emanuel de imediato, mas sim regulamenta o valor que já era pago desde dezembro de 2018. O imbróglio começou...

R$ 71 mi já estão reservados para 13º

rogerio gallo 400 curtinha   Após os primeiros meses de "choradeira", pintando cenário do caos financeiro e administrativo, o governo estadual consegue, pela primeira vez neste 2019, fechar o mês com recurso provisionado para pagar o 13º dos cerca de 100 mil servidores. O secretário de Fazenda, Rogerio Gallo (foto),...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.