Últimas

Sábado, 07 de Julho de 2007, 18h:04 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

SEGURANÇA PÚBLICA

Brito destaca ação conjunta na prisão de Célio

      Após uma fase marcada por episódios negativos, o que trouxe desgaste para sua gestão, o secretário de Justiça e Segurança Pública, Carlos Brito, pôde, enfim, destacar uma grande operação com resultado positivo: a prisão do pistoleiro Célio Alves. Numa operação conjunta do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), que compõe a estrutura do Ministério Público Estadual, da Polícia Militar e do Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron), o ex-PM foi preso na localidade de Avião Caído e Roça Velha, em Cáceres, fronteira com a Bolívia. Acusado de atuar para o crime organizado de João Arcanjo Ribeiro, Célio estava foragido desde julho de 2005.

      Em nota, o secretário Brito faz questão de elogiar os promotores Célio Wilson, ex-secretário de Justiça e Segurança Pública, Joelson de Campos Maciel e Mauro Zaque e os PMs, coordenados pelo coronel Zaqueu Barbosa e pelo major Airton Benedito de Siqueira Júnior, que atuaram na operação.

    "A criação do GAECO foi uma boa medida e integra ações do Poder Executivo, por meio da PM e do MP, através das promotorias especializadas", diz Brito. O secretário telefonou para o promotor Célio Wilson e pediu que transmitisse aos demais promotores os cumprimentos pelo trabalho. Também falou com o tenente-coronel Zaqueu e major Siqueira Júnior para cumprimentar a todos PMs. Brito falou também com o capitão PM Evandro Alexandre Ferraz Lesco, baleado durante a operação.

     O comandante-geral da PM, coronel Campos Filho, enfatizou que "a PM  também compõe o GAECO, como o Gefron. Ao todo, 27 policiais atuaram na recaptura, sendo 15 militares do Gaeco, 12 do Gefron. Durante a prisão houve troca de tiros. O capitão PM, Evandro Lesco, foi atingido no braço e Célio Alves na região glútea. Ambos estão fora de risco. Célio Alves foi transferido para Cuiabá e encaminhado para o raio 5, do presídio Pascoal Ramos.

    Célio Alves foi preso em outubro de 2002. Ele já havia sido condenado a 73 anos por uma série de crimes, entre eles pelos assassinatos de Sávio Brandão, do sargento José Jesus de Freitas e de dois seguranças do sargento, todos ocorridos em 2002. O ex-policial responde ainda pelas execuções do empresário Mauro Sérgio Manhoso, morto em outubro de 2000, dos irmãos Brandão Araújo, ocorrido em Rondonópolis em agosto de 1999, e José Carlos Machado Araújo, em dezembro de 2000, e pelo assassinato de três adolescentes em Várzea Grande.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens GAECO, esta prisão mostra a todos os matogrossenses que ainda tem gente que trabalha para os cidadãos na policia civil, no ministerio publico e na policia militar. não podemos agora permitir que esse facinora continue preso em Mato Grosso, se nao ele vai fugir de novo. Será que agora ele vai abrir a boca?
    catanduvas neles.

  • paulo henrique | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Toma vergonha secretario prender esse bandido 2 anos depois da fuga é motivo para virar comemoração é porque a secretaria não esta dando resultado. E outra o êxito ´dessa operação é do Ministerio publico estadula com a GAECO.

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PARABENS CARLOS BRITO PELO RELEVANTESERVIÇO PRESTADO A FRENTE DESTA SECRETARIA E PARAbens governador pela escolha deste secretaria que a imprensa tanto MALHOU

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    que e isso paulo voce parece ser uma pessoa estudada MAIS QUERIA LEMBRAR VOCE QUE O SECRETARIO carlos brito ESTA A FRENTE DESTA SECRETARIA A 6 MESES PO CHEGA DE MALHAR AS PESSOAS

  • marcia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse secretario deveria ter desconfiômetro e pedir para sair.Acredito que a policia sabia onde este cidadão estava,mas por razões mal explicadas,não o prenderam.E só o fizeram agora em razão do secretário ter perdido o controle da área de segurança.A sensação que tenho lendo,observando o Governo Maggi de longe,é a de que ele perdeu foi o controle deo governo.Falta comando e o Governador parece que cansou de brincar de governar...ou o que tinha de fazer para beneficiar seus negócios já o fez...tenho pena do povo matogrossense

Despesas e o uso eleitoreiro de CPI

marcelo bussiki 400 curtinha   Buscando visibilidade pela reeleição em ano eleitoral, alguns vereadores da Capital, vergonhosamente, usaram e abusaram de dinheiro público para promoção pessoal na esteira da CPI do Paletó. A tendência é do relatório paralelo que pede afastamento do...

Sorriso incentiva 40 projetos culturais

ari lafin 400 curtinha   A seis meses de concluir o mandato, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin (foto), estabeleceu, dentro do Plano Municipal de Cultura, o "PROMIC - Festival da Cultura 2020" para contemplar 40 projetos cujos valores somam R$ 340 mil, envolvendo artes visuais, artes cênicas, cultura popular, música, audiovisual,...

Quase R$ 2 mi para o Lucas Protegida

binotti 400 curtinha   A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, sob Luiz Binotti (foto), contratou, por R$ 1,9 milhão, um consórcio formado pela Rocha Comércio de Equipamentos, que ficará com a maior "fatia" de R$ 1,4 milhão, e a Airplates Tecnologia da Comunicação, com R$ 521,7 mil, para desevolver o...

Silêncio sobre operação e elo com MBL

ulysses moraes 400 curtinha   O deputado de primeiro mandato Ulysses Moraes (foto), que deixou o DC e se filiou ao PSL, coordenador em Mato Grosso do Movimento Brasil Livre (MBL) e chamado por muitos de paladino da moralidade, mesmo sendo bastante ativo nas redes sociais, não usou a internet para comentar a operação da...

Nomes do DEM para vereador de VG

pablo 400 curtinha   O DEM do casal Jayme-Lucimar, senador e prefeita, respectivamente, é dono da maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com sete dos 21 vereadores. Destes, cinco já estão trabalhando projeto de reeleição, sendo eles Gisa Barros, que era do PSB; Valdemir Bernadino, o Nana; Pedro...

Flerte com candidato de outro partido

selma arruda 400 curtinha   Apesar de estar filiada ao Podemos, a ex-senadora Selma Arruda, que teve o mandato cassado por crimes eleitorais e deixou a cadeira neste ano, continua flertando com o pedetista, empresário e vice-governador Otaviano Pivetta, que não demonstra mais tanto ânimo para continuar com o projeto de disputa...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.